menu
Partilhar

Por que o megalodon foi extinto?

 
Por Equipe editorial do PeritoAnimal. 6 outubro 2021
Por que o megalodon foi extinto?

Ver fichas de  Tubarões

Você consegue imaginar como era a Terra há 20 milhões de anos? E o oceano? Aqui temos um fato para você: 20 milhões de anos atrás, o oceano era habitado pelo maior peixe predador que já viveu: o megalodon (Otodus megalodon), um tubarão gigante de forma e hábitos semelhantes aos do grande tubarão branco de hoje (Carcharodon carcharias).

A palavra "megalodon" vem do grego e significa "dente grande". Sendo um animal tão poderoso, é interessante perguntar por que o megalodon foi extinto? Neste artigo do PeritoAnimal responderemos a esta pergunta e também apresentamos outras curiosidades sobre o tubarão megalodon.

Também lhe pode interessar: O tubarão megalodon existe?

Os dentes do megalodon

Um fato interessante sobre os tubarões é que eles têm fileiras de dentes nas mandíbulas, e enquanto os dentes mais velhos caem para frente, os dentes de trás crescem e se movem para a frente das mandíbulas. Um tubarão pode mudar entre 20 e 30.000 dentes durante sua vida útil. Por outro lado, os tubarões são peixes cartilaginosos; isto significa que seu esqueleto é feito de cartilagem e não de osso.

Estes dois fatos são importantes para entender o seguinte: a reconstrução do megalodon foi feita somente a partir de seus dentes!

O megalodon está extinto há milhões de anos e a única maneira de conhecê-lo é através do registro fóssil. É muito difícil para a cartilagem fossilizar, mas os dentes de tubarão se fossilizam muito facilmente. Foram encontrados fósseis de dentes de o tubarão megalodon da época da Renascença, mas só em 1667 foi descoberto o que eles realmente eram.

O registro fóssil do megalodon agora inclui dentes, alguns centros vertebrais e coprolitos (fezes fossilizadas); a partir destes dados, sabe-se agora como era o megalodon, quais eram seus hábitos e por que se extinguiu.

Os dentes de megalodon fósseis podem medir até 18 cm de comprimento e 17 cm de largura. O tubarão megalodon possuía um total de 250 dentes na mandíbula, distribuídos em 5 fileiras. As estimativas das características do megalodon são baseadas no registro fóssil e são feitas a partir de modelos baseados no grande tubarão branco de hoje.

Não é incrível o quanto se pode aprender com os dentes de um animal? O trabalho dos paleontólogos é recriar a vida do passado a partir das pistas de outros tempos que são preservadas até os dias de hoje. Você quer saber quanta informação eles foram capazes de colher sobre o megalodon do registro fóssil? Continue lendo!

Por que o megalodon foi extinto? - Os dentes do megalodon

Características do tubarão megalodon

O tubarão megalodon pertence à ordem Lamniformes, que é composta das espécies de tubarão mais conhecidas (como o grande tubarão branco), e dentro desta ordem pertence à família Otodontidae, que agora está completamente extinta.

Como o tubarão megalodon era?

Os dentes do megalodon têm uma série de poros ao longo da superfície da raiz, através dos quais o sistema circulatório entrava para fornecer nutrientes enquanto o dente se formava. Isto indica que o sistema nutricional deste animal era muito complexo, consistente com um tubarão com altas exigências nutricionais que utilizava e substituía seus dentes com alta frequência.

A partir disso, intui-se que era um tubarão grande e agressivo, que se alimentava de grandes presas, e tinha uma alta taxa metabólica. Os modelos atuais, baseados em comparações com o grande tubarão branco de hoje, indicam que o megalodon era um tubarão muito rápido, que nadava a cerca de 55km/h. Isto é significativamente mais rápido do que os grandes tubarões brancos de atualmente, que nadam a velocidades de até 35km/h.

Alimentação do megalodon

Muitas vértebras fossilizadas de vários animais foram encontradas marcadas por mordidas de dentes de megalodon. Esta evidência ajudou a revelar sua dieta, que possivelmente consistiu em um amplo repertório de presas, incluindo cetáceos de vários tamanhos, assim como focas, sirênios, tartarugas marinhas e peixes. No entanto, devido ao seu grande tamanho, pensa-se que tenha se concentrado principalmente em presas maiores, como as baleias.

Foram encontrados ossos de baleias fósseis com marcas que combinam perfeitamente com possíveis mordidas de dentes do megalodon, principalmente as de um grupo de baleias chamadas Cetoteridae (agora quase todas extintas, exceto a baleia franca pigmeu), na qual se especializou.

Quando o megalodon viveu?

O Otodus megalodon surgiu pela primeira vez há 25 milhões de anos e se extinguiu há 2 milhões de anos. Em outras palavras, ele existiu por 20 milhões de anos, desde o início do Mioceno até o final do Plioceno, na era Cenozóica.

Ao contrário do que muitos acreditam, não foi contemporâneo dos dinossauros, mas surgiu muito depois de sua extinção (que foi há mais de 60 milhões de anos).

Foram encontrados dentes de megalodon em todos os continentes, e acredita-se que eles habitavam latitudes subtropicais, temperadas e principalmente águas relativamente frias. Devido ao seu tamanho, os adultos não poderiam viver em áreas costeiras mais quentes e rasas.

No entanto, os jovens viviam em águas tropicais rasas. Nesses habitats, eles conseguiam obter presas suficientes, mas também se acredita que o megalodon era canibal e se alimentava de outros megalodons jovens, por isso era do interesse deles se segregarem geograficamente.

Qual é o tamanho de um megalodon?

A forma e o tamanho do megalodon foram reconstruídos a partir de seus dentes e usando o grande tubarão branco moderno como modelo. Os primeiros modelos sugeriam que o megalodon poderia ter até 24 metros de comprimento. No entanto, há um erro aí. Os especialistas basearam-se no tamanho de uma mandíbula que tinham reconstruído, composta inteiramente dos maiores dentes que tinham encontrado.

Mais tarde, perceberam que o megalodon tinha dentes de vários tamanhos. Em qualquer caso, a mandíbula reconstruída sob esta consideração não é inferior a dois metros de diâmetro (com a boca aberta).

Quanto pesa um megalodon?

Atualmente, acredita-se que o comprimento médio do megalodon seria de 15 a 18 metros, com um peso que podia atingir 50 toneladas.

Como ponto de comparação, os grandes tubarões brancos de hoje têm cerca de 4 a 6 metros de comprimento, os tubarões-baleia têm 12,5 metros de comprimento e a baleia azul tem 25 metros de comprimento.

Por que o megalodon foi extinto? - Características do tubarão megalodon

Quando o megalodon foi extinto?

Embora existam alguns casos de pessoas que afirmam ter visto um megalodon nos dias atuais e outros que especulam que ele ainda possa existir nas profundezas do oceano, existe um consenso científico de que o megalodon está extinto.

Dizem ter encontrado no México dentes de megalodon datados de 11 mil anos atrás, mas eles não são levados a sério pela comunidade científica. O mais recente registro fóssil datado com precisão para o megalodon é da época do Plioceno, pouco mais de 2 milhões de anos atrás.

Talvez você possa se interessar por este outro artigo sobre animais marinhos pré-históricos.

Por que o megalodon foi extinto?

Embora o megalodon fosse o maior predador de seu tempo, ele tinha alguns concorrentes importantes. Durante os últimos dois milhões de anos de sua existência, eles coexistiram com os tubarões brancos de atualmente. Os megalodons como adultos eram muito maiores que os tubarões brancos, mas podem ter sido concorrentes para o jovem megalodon, com o qual compartilharam a mesma faixa de tamanho.

Entretanto, a maior competição que os megalodons experimentaram não foi uma questão de tamanho, mas uma questão de organização. As baleias assassinas estavam evoluindo; elas são animais altamente inteligentes e organizados que trabalham em equipe e capturam grandes cardumes de peixes. Além disso, estes animais também poderiam caçar jovens megalodons, que também são aproximadamente do mesmo tamanho das baleias assassinas (as baleias assassinas são conhecidas por caçar tubarões brancos).

Outras baleias notadas por suas grandes habilidades de alimentação que existiam naquela época são as baleias jubarte, que pescam em grupos; elas submergem sob os peixes e todas expiram ao mesmo tempo, prendedo-os em uma coluna de bolhas. Em grupo, vão para a superfície com a boca aberta e comem todo o cardume de peixes.

No auge do megalodon, havia muitas baleias pertencentes a muitas espécies. No início, a comida era abundante e a concorrência não era tão grande. Entretanto, há 2 a 3 milhões de anos, houve mudanças no sistema de correntes global, o que levou à uma diminuição do afloramento (ou ressurgência). O afloramento é um fenômento que traz à superfície água mais profundas rica em nutrientes, alimentando assim toda a cadeia alimentar. Devido ao declínio do afloramento, a quantidade de alimentos disponíveis diminuiu e a concorrência se tornou mais intensa. A diversidade das baleias diminuiu e o megalodon, que tinha uma alta demanda por alimentos devido a seu tamanho, não conseguiu sobreviver.

O resfriamento da atmosfera também era prejudicial para o megalodon. Apareceram glaciares, baixando o nível do mar, aumentando a salinidade e baixando as temperaturas.

Agora que você sabe por que o megalodon foi extinto, talvez se interesse por este outro artigo em que apresentamos os maiores peixes marinhos do mundo. Além disso, no vídeo a seguir você confere curiosidades sobre os golfinhos:

Se deseja ler mais artigos parecidos a Por que o megalodon foi extinto?, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Curiosidades do mundo animal.

Bibliografia
  • Sharp, G. (2012) Prehistoric Predators: Monster Shark. National Geografic.
  • Shimada, K. (2019) The size of the megatooth shark, Otodus megalodon (Lamniformes: Otodontidae), revisited. Historical Biology.

Escrever comentário

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
O que lhe pareceu o artigo?

Por que o megalodon foi extinto?
1 de 3
Por que o megalodon foi extinto?

Voltar ao topo da página