Partilhar

Animais insetívoros: características e exemplos

 
Por Ana Diaz Maqueda. 3 outubro 2019
Animais insetívoros: características e exemplos

Os invertebrados, especialmente os artrópodes, são animais que fornecem muitos nutrientes aos animais que os consomem, como proteínas e gorduras de alta qualidade. No reino animal, existem muitos seres que se alimentam de insetos e outros invertebrados, incluindo os seres humanos, e não precisamos visitar países do leste da Ásia ou da América Central para observar isso, porque na própria América do Sul, por exemplo, é muito comum encontrar esses animais.

Neste artigo do PeritoAnimal, vamos definir o que são animais insetívoros, quais são suas características e também mostraremos alguns dos animais que aparecem na lista de animais insetívoros.

O que são animais insetívoros?

O termo "insetívoro" se refere a animais cuja alimentação consiste em consumir invertebrados, como aracnídeos, vermes, caracóis e também insetos. Animais insetívoros são aqueles que, sendo animais vertebrados, baseiam sua dieta em invertebrados e não conseguiriam sobreviver sem eles. Outros animais usam os invertebrados como um suplemento altamente proteico para a dieta.

Confira alguns exemplos de animais vertebrados e invertebrados nesse artigo do PeritoAnimal.

Animais insetívoros: características e exemplos - O que são animais insetívoros?

Características dos animais insetívoros

Determinar as características gerais dos animais insetívoros é uma tarefa muito complicada, porque é possível encontrar esses tipos de animais em todos os grupos de vertebrados, desde peixes até os mamíferos. Alguns possuirão todas essas qualidades e outros apenas uma:

  • Os animais insetívoros que se alimentam principalmente de artrópodes precisam de um estômago com uma superfície robusta, uma vez que o exoesqueleto dos artrópodes é composto principalmente de quitina, um material difícil de digerir. Por outro lado, os artrópodes são geralmente engolidos inteiros, por isso é tarefa do estômago digerir mecanicamente e esmagar os alimentos, então suas paredes precisam ser grossas e fortes.
  • Muitos animais insetívoros têm sua língua modificada para que ela se torne extremamente longa e pegajosa. É o caso de muitos anfíbios e répteis, mas também de pássaros e mamíferos.
  • Os animais que não têm uma língua comprida para capturar suas presas à certa distância precisam de outros órgãos especializados para conseguir comida.
  • Certos animais insetívoros utilizam a ecolocalização para capturar suas presas durante a noite.
  • Aves insetívoras têm pelos sensíveis ao redor do bico chamados vibrissas. Esses pelos detectam os vôos de insetos que passam relativamente perto da sua cabeça.
  • Outros animais insetívoros descobrem suas presas através do olfato. O nariz desses animais é altamente desenvolvido, pois geralmente procuram invertebrados que estão debaixo da terra.
  • Finalmente, em quase todos os casos, esses animais têm uma visão perfeita, capaz de detectar pequenos movimentos a poucos metros de distância.

Animais insetívoros

A alimentação dos animais insetívoros incluí mamíferos, répteis, anfíbios, pássaros e peixes. Você quer conhecê-los? Vamos falar agora, em detalhes, sobre esses animais e algumas espécies representativas:

Mamíferos insetívoros

Nos mamíferos, é possível encontrar vários exemplos de insetívoros, cada um com suas características e particularidades. Os morcegos insetívoros detectam as presas, quase sempre traças, por ecolocalização, e costumam ser morcegos muito pequenos. Algumas de suas presas também desenvolveram um órgão de ecolocalização, podendo confundir os morcegos em suas tentativas de capturá-las. Alguns exemplos deles são o morcego-ferradura-grande (Rhinolophus ferrumequinum) ou o falso-vampiro-australiano (Macroderma gigas).

Outro exemplo de mamíferos insetívoros são os musaranhos, como o musaranho comum (Crocidura russula), o musaranho-de-jardim (Crocidura suaveolens) ou o musaranho-anão (Sorex minutus). Eles são temíveis predadores noturnos para os invertebrados, pois seu sentido de olfato é infalível.

Os ouriços também são animais insetívoros. De fato, cada vez mais pessoas estão adotando ouriços como animais de estimação, apesar de seus hábitos noturnos e alimentação baseada em insetos. Algumas espécies de ouriços são:

  • Ouriço-de-manchuria (Erinaceus amurensis);
  • Ouriço-escuro-oriental (Erinaceus concolor);
  • Ouriço-comum ou europeu (Erinaceus europaeus);
  • Ouriço-dos-balcãs (Erinaceus roumanicus);
  • Ouriço-de-barriga-branca (Atelerix albiventris);
  • Ouriço-moruno (Atelerix algirus);
  • Ouriço-somali (Atelerix sclateri);
  • Ouriço-sul-africano (Atelerix frontalis);
  • Ouriço-egípcio (Hemiechinus auritus);
  • Ouriço-orelhudo-da-índia (Hemiechinus collaris);
  • Ouriço-de-Gobi (Mesechinus dauuricus);
  • Ouriço-de-Hug (Mesechinus hughi);
  • Ouriço-etíope (Paraechinus aethiopicus);
  • Ouriço-da-índia (Paraechinus micropus);
  • Ouriço-de-Brandt (Paraechinus hypomelas);
  • Ouriço-de-barriga-pelada (Paraechinus nudiventris).

Da mesma forma, além de seu olfato desenvolvido, o tamanduá também possui uma língua comprida que pode ser introduzida no formigueiro ou no cupinzeiro. Algumas espécies são o tamanduá-bandeira (Myrmecophaga tridactyla), o tamanduaí (Cyclopes didactylus) e o tamanduá-mirim (Tamandua tetradactyla).

Para finalizar esta seção sobre mamíferos insetívoros, vamos compartilhar um vídeo da National Geographic Espanha que mostra mais um animal insetívoro, o pangolim, que se alimenta de formigas e cupins:

Aves insetívoras

As aves insetívoras são, geralmente, caracterizadas pela presença de vibrissas próximas ao bico, como é o caso das andorinhas, andorinhões ou aviões. Outras desenvolveram uma língua comprida e grudenta para capturar invertebrados dentro das cavidades das árvores, como o pica-pau-verde.

Essas são algumas espécies de aves insetívoras:

  • Pintassilgo-comum (Carduelis carduelis);
  • Pardal-doméstico (Passer domesticus);
  • Mocho-galego (Athene noctua);
  • Papa-moscas-cinzento (Muscicapa striata);
  • Andorinha-das-chaminés (Hirundo rustica);
  • Andorinha-ventriparda (Notiochelidon murina);
  • Andorinha-de-asa-grossa (Stelgidopteryx serripennis);
  • Andorinha-australiana (Hirundo neoxena);
  • Andorinha-negra (Hirundo nigrita);
  • Andorinhão-preto (Apus apus);
  • Andorinhão-do-Pacífico (Apus pacificus);
  • Andorinhão-oriental (Apus nipalensis);
  • Andorinhão-cafre (Apus caffer).
Animais insetívoros: características e exemplos - Aves insetívoras

Répteis insetívoros

Também existem répteis insetívoros e um exemplo claro são os camaleões. Esses animais combinam sua longa língua a uma visão espetacular, sendo capazes de mover seus olhos de forma independente. No entanto, existem muitas outras espécies de répteis insetívoros que vale a pena conhecer:

  • Camaleão-pantera (Furcifer pardalis);
  • Camaleão-de-Parson (Calumma parsonii);
  • Dragão-barbudo (Pogona vitticeps);
  • Cobra-verde-áspera (Opheodrys aestivus);
  • Lagarto-armadillo (Cordylus cataphractus);
  • Lagarto-de-Santo-Domingo (Leiocephalus lunatus);
  • Lagartixa-azul (Cnemidophorus lemniscatus);
  • Cobra-nariz-de-pá-sonora (Chionactis palarostris);
  • Cobra-nariz-de-pá-do-noroeste (Chionactis occipitalis);
  • Cágado-de-orelhas-amarelas (Trachemys scripta scripta).
Animais insetívoros: características e exemplos - Répteis insetívoros

Anfíbios insetívoros

As rãs e sapos também são animais insetívoros, na maioria dos casos. Além da língua, a visão já foi muito estudada, a maneira como eles detectam animais e o mecanismo que utilizam para diferenciar o que é comida e o que não é. Algumas espécies de anfíbios insetívoros são:

  • Rã-campestre (Rana arvalis);
  • Rã-de-pernas-vermelhas-do-norte (Rana aurora);
  • Rã-ibérica (Rana ibérica);
  • Rã-temporária (Rana temporária);
  • Rã-mucosa (Rana mucosa);
  • Rã-de-vidro (Hyalinobatrachium fleischmanni);
  • Sapo-voador-de-wallace (Rhacophorus nigropalmatus);
  • Sapo-negro-sul-africano (Breviceps fuscus);
  • Rã-vietnamita (Theloderma corticale);
  • Rã-de-olhos-vermelhos (Agalychnis callidryas);
  • Rã-dourada (Phyllobates terribilis);
  • Sapo-boi-azul (Dendrobates azureus);
  • Rã-arlequim (Atelopus varius).
Animais insetívoros: características e exemplos - Anfíbios insetívoros

Peixes insetívoros

Entre os peixes também encontramos espécies insetívoras. Muitos peixes de água doce se alimentam das larvas em desenvolvimento na água. Outros peixes, chamados de peixes-arqueiros, são capazes de lançar jatos de água para capturar insetos que estão fora dela, de modo que caiam e eles possam capturá-los.

Se deseja ler mais artigos parecidos a Animais insetívoros: características e exemplos, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Curiosidades do mundo animal.

Bibliografia
  • Bernard, J. B., Allen, M. E., & Ullrey, D. E. (1997). Feeding captive insectivorous animals: nutritional aspects of insects as food. Nutrition Advisory Group Handbook, Fact Sheet, 3, 1-7.
  • Dickman, C. R. (1988). Body size, prey size, and community structure in insectivorous mammals. Ecology, 69(3), 569-580.
  • Mourão, G., & Medri, Í. M. (2007). Activity of a specialized insectivorous mammal (Myrmecophaga tridactyla) in the Pantanal of Brazil. Journal of Zoology, 271(2), 187-192.
  • Siepel, H. (1990). THE INFLUENCE OF MANAGEMENT ON FOOD SIZE IN THE MENU OF INSECTIVOFIOUS ANIMALS.

Vídeos de Animais insetívoros: características e exemplos

1 de 3
Vídeos de Animais insetívoros: características e exemplos

Escrever comentário sobre Animais insetívoros: características e exemplos

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
O que lhe pareceu o artigo?

Animais insetívoros: características e exemplos
1 de 5
Animais insetívoros: características e exemplos

Voltar ao topo da página