Partilhar

Carta de um cachorro para o tutor

 
Por Nelson Ferreira, Redator do Perito Animal. Atualizado: 7 novembro 2018
Carta de um cachorro para o tutor

Ver fichas de  Cachorros

Quando falamos de atos de amor, adotar é um deles. Muitas vezes, sem palavras e apenas com um olhar, conseguimos entender o que os nossos cachorros estão sentindo. Quando vamos a um refúgio de animais e observamos os seus pequenos rostos, quem se atreve a dizer que não estão dizendo, "Me adota!"? Um olhar pode refletir a alma de um animal, tal como as necessidades ou sentimentos dele.

No Perito Animal, queremos colocar em palavras alguns dos sentimentos que acreditamos ver nesses olhinhos de um cachorro que quer ser adotado. Apesar de já praticamente não se usarem cartas hoje em dia, este é um gesto bonito que sempre saca um sorriso de quem o recebe.

Por esta razão,colocamos em palavras o que acreditamos que um animal sente depois de ser adotado. Desfrute desta bonita carta de um cachorro adotado para o tutor!

Querido Tutor,

Como esquecer esse dia em que você entrou no refúgio e os nossos olhares se cruzaram? Se existe o amor à primeira vista, acredito que foi isso que aconteceu com a gente. Eu corri para te cumprimentar junto com mais 30 cães e, entre latidos e carinhos, desejava que você me escolhesse entre todos. Não parava de te olhar, nem você a mim, os seus olhos eram tão profundos e meigos... No entanto, os outros fizeram com que você desviasse os seus olhos dos meus e eu fiquei triste como tantas outras vezes já tinha acontecido. Sim, você vai pensar que sou assim com todos, que gosto de me apaixonar e desapaixonar, uma e outra vez. Mas acho que dessa vez aconteceu algo em você que não tinha acontecido anteriormente. Você veio me cumprimentar em baixo daquela árvore onde me refugiava sempre que chovia ou que meu coração foi quebrado. Enquanto o dono do refúgio tentava direcionar você para os outros cachorros, você caminhou em silêncio até mim e a conexão foi definitiva. Quis fazer uma de interessante e não abanar muito o rabo, pois descobri que isso assusta os futuros tutores, mas não consegui, não parava de girar como se fosse um helicóptero. Você brincou comigo 1 ou 2 horas, já não me lembro, só sei que fui muito, muito feliz.

Tudo o que é bom acaba depressa, dizem, você se levantou e caminhou até à casinha de onde saem as comidas, as vacinas e muitas outras coisas. Eu acompanhei você até lá dando lambidas no ar e você não parava de dizer, calma... Calma? Como podia ter calma? Já tinha encontrado você. Demorou um pouco mais que esperava ali dentro... Não sei se foram horas, minutos, segundos, mas mim foi uma eternidade. Voltei para a árvore onde me escondia quando estava triste, mas desta vez com a cabeça olhando para outro lado que não a porta por onde você havia sumido. Não queria ver você saindo e indo para casa sem mim. Decidi dormir para esquecer.

De repente ouviu meu nome, era o dono do refúgio. O que ele quer? Não vê que estou triste e agora não me apetece comer nem brincar? Mas como sou obediente girei e ali estava você, agachado, sorrindo para mim, já tinha decido que iria para casa comigo.

Chegamos a casa, a nossa casa. Estava assustado, não conhecia nada, não sabia como me comportar por isso decidi seguir você para todo o lado. Falava comigo com uma voz suave que e era difícil resistir aos seus encantos. Mostrou a minha caminha, onde eu iria dormir, onde comer e onde você estaria. Tinha tudo o que era preciso, até brinquedos para que não me entediar, como você conseguiu pensar que eu me entediaria? Tinha tanto para descobrir e aprender!

Passaram os dias, meses e o seu carinho crescia tal e qual como o meu. Não vou aprofundar as discussões sobre se os animais têm sentimentos ou não, só quero contar o que aconteceu comigo. Hoje, finalmente posso te dizer que o mais importante na minha vida é você. Nem os passeios, nem a comida, nem sequer essa cadela tão bonita que vive no andar de baixo. É você, porque sempre serei grato por me ter escolhido entre todos.

Cada dia da minha vida é dividido entre os momentos que você está comigo e os que você se ausenta. Nunca esquecerei os dias que chegava cansado do trabalho e, com um sorriso, você me dizia: Vamos passear? ou, Quem quer comer? E eu, que não queria nada disso, só queria estar com você, não importava qual seria o plano.

Agora que que já levo um tempo me sentindo mal e você dormindo ao meu lado, queria aproveitar para escrever isto, para que você o leve para o resto da sua vida. Não importa para onde você vá, jamais poderei esquecer você e estarei sempre eternamente grato, porque você é o melhor que aconteceu na minha vida.

Mas não quero que fique triste, volte a fazer o mesmo caminho, escolha um novo amor e dê tudo o que me deu a mim, esse novo amor também nunca se esquecerá. Outros cães também merecem um tutor como o que eu tive, o melhor de todos!

Carta de um cachorro para o tutor - Querido Tutor,

Se deseja ler mais artigos parecidos a Carta de um cachorro para o tutor, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Curiosidades do mundo animal.

Escrever comentário sobre Carta de um cachorro para o tutor

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
O que lhe pareceu o artigo?

Carta de um cachorro para o tutor
1 de 2
Carta de um cachorro para o tutor

Voltar ao topo da página