Partilhar

Coelho Angorá

Atualizado: 4 junho 2020
Coelho Angorá

Se você gosta de coelhos, provavelmente já ouviu falar do coelho Angorá, também conhecido como coelho de Angorá, uma raça de origem turca que se tornou popular principalmente graças ao seu volumoso pelo branco. Mas você sabia que existem até quatro variedades de coelhos Angorá, e que cada uma delas tem suas próprias características?

Nesta ficha do PeritoAnimal, você pode descobrir muito mais sobre a origem, comportamento e saúde do coelho Angorá. E se você está avaliando a possibilidade de adotar um coelho desta raça, vamos falar também sobre os principais cuidados e alimentos necessários para que ele leve uma vida saudável e feliz. Não perca!

Origem
  • Ásia
  • Europa
  • Turquia

Origem do coelho Angorá

O coelho Angorá é uma raça de coelho originária da Turquia, mais especificamente da região de Ancara, de onde também vem o gato Angorá. Originalmente, esses lagomorfos foram desenvolvidos principalmente para a exploração de sua pelagem, usada para fabricar a valiosa fibra conhecida como lã de angorá.

Anos mais tarde, em meados do século XVIII, os coelhos Angorá começaram a se tornar populares como animais de companhia, depois de serem adotados como animais de estimação pela realeza francesa. Antes do final do mesmo século, eles já haviam se espalhado por todo o continente europeu, graças à sua aparência encantadora e sua personalidade calma e amigável. Durante o século 20, eles começaram a ser "exportados" para os Estados Unidos, onde também conquistaram uma rápida popularidade.

Quando foram introduzidos em diferentes países, os coelhos Angorá "originais" começaram a ser cruzados seletivamente com outros coelhos típicos de cada país ou região. E foi dessa maneira que surgiram as quatro variedades de coelho Angorá atualmente reconhecidas pela American Rabbit Breeding Association (ARBA), que são as seguintes:

  • Coelho Angorá Inglês
  • Coelho Angorá Francês
  • Coelho Angorá Gigante
  • Coelho Angorá Cetim

Características físicas do coelho Angorá

As características morfológicas do coelho Angorá podem variar um pouco, dependendo da variedade à qual cada indivíduo pertence. Naturalmente, o traço mais característico desta raça é seu pelo volumoso e abundante, que até hoje tem um valor de mercado muito alto pela qualidade da lã que fornece para fazer casacos.

A cor de pelo mais comum nos coelhos Angorá é o branco, mas é possível encontrar indivíduos com tonalidades diferentes, como cinza, canela, creme ou marrom. A única exceção é a variedade gigante, cuja pelagem deve sempre ser completamente branca. A seguir, vamos falar sobre as características físicas mais destacadas de cada variedade de coelho Angorá:

  • Coelho Angorá Inglês: é a menor variedade, costumando pesar entre 2,5 e 4 kg na idade adulta, por isso é considerado um tipo de coelho anão. Seu corpo é compacto e robusto, com abundantes pelos de textura sedosa em todo o corpo, inclusive nas pernas, orelhas e cabeça.
  • Coelho Angorá Francês: esta variedade é de tamanho médio, pesando entre 4 e 5 kg na idade adulta. Seu corpo tem forma oval e se destaca por ter o rosto e as orelhas cercadas por mechas de pelos lisos.
  • Coelho Angorá Gigante: Como o nome sugere, é a maior variedade de coelho Angorá, pesando não menos que 4,5 kg e chegando a 6 kg. Seu pelo é completamente branco e esses coelhos não fazem troca de pelo, como as outras variedades.
  • Coelho Angorá Cetim: essa variedade se destaca pelo brilho de sua pelagem, que possui um efeito acetinado. Seus pelos são curtos e macios ao toque, mas esses lagomorfos não têm uma pelagem tão abundante quanto as outras variedades. Seu tamanho é médio, pesando cerca de 4 kg na idade adulta.

Personalidade do coelho Angorá

Tão reconhecida quanto a beleza de sua pelagem, é a personalidade dócil e equilibrada que caracteriza os coelhos Angorá. Esses lagomorfos costumam ser muito pacíficos no seu dia a dia, comportando-se com paciência e amor com seus donos. Geralmente, são fáceis de socializar, pois costumam desfrutar da companhia de seus familiares e podem se adaptar muito bem a outros animais. Por todas essas razões, eles podem se tornar excelentes animais de estimação para crianças, desde que recebam uma educação adequada e tenham um ambiente positivo em que possam se sentir seguros. Eles também precisam ter seus momentos de silêncio respeitados, principalmente quando descansam e se alimentam.

Além disso, os coelhos Angorá são animais muito inteligentes e predispostos a aprender. Portanto, ao adotar um coelho, é importante se comprometer com sua educação e estímulo mental, apresentando a ele diferentes ordens de obediência, truques, tarefas e diversas atividades.

Cuidados do coelho Angorá

Um dos principais cuidados do coelho Angorá é a manutenção regular que sua linda pelagem exige. O ideal é escová-la duas ou três vezes por semana, sempre usando uma escova apropriada para não quebrar a fibra de seus pelos delicados. Ao escovar o pelo do seu coelho, lembre-se de acalmá-lo e tranquiliza-lo antes de começar a pentear. Como são muito sensíveis e atentos, os coelhos podem se assustar facilmente; portanto, você deve sempre fazer da sessão de limpeza um momento de relaxamento, mimos e confiança mútua.

Como já mencionamos na seção anterior, será muito importante estimular a mente de seu coelho Angorá. Para educá-lo e ensinar a ele diferentes truques e tarefas, você pode utilizar o clicker, o mesmo dispositivo que costumamos usar para facilitar o adestramento de cachorros e gatos. Para premiá-lo e incentivá-lo a persistir em sua aprendizagem, você pode utilizar snacks saudáveis, como pequenos pedaços de frutas e vegetais bons para coelhos.

Além de trabalhar em suas habilidades cognitivas, os coelhos Angorá também precisam e desfrutam de atividades físicas. Idealmente, eles devem poder sair da gaiola diariamente e ter um espaço aberto e seguro onde possam correr, pular e explorar os arredores. Os exercícios físicos são essenciais para a gestão de um peso saudável e um comportamento equilibrado, evitando problemas de obesidade e de comportamento em seu coelho.

Uma boa higiene também será um cuidado importante para o coelho Angorá, evitando que entre em contato com microorganismos possivelmente patogênicos. Idealmente, excrementos e resíduos de alimentos, como feno úmido ou pedaços de comida, devem ser limpos diariamente para evitar o acúmulo. Os bebedouros e comedouros devem ser lavados pelo menos três vezes por semana, e será necessário higienizar toda a gaiola do lagomorfo pelo menos uma vez por semana.

Alimentação do coelho Angorá

Como todos os animais, os coelhos Angorá precisam receber uma nutrição completa e equilibrada para se desenvolverem completamente em nível físico, emocional e cognitivo. A alimentação do coelho deve suprir plenamente as necessidades nutricionais específicas de cada etapa da sua vida. O feno será o elemento mais importante na dieta dos coelhos adultos, graças ao seu alto conteúdo de fibras que estimulam o trânsito intestinal e facilitam a digestão, prevenindo problemas gastrointestinais.

Seu coelho precisará ter feno fresco e de boa qualidade em sua gaiola, mas você deve verificá-lo e trocá-lo regularmente para evitar que se molhe ou entre em contato com a urina ou fezes. A umidade favorece a proliferação de bactérias, fungos e outros patógenos que podem deixar seu amigo doente. Além disso, você pode oferecer legumes, frutas e verduras, sempre em quantidades adequadas ao seu tamanho, peso, idade e estilo de vida. Também será essencial proporcionar uma hidratação ideal ao seu coelho, deixando sempre água fresca e limpa na gaiola.

Por último, mas não menos importante, lembre-se de que os coelhos precisam desgastar seus dentes que jamais param de crescer. Em lojas especializadas, você pode encontrar madeira orgânica e ramos de árvores frutíferas adequados para oferecer ao seu coelho. Mas certifique-se de que são de fontes sustentáveis, para evitar que contenham substâncias químicas que possam prejudicar a saúde do seu amigo lagomorfo.

Saúde do coelho Angorá

Coelhos Angorá tendem a se adaptar melhor a climas temperados e podem sofrer bastante com o calor. Por esse motivo, você precisa prestar atenção especial ao seu ambiente durante os dias mais quentes, para evitar que nas altas temperaturas possam ser vítimas de um golpe de calor. Além de manter sempre água fresca e limpa à disposição do seu coelho, verifique se ele possui pelo menos uma área bem ventilada e fresca.

Por outro lado, o frio, as condições climáticas adversas e as mudanças repentinas de temperatura também podem prejudicar a saúde do seu lagomorfo. Embora o coelho Angorá tenha uma pelagem abundante que ajuda a mantê-lo aquecido, ele também é sensível ao frio e pode sofrer queimaduras, resfriados e até quadros de hipotermia quando exposto a baixas temperaturas. Portanto, lembre-se de fornecer um abrigo adequadamente condicionado para o seu coelho durante o inverno.

Além disso, o coelho Angorá pode desenvolver algumas doenças comuns em lagomorfos, como a raiva, tularemia, infecções virais, bacterianas ou fúngicas, problemas de pele como a sarna, entre outros. Seu coelho também precisará de uma medicina preventiva adequada para manter a saúde ideal e impedir o desenvolvimento dessas condições. Por esse motivo, lembre-se de levá-lo ao veterinário especializado a cada 6 meses para fazer consultas preventivas e manter suas vacinas atualizadas.

Fotos de Coelho Angorá

Artigos relacionados

Suba a sua foto de Coelho Angorá

Suba a foto do seu Pet

Escrever comentário

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
Como avalia esta raça?

Coelho Angorá
1 de 4
Coelho Angorá

Voltar ao topo da página