Partilhar

Bichon Frisé

26 outubro 2016
Bichon Frisé

O Bichon Frisé é um cão branco e pequeno de pelo comprido e encaracolado. Destaca-se como animal de estimação devido ao seu caráter alegre, vivaz e encantador. Em poucas palavra, trata-se da raça de cachorro perfeita para aquelas pessoas que não ainda não adotaram nenhum cachorro ou que procurem um cão fácil de adestrar, ao mesmo tempo que brincalhão e divertido. Conviver com um Bichon Frisé é realmente fácil, visto que se trata de um cachorro que se adapta perfeitamente aos seus donos.

Tanto se estiver pensando adotar um Bichon de pelo encaracolado como se já tem e quer saber mais sobre esta raça, nesta ficha de raça do PeritoAnimal vamos-lhe explicar tudo sobre o Bichon Frisé, as suas características físicas, o seu temperamento, os cuidados que deve ter, conselhos sobre a sua educação e os possíveis problemas de saúde que o podem afetar.

Origem
  • Europa
  • Bélgica
  • França
Classificação FCI
  • Grupo IX
Características físicas
Altura
  • 15-35
  • 35-45
  • 45-55
  • 55-70
  • 70-80
  • Mais de 80
Peso adulto
  • 1-3
  • 3-10
  • 10-25
  • 25-45
  • 45-100
Esperança de vida
  • 8-10
  • 10-12
  • 12-14
  • 15-20
Atividade física recomendada
  • Baixa
  • Média
  • Alta
Clima recomendado
Tipo de pelo

Origem do Bichon Frisé

Já no século XII conheciam-se na bacia do Mediterrâneo cruzamentos de Barbet, um cão antigo que atualmente está extinto, com cães pequenos de cor branca. O resultado desses cruzamentos deu origem à família de cães Bichon e ao Poodle. Este grupo de cachorros começou a conhecer-se simplesmente como cães Bichon e compreendia quatro variedades diferentes: Bichon Maltês, Bichon Bolonhês e Bichon Tenerife.

O Bichon Tenerife é o ancestral direto do atual Bichon Frisé e, o seu nome deve-se porque foi desenvolvimento na ilha de Tenerife. Mas este cachorro chegou a ser muito popular em França, especialmente durante o reinado de Henrique III (entre 1574 e 1589) e o império de Napoleão III (em 1852). Tal como muitas outras raças de cachorros, o Bichon Tenerife desapareceu praticamente durante a Primeira Guerra Mundial. Felizmente a raça foi resgatada na década dos anos 30 por um grupo de criadores franceses, embora sob o nome de bichón a poíl frisé, que significa Bichon de pelo encaracolado, e desde então conhece apenas como Bichon Frisé.

Durante a Segunda Guerra Mundial também diminuiu a população destes cães, mas depois estabilizou-se na década dos anos 50, quando o Bichon Frisé foi importado para o continente americano. Hoje em dia, o Bichon Frisé é uma raça conhecida em quase todo o mundo, embora não seja muito popular. É utilizada como animal de companhia, atividade na qual se destaca acima de muitas outras raças de cães, e em exposições caninas.

Caraterísticas físicas do Bichon Frisé

O lombo do Bichon Frisé é largo, musculado e um pouco arqueado, enquanto que a sua garupa é levemente arredondada. O peito é bem desenvolvido e os flancos recolhidos no ventre, dando ao cachorro uma aparência fina, elegante e galgada.

A cabeça é achatada na sua parte superior e o crânio é mais longo que o focinho. O stop está pouco marcado, o nariz é preto e redondo. Por sua vez, os olhos escuros e redondos têm uma expressão alerta, e não devem ser proeminentes como os do Pequinês ou os do Griffon de Bruxelas. As orelhas ficam penduradas ao lado da cabeça e estão cobertas de pelo comprido, fino e encaracolado.

A cauda do Bichon Frisé é de inserção um pouco baixa, um pouco por baixo da linha da coluna. Geralmente o cachorro leva-a levantada e dobrada, mas não enroscada nem tocando nas costas, embora o seu pelo possa tocar nelas.

O pelo, de apenas uma camada, é fino, sedoso e é enroscado. É comprido alcançando entre 7 e 10 centímetros de comprimento em diferentes partes do corpo. A única cor aceite pela Federação Cinológica Internacional (FCI) para o Bichon Frisé é o branco puro. Além disso, o padrão FCI não indica uma média de peso para a raça, mas a altura na cernelha deve ser inferir a 30 centímetros.

Caráter do Bichon Frisé

O Bichon Frisé costuma ser alegre, dinâmico e brincalhão, ao mesmo tempo que sensível, carinhoso e gentil. Devido ao seu dinamismo costuma precisa de mais exercício que outros cachorros da sua mesma estatura, embora não seja por isso que se trate de um cachorro nervoso, muito pelo contrário. O Bichon Frisé é um cão que gosta de receber afeto da sua família, descansar com eles em casa e desfrutar da sua companhia. Por isso, dar-lhe atenção suficiente é fundamental para conseguir que viva saudável e feliz.

O Bichon Frisé costuma socializar com facilidade, seja com pessoas, cachorros ou outros animais. São especialmente sociáveis com crianças, caraterística difícil de encontrar em outros cães de raça pequena. Ainda assim, é importante socializá-los desde filhotes para reduzir riscos de timidez ou agressão quando os cachorros são adultos.

Cuidados do Bichon Frisé

Tal como outros cães de companhia de pelo comprido, o cuidado do pelo do Bichon Frisé precisa de tempo e esforço. O pelo deste cachorro costuma se embaraçar com facilidade, pelo que deve escová-lo e penteá-lo pelo menos uma vez por dia. Para isso, o ideal é utilizar uma escova de cerdas compridas e pentear a favor do crescimento do pelo. No caso de encontrar nós, o mais adequado será utilizar uma rasqueadeira. Além disso, é sempre boa ideia levar o cachorro a um cabeleireiro canino a cada dois meses, aproximadamente e, dar-lhe banho apenas quando for necessário. Como esta raça não perde pelo, são cães hipoalergênicos.

Ao ser cães pequenos, o Bichon Frisé não precisa de exercício intenso, mas também não deve ignorar a sua necessidade de atividade física porque são cães muito dinâmicos. É bom fazerem exercício moderado todos os dias, através de passeios diários no mínimo, um tempo de brincadeira (ir buscar a bola e coisas idênticas) e brincadeiras com outros cães do seu tamanho.

Estes cães são excelentes para viver em um apartamento na cidade, uma vez que se adaptam muito bem a espaços reduzidos e podem fazer exercício dentro do apartamento. No entanto, não são cachorros que possam passar muito tempo sozinhos, por isso não são adequados para pessoas que têm de passar muitas horas fora de casa e não podem levar o seu pet consigo. Também não podem viver isolados em um jardim, pois precisam de muita companhia.

Educação do Bichon Frisé

Adestrar um Bichon Frisé é realmente fácil, visto que são cães muito inteligentes. A exceção, talvez ocorra ao ensinar o cachorro a ir ao banho, uma vez que demoram um pouco mais que outras raças caninas a aprender isto. Antigamente o Bichon Frisé era utilizado como cão de circo, pelo que podem responder muito bem ao freestyle, embora não se destaquem em esportes caninos. Por conseguinte, o adestramento deve ser realizado de forma positiva, seja com o clicker ou outro estilo idêntico, uma vez que estes cães são muito sensíveis e não respondem bem ao adestramento tradicional.

Geralmente estes cães não apresentam problemas de comportamento, mas em alguns casos podem latir em excesso e demorar a aprender a fazer as suas necessidades fora de casa, como já referimos. Lembre-se que a dica para ter um cachorro obediente e equilibrado, reside sempre em premiar os bons comportamentos, nunca castigar os maus. Por outro lado, podem ser cães destruidores se passarem muitas horas sozinhos em casa ou se não lhe for proporcionado o exercício físico e mental que precisam.

O Bichon Frise é uma excelente raça de cachorro como animal de companhia. Um Bichon Frisé pode ser um grande companheiro para pessoas que vivam sozinhas e para famílias, e uma excelente escolha para quem adotar um cachorro pela primeira vez. Embora costume se dar bem com as crianças, não é boa ideia que estes cachorros sejam pets de crianças pequenas, uma vez que são animais muito pequenos e frágeis.

Saúde do Bichon Frisé

O Bichon Frisé costuma ser um cão saudável e não existem muitas doenças frequentes na raça. No entanto, deve prestar especial atenção às seguintes condições:

  • Sobrepeso
  • Luxação de patela por um excesso de exercício intenso
  • Perda de dentes
  • Cataratas

Para evitar o sobrepeso no Bichon Frisé será fundamental oferecer-lhe um alimento de qualidade, rico em proteínas e definir um horário para as refeições. Os cães de raça pequena devem ser sempre controlados pelos donos para evitar que engordem em excesso ou que estejam demasiado magros. Por outro lado, será imprescindível desparasitá-los e vaciná-los seguindo o calendário definido pelo veterinário, assim como seguir um controle periódico para detetar a tempo qualquer anomalia.

Fotos de Bichon Frisé

Artigos relacionados

Suba a sua foto de Bichon Frisé

Suba a foto do seu Pet

Escrever comentário sobre Bichon Frisé

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
Como avalia esta raça?

Bichon Frisé
1 de 6
Bichon Frisé

Voltar ao topo da página