menu
Partilhar

Curiosidades sobre as gaivotas

 
Por Sandra Sotoca, Jornalista. 16 fevereiro 2022
Curiosidades sobre as gaivotas

Quando falamos das gaivotas, pensamos frequentemente na sua natureza invasiva em relação a tudo o que as rodeia. Na realidade, uma grande parte da população duvida se essas aves são amigas ou inimigas dos humanos. As gaivotas são aves pertencentes à ordem Charadriiformes, dentro da família Laridae e da subordem Lari.

São aves onívoras, mas na maioria das vezes são classificadas como carnívoras, uma vez que baseiam a sua dieta em comida viva ou, se não for o caso, se alimentam de forma oportunista. Neste artigo do PeritoAnimal, vamos te contar algumas das mais interessantes curiosidades sobre as gaivotas.

Também lhe pode interessar: Curiosidades sobre as raposas

Existem mais de 50 tipos de gaivotas

Alguma vez você já se perguntou quantos tipos de gaivotas existem? Existem atualmente 10 diferentes gêneros de gaivotas e até 50 espécies diferentes. São aves marinhas que podem variar entre médio e grande porte, de 29 centímetros a 79 centímetros. Também podemos ver isto no seu peso, já que algumas podem pesar bem pouco como 120 gramas e outras até 1,75 kg.

Entre os mais de 50 tipos de gaivotas que existem, podemos encontrar:

  • Gaivota-australiana (Larus pacificus).
  • Gaivota-de-rabo-preto (Larus atlanticus).
  • Gaivota-d'olho-branco (Ichthyaetus leucophthalmus).
  • Gaivotão-de-cabeça-preta (Ichthyaetus ichthyaetus).
  • Gaivota-golfinho (Leucophaeus scoresbii).
  • Gaivota-de-franklin (Leucophaeus pipixcan).
  • Gaivota-andina (Chroicocephalus serranus).
  • Gaivota- gigante (Chroicocephalus bulleri).
  • Gaivota-pequena (Hydrocoloeus minutus).
  • Gaivota-de-pernas-vermelhas (Rissa brevirostris).

Têm uma personalidade forte

Sabe-se normalmente que as gaivotas podem ser no mínimo agressivas com os seres humanos. Não só isso, como também são capazes de atacar baleias vivas para se alimentarem. O que elas fazem é atacá-las quando elas emergem ao ar, atacando-as para arrancar pedaços de carne das suas costas. Cabe também salientar que as gaivotas são inteligentes, uma vez que utilizam pedaços de pão como isca para se alimentarem de peixes.

Não voam sem vento

A grande maioria das gaivotas não pode voar sem vento. Isto se deve a uma das suas características físicas mais notáveis: a sua plumagem. A grande espessura da sua plumagem não lhes permite voar sem a ajuda do vento, tal como não lhes permite mergulhar na água. Mesmo assim, são planadoras excelentes e têm grande agilidade no voo. Também podem mover-se através da água com facilidade graças às suas patas com membranas entre os dedos.

A plumagem das gaivotas muda à medida que crescem de filhotes a adultos, e leva até 4 anos para que as espécies maiores cheguem à plumagem completa. Assim, quando são jovens, a plumagem é cinzenta e, quando atingem a idade adulta, é branca.

Bebem água doce e salgada

A água do mar é considerada hipertônica, portanto, se qualquer ser vivo consumir demais, poderá causar a morte ou, pelo menos, problemas no funcionamento do organismo. Isso acontece porque a água do mar contém mais sal do que o nosso corpo pode utilizar. No caso das gaivotas, podem ingerir água salgada de forma direta ou através dos animais que comem, uma vez que depois irão eliminá-la quando choram.

Elas podem chorar

Embora possa parecer inacreditável, outra curiosidade sobre as gaivotas é que elas podem chorar. Como já explicamos, as gaivotas podem beber tanto água salgada como água doce. Assim, um método para eliminar a água salgada que ingeriram é através de lágrimas. Graças às glândulas salinas localizadas na parte superior de cada olho, livram os seus corpos do excesso de sal. As lágrimas são brancas por causa da grande quantidade de sal que expulsam.

São monogâmicas

As gaivotas são mais românticas do que parecem. São aves monogâmicas que acasalam durante toda a vida com o mesmo parceiro. De fato, embora durante o ano nem sempre estejam juntas, quando chega a época de reprodução elas voltam a se unir. Além disso, as gaivotas são animais tradicionais, portanto voltam sempre ao mesmo local de nidificação para pôr os seus ovos. A fim de restabelecer a união, fazem isso através da sua comunicação e sons peculiares.

São uma praga

As gaivotas não são apenas aves marinhas, mas também se tornaram aves que habitam portos e cidades, por exemplo. É por esta razão que as gaivotas hoje em dia são consideradas uma praga. Qualquer edifício é suscetível de ser colonizado por gaivotas, pois, embora sejam aves migratórias, adaptaram-se perfeitamente às características ambientais que as rodeiam. Além disso, esta grande presença de gaivotas nas cidades também representa um risco para a saúde das pessoas.

Se quiser saber mais sobre aves migratórias, não hesite em ler este artigo que te recomendamos.

Curiosidades sobre as gaivotas - São uma praga

São um símbolo de liberdade

A visão de uma gaivota voando não é nada incomum. Elas estão presentes na nossa quotidiana de muitas cidades pelo mundo, mas têm mais liberdade do que nós para se deslocarem, uma vez que estão constantemente a pairar sobre nós. Este fato de se poder escolher entre terra, mar ou ar, é o que faz delas um símbolo de liberdade para os seres humanos. Por outro lado, as gaivotas também representam engenhosidade e adaptabilidade, uma vez que, como já explicamos, são capazes de moldar o seu comportamento às condições que enfrentam.

São aves comunicativas

Tenho certeza de que mais de uma vez você já se perguntou por que razão as gaivotas gritam à noite, porque o som das gaivotas é uma das grandes curiosidades que as caracteriza. São aves inteligentes que têm um dos sistemas de comunicação mais complexos, desde quando os filhotes estão prestes a eclodir até quando estão prontos para cortejar as fêmeas. Afinal de contas, quando as gaivotas gritam é porque estão tentando defender o seu território, uma vez que são muito protetoras do seu espaço.

Talvez você também possa achar interessante este outro post do PeritoAnimal sobre como os animais se comunicam.

Têm poucos predadores

As gaivotas não devem sentir-se assustadas pelos seus predadores, uma vez que são poucos. Os predadores de gaivotas são geralmente aves de rapina, que são predadores de topo e caçadores implacáveis. Mesmo assim, raposas, coiotes e guaxinins podem ser usados para afugentar as gaivotas. Se quiser saber mais sobre aves de rapina, não hesite em visitar este outro artigo.

Gaivota brasileira

A única gaivota encontrada constantemente no Brasil é a chamada gaivotão (Larus dominicanos). Esta gaivota brasileira (chamada assim por muitos mas, de fato, não é brasileira) tem 58 centímetros de comprimento, bico amarelo e possui uma mancha vermelha na ponta da maxila. Além disso, conta com cinco subespécies.

No Brasil, ocorrem do Norte ao Sul do país, com mais constância em estados como Espírito Santo, São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

Imagem: eBird

Agora que você já sabe várias curiosidades sobre as gaivotas e viu que há dezenas de tipos de gaivotas diferentes, não perca este outro artigo sobre nomes de pássaros de A a Z.

Curiosidades sobre as gaivotas - Gaivota brasileira

Se deseja ler mais artigos parecidos a Curiosidades sobre as gaivotas, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Curiosidades do mundo animal.

Escrever comentário

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
O que lhe pareceu o artigo?
Curiosidades sobre as gaivotas
1 de 3
Curiosidades sobre as gaivotas

Voltar ao topo da página