menu
Partilhar

Reprodução do escorpião - Características e curiosidades

 
Por Nick A. Romero H., Biólogo e educador ambiental. 28 dezembro 2020
Reprodução do escorpião - Características e curiosidades

No PeritoAnimal queremos te oferecer agora informação útil sobre a escorpiofauna, especificamente sobre a reprodução do escorpião - características e curiosidades.

Estes chamativos e interessantes aracnídeos que existem há milhões de anos no planeta e dos quais foram identificados mais de duas mil espécies, possuem suas próprias estratégias reprodutivas que, como no resto dos animais, têm a intenção de garantir a perpetuidade da espécie. Neste sentido, os escorpiões têm sido muito efetivos, pois estão na Terra há tantos anos que são considerados animais pré-históricos. Siga lendo se quiser saber mais sobe as características reprodutivas dos escorpiões.

Também lhe pode interessar: Características do escorpião

Rituais de acasalamento dos escorpiões

Como o escorpião se reproduz? Bem, antes que ocorra a fecundação, a reprodução do escorpião começa com um complexo processo de corte, que pode durar até várias horas. Os machos procuram convencer a fêmea de aceitar o acasalamento e, para isso, dançam com as suas pinças com movimentos constantes.

Durante o processo, estes indivíduos podem tentar usar seus ferrões. No entanto, o macho deve ser sempre muito cauteloso, já que caso contrário, ao finalizar a cópula, a fêmea pode devorá-lo, sobretudo se houver escassez de alimento na região.

A corte é similar nos diferentes tipos de escorpiões, a qual está constituída por várias fases ou etapas que têm sido estudadas. Por outro lado, machos e fêmeas não costumam coabitar, por isso que se separam depois do acasalamento. Alguns estudos evidenciam que existem fêmeas que entram em um novo processo de corte inclusive com crias encima do seu corpo.

Quantas vezes os escorpiões se acasalam?

De forma geral, os escorpiões se reproduzem mais de uma vez por ano, tendo vários episódios reprodutivos neste tempo, o que garante a sua sobrevivência. No entanto, as condições ambientais e do lugar específico onde ocorre o acasalamento são muito importantes para que a reprodução dos escorpiões ocorra com sucesso.

De acordo com algumas pesquisas, existem fêmeas de diferentes espécies de escorpiões capazes de parir diversas vezes a partir de uma única inseminação.

Reprodução do escorpião - Características e curiosidades - Rituais de acasalamento dos escorpiões

A fecundação dos escorpiões

As espécies de machos de escorpiões produzem uma estrutura ou cápsula denominada espermatóforo, na qual se encontram os espermatozoides. Esta é uma característica comum que utilizam os invertebrados para se reproduzir.

Durante o processo de acasalamento, o macho é quem escolhe o lugar onde ocorrerá a fecundação, levando a fêmea até o lugar que detectou como mais adequado. Uma vez aí, o macho deposita o espermatóforo no solo. Enquanto estiver ligado à fêmea, esta será quem decidirá se tomará a cápsula e a introduzirá em seu orifício genital. Somente se isso acontecer, se realizará a fecundação.

As condições do lugar são importantes, por isso o macho é cuidadoso ao selecioná-lo, já que disto depende se o espermatóforo se manterá ideal enquanto repousa no substrato até ser tomado pela fêmea para, assim, ocorrer a correta reprodução do escorpião.

Reprodução do escorpião - Características e curiosidades - A fecundação dos escorpiões
Imagem: Prefeitura de Itapetinga

Os escorpiões são ovíparos ou vivíparos?

Os escorpiões são animais vivíparos, o que significa que depois da fecundação na fêmea, o desenvolvimento do embrião ocorre dentro dela, dependendo da mãe até o momento de nascer. As crias seguem dependendo da mãe depois do nascimento, pois estarão sobre seu corpo por várias semanas. Uma vez que as crias desenvolvam sua primeira muda - processo de troca do tipo de esqueleto-, descerão do corpo da mãe. Enquanto isso, os escorpiões recém-nascidos se alimentarão sugando o tecido de sua progenitora a fim de obter os nutrientes que necessitam.

Quantos escorpiões nascem de uma fêmea?

A quantidade de escorpiões filhotes que um escorpião pode variar de uma espécie a outra, podendo ser 20 mas, na média, podem parir até 100 pequenos escorpiões. A descendência continuará realizando mudas sucessivas em seus corpos, que poderão ser por volta de cinco, momento no qual alcançarão a maturidade sexual.

O tempo de gestação dos escorpiões pode durar entre dois meses e um ano, a depender da espécie.Por outro lado, se identificaram espécies de escorpiões, como a Tityus serrulatus, capazes de se reproduzir por partenogêneses, ou seja, a mão pode desenvolver um embrião sem necessidade de ser fecundada.

Reprodução do escorpião - Características e curiosidades - Os escorpiões são ovíparos ou vivíparos?

Escorpião filhote

Os escorpiões vivem, em média, de 3 a 4 anos. A partir de um ano eles já podem se reproduzir.

E o escorpião filhote, ao contrário do que muitos acreditam, não é mais venenoso do que o escorpião adulto.

Durante todo o ano de 2020, circularam na internet diversas informações afirmando que o filhote de escorpião-amarelo é mais letal que sua versão adulta, pois ele teria a capacidade de inserir todo o seu veneno em apenas uma picada, o que não é verdade.

Em reportagem publicada pelo jornal O Estado de São Paulo, a Universidade de Zoologia da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) esclareceu que nenhum desses dois animais, ou seja, nem o escorpião filhote e nem o adulto, despejam seu veneno com uma picada e que, na realidade, ambos são perigosos.[1]

Além disso, um escorpião adulto, por ser maior, possui um estoque de veneno superior ao de um escorpião filhote.

Reprodução do escorpião - Características e curiosidades - Escorpião filhote
Imagem: Portal Photos

Se deseja ler mais artigos parecidos a Reprodução do escorpião - Características e curiosidades, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Curiosidades do mundo animal.

Referências
  1. ESTADÃO. Post engana ao afirmar que escorpião-amarelo filhote é mais venenoso que adulto. Disponível em: <https://politica.estadao.com.br/blogs/estadao-verifica/post-engana-ao-afirmar-que-escorpiao-amarelo-filhote-e-mais-venenoso-que-adulto/>. Acesso em 24 de dezembro de 2020.
Bibliografia
  • Ribeiro de Albuquerque, C. y De Araujo Lira, A. (2016). Insights into reproductive strategies of Tityus (Archaeotityus) pusillus Pocock, 1893 (Scorpiones, Buthidae). Comptes Rendus Biologies, Volume 339, Issues 5–6, 179-184. Disponívem em:<http://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S1631069116300191>. Acesso em 24 de dezembro de 2020.
  • Monge-Nájera, J. (2019). Tamaño del cuerpo del escorpión, características de la camada y duración del ciclo de vida (scorpiones). Cuadernos de Investigación UNED vol.11 n.2. Disponível em: <https://revistas.uned.ac.cr/index.php/cuadernos/article/view/2196>. Acesso em 24 de dezembro de 2020.
  • Teruel, R. y Melic, A. (2015). Clase Arachnida. Orden Scorpiones. Revista IDE@-SEA número 18, Sociedad entomológica Aragonesa. Disponível em: <http://sea-entomologia.org/IDE@/revista_18.pdf>. Acesso em 24 de dezembro de 2020.
  • APRAG. Rio-pretense encontra filhotes de escorpião dentro de casa. Disponível em: <https://www.aprag.org.br/noticias/rio-pretense-encontra-filhotes-de-escorpiao-dentro-de-casa>. Acesso em 24 de dezembro de 2020.

Escrever comentário

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
O que lhe pareceu o artigo?

Reprodução do escorpião - Características e curiosidades
Imagem: Prefeitura de Itapetinga
Imagem: Portal Photos
1 de 5
Reprodução do escorpião - Características e curiosidades

Voltar ao topo da página