Partilhar

Características do escorpião

 
Por Aerton Guimarães. 2 novembro 2020
Características do escorpião

Existem mais de 1.000 espécies de escorpiões no mundo. Também conhecidos como lacraus ou alacraus, eles se caracterizam por serem animais venenosos que apresentam um corpo segmentado em vários metâmeros, grandes garras e um marcante ferrão na área posterior do corpo. Habitam praticamente todas as regiões do mundo sob pedras ou troncos de árvores e se alimentam de pequenos animais, como os insetos ou as aranhas.

Junto aos conhecidos picnogônidos, formam o grupo dos queliceriformes, os quais se caracterizam principalmente pela presença de quelíceras e a ausência de antenas. No entanto, apresentam muitos outros atributos ou qualidades que fazem desses artrópodes animais muito interessantes. Se você quer conhecer mais sobre as características do escorpião, não deixe de ler este artigo do PeritoAnimal.

Também lhe pode interessar: 15 tipos de escorpião

O escorpião é um inseto?

Devido ao pequeno tamanho e a estrutura corporal dividida em segmentos que esses animais apresentam, podemos pensar que se tratam de insetos. No entanto, embora ambos sejam artrópodes, os escorpiões são parentes das aranhas, pois pertencem à classe Aracnídeos do subfilo dos quelicerados.

Os escorpiões são caracterizados pela presença de quelíceras e ausência de antenas, enquanto os insetos pertencem à classe Insecta, que está incluída dentro do subfilo dos hexápodes e carecem dessas características próprias dos quelicerados. Portanto, podemos afirmar que o escorpião não é um inseto, é um aracnídeo.

O nome científico do escorpião, claro, depende da espécie. O escorpião amarelo, por exemplo, é o Tityus serrulatus. Já o nome científico do escorpião imperador é o Pandinus Imperator.

Características do escorpião - O escorpião é um inseto?

Origem do escorpião

Os dados fósseis apontam que os escorpiões apareceram como formas aquáticas há cerca de 400 milhões de anos e, posteriormente, conquistaram o ambiente terrestre. Além disso, a posição dos pulmões desses artrópodes é semelhante à posição das brânquias dos euripterídeos, animais quelicerados já extintos no habitat marinho e dos quais alguns autores acreditam que derivam os escorpiões terrestres atuais.

Características do escorpião - Origem do escorpião

Anatomia do escorpião

Focalizando agora nas características dos escorpiões referentes à sua anatomia e morfologia, podemos dizer que os escorpiões têm um corpo dividido em duas regiões: o prossoma ou região anterior e o opistossoma ou região posterior, formadas por um conjunto de segmentos ou metâmeros. Neste último, duas partes também podem ser distinguidas: o mesossoma e o metassoma. O comprimento corporal dos escorpiões pode variar bastante. O maior escorpião já encontrado tem até 21 cm enquanto há outros que não chegam a 12 milímetros.

No prossoma apresentam uma carapaça onde encontram-se dois ocelos (olhos simples) centrais junto com 2-5 pares de ocelos laterais. Assim, os escorpiões podem ter de dois a 10 olhos. Nessa região também se encontram os apêndices do animal os quais consistem em um par de quelíceras ou peças bucais, um par de pedipalpos terminados em garras e oito patas articuladas.

Na área do mesossoma está o opérculo genital, constituído por um par de placas que escondem o orifício genital. Atrás desse opérculo está a placa pectinífera, que atua como ponto de união dos pentes, estruturas dos escorpiões com função quimiorreceptora e tátil. No mesossoma também se encontram 8 estigmas ou aberturas respiratórias que correspondem aos pulmões foliáceos, que são como páginas de livro do animal. Assim, os escorpiões realizam uma respiração pulmonar. Da mesma forma, no mesossoma está o sistema digestivo dos escorpiões.

O metassoma é formado por metâmeros muito estreitos formando uma espécie de anel em cujo extremo está uma vesícula de veneno. Ela termina em um ferrão, característico dos escorpiões, no qual desemboca a glândula produtora da substância venenosa. Conheça 15 tipos de escorpiões neste outro artigo.

Características do escorpião - Anatomia do escorpião

Tudo sobre o escorpião

As características dos escorpiões não se concentram apenas em seu aspecto físico, mas também em seu comportamento, e é por ele que começaremos.

Comportamento do escorpião

Esses animais são geralmente noturnos, pois preferem sair em busca de alimento durante à noite e ficar mais inativos durante o dia, o que lhes permite uma menor perda de água e melhor manutenção da temperatura.

Seu comportamento na hora de se reproduzir é bem marcante, pois realizam uma espécie de dança nupcial entre o macho e a fêmea muito característica. Em primeiro lugar, o macho coloca um espermatóforo com espermatozoides no chão e, posteriormente, agarrado à fêmea, puxa-a para colocá-la em cima do espermatóforo. Para concluir, o macho empurra a fêmea para baixo para exercer pressão sobre o espermatóforo e este se abra permitindo a entrada do esperma na fêmea.

Onde os escorpiões vivem?

O habitat dos escorpiões é muito diverso, pois podem ser encontrados desde áreas com grande vegetação até lugares muito áridos, mas sempre escondidos sob pedras e troncos durante o dia, sendo esta outra das características dos alacraus mais representativas. Habitam praticamente todos os continentes, exceto lugares onde as temperaturas são extremamente frias. Deste modo, encontramos espécies como o Euscorpius flavicaudis, que habita no continente africano e o sul da Europa ou espécies como o Superstitionia donensis, que é encontrada em diferentes países da América.

Alimentação do escorpião

Os escorpiões são carnívoros e, como já mencionamos, caçam à noite. Eles possuem a capacidade de detectar suas presas por meio de vibrações no ar, no solo e também por sinais químicos. Sua dieta é composta por insetos, como grilos, baratas, moscas e ainda aranhas, mas também podem se alimentar de lagartos, pequenos roedores, pássaros e até de outros escorpiões.

Características do escorpião - Tudo sobre o escorpião

Qual escorpião é venenoso

De acordo com o Ministério da Saúde, foram registrados 154.812 acidentes por escorpião no Brasil em 2019. Esse número representa 58,3% de todos os acidentes ocorridos com animais peçonhentos no país.[1]

O perigo dos escorpiões é variável, pois isso depende da espécie. Enquanto alguns exemplares são mais pacíficos e se defendem apenas no caso de serem atacados, outros são mais agressivos e possuem venenos mais poderosos capazes de causar grandes danos a quem entra em contato com eles.

Todos os escorpiões são venenosos e possuem veneno capaz de matar insetos, suas presas principais. Mas apenas algumas espécies são de fato perigosas para nós humanos. A picada de escorpião provoca, na grande maioria das vezes, a mesma sensação de uma ferroada de abelha, o que quer dizer que é bastante dolorosa.

No entanto, há espécies que possuem venenos mortais para humanos, como é o caso do escorpião de cauda preta (Androctonus bicolor). A picada deste escorpião provoca parada respiratória.

O veneno do escorpião atua forte e rapidamente em suas vítimas e é classificado como neurotóxico, pois age especialmente sobre o sistema nervoso. Tal veneno pode provocar a morte por asfixia e causa paralisia motora e bloqueio dos comandos responsáveis pela respiração.

Sintomas mais comuns após picada de escorpião

Entre os sintomas causados pelo veneno do escorpião estão:

  • Dor na região picada
  • Vermelhidão
  • Inchaço

Em casos mais graves, a picada de escorpião pode provocar ainda:

  • Vômito
  • Dor de cabeça
  • Enjoo
  • Espasmos musculares
  • Dor abdominal
  • Salivação excessiva

O que fazer em caso de picada de escorpião

Quando uma pessoa sofre uma picada de escorpião, a recomendação é que ela vá rapidamente a um hospital e, se possível, capturar e levar o animal ao hospital para que a equipe médica possa identificar o soro anti-escorpiônico adequado. Tirar uma foto do animal também pode ser útil.

Nem sempre o soro é indicado, depende do tipo de escorpião e seu veneno. Apenas um profissional da saúde pode fazer essa avaliação e realizar o diagnóstico. Saiba, ainda, que não existe tratamento caseiro para tratar uma picada. De qualquer maneira, há algumas medidas que devem ser tomadas ao ser picado por um escorpião, como limpar o local da picada com água e sabão e não cortar o apertar a região atingida.

Outras curiosidades dos escorpiões

Agora que você já conhece as principais características do escorpião, esses outros dados curiosos também podem ser muito interessantes:

  • Podem viver entre 3 e 6 anos, más há casos em que podem durar mais que isso
  • Em determinados países, como o México, esses animais são conhecidos como “alacraus”. Na verdade, em diferentes regiões de um mesmo país, pequenos escorpiões também são chamados alacraus.
  • São ovovivíparos ou vivíparos e o número de filhotes varia entre 1 e 100. Após a saída destes, os escorpiões adultos lhes dão cuidados parentais.
  • Utilizam principalmente suas grandes garras para caçar suas presas. A injeção do veneno através de seus ferrões é utilizada principalmente em casos de defesa ou captura de presas mais difíceis.
  • Em alguns países, como China, esses artrópodes são consumidos pelo homem, pois também se acredita que sejam medicinais.
Características do escorpião - Outras curiosidades dos escorpiões

Se deseja ler mais artigos parecidos a Características do escorpião, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Curiosidades do mundo animal.

Referências
  1. MINISTÉRIO DA SAÚDE. Portal da Saúde. Disponível em: <http://www2.datasus.gov.br/DATASUS/index.php?area=0203&id=29878153&VObj=http://tabnet.datasus.gov.br/cgi/deftohtm.exe?sinannet/cnv/animais>. Acesso em 28 de outubro de 2020.
Bibliografia
  • FIOCRUZ. Escorpionídeos. Disponível em: <http://www.fiocruz.br/biosseguranca/Bis/infantil/escorpionideos.htm>. Acesso em 28 de outubro de 2020.
  • GOVERNO DO ESTADO DE SERGIPE. SES explica o que fazer em caso de picada de escorpião. Disponível em: <https://www.saude.se.gov.br/ses-explica-o-que-fazer-em-caso-de-picada-de-escorpiao/>. Acesso em 28 de outubro de 2020.
  • NINHA BIO. Escorpiões. Disponível em: <http://www.ninha.bio.br/biologia/escorpioes.html>. Acesso em 28 de outubro de 2020.

Escrever comentário

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
O que lhe pareceu o artigo?

Características do escorpião
1 de 6
Características do escorpião

Voltar ao topo da página