Partilhar

Égua no cio - Sintomas e fases

 
Por Laura García Ortiz, Veterinária especializada em medicina felina. 31 dezembro 2020
Égua no cio - Sintomas e fases

Ver fichas de  Cavalos

As éguas entram no cio estimuladas pelo fotoperíodo crescente durante os longos dias do ano, ou seja, quando há mais luz solar e calor. Se durante esses meses a égua não engravidar, os ciclos serão repetidos a cada 21 dias, em média, até que os dias se tornem mais curtos outra vez e a égua entre na fase repouso do ciclo do cio (anestro sazonal). Seu cio consiste em uma fase estral caracterizada por mudanças comportamentais e mudanças em seus órgãos reprodutivos para aceitar o macho, e uma fase lútea na qual ela não está mais receptiva e se prepara para a gestação e, se este não for o caso, ela repete o ciclo.

Você quer saber mais sobre a égua no cio - sintomas e fases? Continue lendo este artigo do PeritoAnimal, onde você encontrará as informações que está procurando para resolver suas dúvidas.

Também lhe pode interessar: Por que os gatos rolam no chão?

Quando começa o período de cio das éguas?

O cio começa quando as éguas atingem a maturidade sexual, o que geralmente ocorre quando elas têm entre 12 e 24 meses de idade. Neste momento, o sistema reprodutivo da égua começa a interagir com outras partes do corpo, os hormônios começam a secretar e agir e ocorre a primeira ovulação, com suas alterações físicas e comportamentais associadas a serem cobertas pelo macho no momento certo para engravidar. Embora a égua com menos de dois anos já entre no cio, elas continuarão crescendo até 4 anos de idade, que é quando atingirão seu tamanho máximo.

A égua é um animal poliéstrico sazonal de dias longos, o que significa que seu cio ocorre quando aumentam as horas de luz diárias, ou seja, na primavera e no verão. Neste período a égua entra no cio várias vezes - o que se repete a cada 21 dias, em média. Seus ovários são mantidos em repouso nos demais meses do ano, entrando no chamado anestro, pois quando há menos horas de luz, mais melatonina é liberada pela glândula pineal, um hormônio que inibe o eixo hormonal hipotalâmico-hipofisário na égua, que é o que estimula os ovários a produzir as mudanças hormonais responsáveis pela ovulação.

Certas condições fazem com que as éguas não entrem no cio ou sejam muito irregulares durante a estação reprodutiva:

  • Desnutrição ou magreza extrema
  • Idade avançada
  • Aumento do cortisol devido à terapia com esteróides
  • Doença de Cushing (hiperadrenocorticismo), que é o hormônio do estresse e suprime o eixo hormonal da égua

Este outro artigo do PeritoAnimal com sugestões de nomes para cavalos e éguas pode te interessar.

Égua no cio - Sintomas e fases - Quando começa o período de cio das éguas?

Fases do ciclo estral da égua

As fases e eventos recorrentes que são causados pelos hormônios reprodutivos da égua são chamados de ciclo estral. A égua leva entre 18 e 24 dias para passar por todas as fases, ou seja, em cerca de 21 dias, em média, o ciclo começará novamente se ela estiver em sua época de reprodução. Este ciclo é dividido em duas fases: fase folicular e fase luteal, que contam com duas etapas cada uma:

Fase folicular do cio de éguas (7 a 9 dias)

Durante esta fase, a vascularização sanguínea do sistema genital da égua aumenta, suas paredes têm um muco claro e brilhante e o colo do útero relaxa e se abre, especialmente perto da ovulação porque os estrogênios produzidos nesta fase estão aumentando. Ao mesmo tempo, a vagina dilata, se lubrifica e se torna edematosa, com a água se tornando receptiva ao macho. Isto é dividido em dois períodos:

Proestro: dura cerca de 2 dias, o crescimento folicular estimulado pelo hormônio estimulante do folículo (FSH) ocorre e os estrogênios começam a aumentar.

Estro: dura entre 5 e 7 dias, também conhecida como fase do cio, a ovulação ou desprendimento do folículo pré-ovulatório, que deve medir entre 30 e 50 mm, dependendo da altura da égua. Ocorre 48 horas antes do término desta etapa. Em 5-10% dos casos ocorre uma dupla ovulação quando dois folículos se desenvolvem, atingindo até 25% no caso das éguas do puro-sangue inglês, porém, a dupla gestação em éguas é um perigo.

Fase luteal (14 a 15 dias)

Após a ovulação, o estrogênio diminui e a progesterona aumenta no corpo lúteo (estrutura formada no ovário a partir das células granulosas do folículo, daí o nome da fase), que dura no máximo 7 dias após a ovulação e leva ao fechamento do colo uterino, ficando pálido e sem muco e a vagina secando e ficando mais pálida. Isto porque esta fase prepara o útero para suportar a gestação, porém se isto não tiver acontecido, a égua repetirá o ciclo no final do mesmo. Por sua vez, esta fase é dividida em duas:

  • Metaestro: etapa que dura de 2 a 3 dias, onde o corpo lúteo é formado e a progesterona aumenta.
  • Diestro: dura cerca de 12 dias, a progesterona ainda é produzida e ao mesmo tempo o folículo dominante está se desenvolvendo para que possa ovular no próximo cio. No final desta etapa, o corpo lúteo produz prostaglandinas, que são responsáveis por quebrá-lo e a égua volta ao cio em dois ou três dias.
Égua no cio - Sintomas e fases - Fases do ciclo estral da égua

Sintomas de uma égua no cio

Há uma série de sinais que indicam uma égua no cio estando, portando, receptiva ao acasalamento com o macho. Além de ser ficar mais agitada, a égua no cio apresenta estes sintomas:

  • Fica inclinando sua pélvis para baixo.
  • Levanta e desvia sua cauda para expor sua vulva.
  • Expulsa muco e urina em pequenas quantidades para atrair o macho.
  • Vermelhamento da vagina.
  • Expõe o clítoris pelo movimento repetido dos lábios vulvares.
  • Se mostra receptiva e afetuosa, permanecendo imóvel com os ouvidos abertos e esperando que o macho se aproxime dela.

Cada égua é única, há algumas que mostram sinais muito evidentes e outras em que são muito sutis, por isso às vezes cavalos são usados para confirmar se a égua está no cio ou não.

Se as éguas não estiverem no cio e um macho se aproximar delas, elas ficam distantes, não os deixam se aproximar, dobram a cauda para esconder seus genitais, colocam suas orelhas para trás e elas podem até morder ou chutar.

O cavalo entra no cio?

Os cavalos machos não entram no cio, pois não passam pelos estágios do ciclo do cio como as fêmeas, mas a partir da maturidade sexual eles se tornaram sempre férteis. Entretanto, na estação do cio das fêmeas, eles também se tornam mais ativos estimulados pelas éguas.

Esta detecção é feita através de feromônios que a égua no cio libera com a urina, que é mais espessa e opaca do que o normal, através da reação Flêmen. Esta reação consiste na retração do lábio superior quando cheiram a urina, a fim de detectar as feromonas através do órgão vomeronasal (órgão auxiliar do cheiro em alguns animais, localizado no osso vômer, que se encontra entre o nariz e a boca, o que permite a detecção precisa destes compostos), juntamente com carícias, relinchos e aproximações à égua.

Neste outro artigo você descobre quais as doenças mais comuns em cavalos.

Égua no cio - Sintomas e fases - Sintomas de uma égua no cio

O que é o cio do potro?

O cio do potro é como é chamado o cio que aparece entre 5 e 12 dias após o parto. É um cio muito precoce que ocorre quando a égua tem endometrite fisiológica pós-parto e suas defesas estão sofrendo com este processo. Por isso, deve-se ter o cuidado de não deixar a égua perto de um macho nestas situações, especialmente as éguas que entrem no cio antes do dia 10-11 pós-parto, pois seu endométrio ainda está se regenerando e se um macho a cobrir, isso agravará a endometrite da égua, o que diminuirá a fertilidade.

Se por acaso ela engravidar, pode haver um risco para ela e para o potro, com abortos, nascimentos distócicos, natimortos ou placenta retida, sendo mais freqüente em éguas com mais de 12 anos de idade ou naquelas que apresentaram problemas na gestação anterior.

Agora que você já sabe tudo sobre a égua no cio e o ciclo estral da égua, talvez você possa se interessar em saber quais são os tipos de cabrestos para cavalo.

Se deseja ler mais artigos parecidos a Égua no cio - Sintomas e fases, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Curiosidades do mundo animal.

Bibliografia
  • M.J. Rivera. Fisiología reproductiva de la yegua I parte. Disponível em: <http://referenciasparaconsultoriosmv.com/wp-content/uploads/2018/06/REFERENCIAS-36-15-21.pdf>. Acesso em 28 de dezembro de 2020.
  • M. Pino. (1987). Consideraciones para el manejo de la reproducción en los equinos. Instituto Superior de Ciencias Agropecuarias de la Habana
  • K. González. (2018). Cómo saber si una yegua está en celo. Disponível em: <https://zoovetesmipasion.com/caballos/reproduccion-del-caballo/como-saber-si-una-yegua-esta-en-celo/>. Acesso em 28 de dezembro de 2020.
  • Ciclo estral en la yegua. Equisan Veterinaria equina integral. Disponível em: <https://www.equisan.com/images/pdf/ovulacion.pdf>. Acesso em 28 de dezembro de 2020.
  • J. D. Ormaechea. (2016). Revisión bibliográfica: factores que afectan a las tasas de preñez y reabsorción embrionaria en el primer celo postparto (celo del potro) en la yegua. Disponível em: <https://bibliotecadigital.fvet.edu.uy/bitstream/handle/123456789/2121/FV-32358.pdf?sequence=1&isAllowed=y>. Acesso em 28 de dezembro de 2020.

Escrever comentário

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
O que lhe pareceu o artigo?

Égua no cio - Sintomas e fases
1 de 4
Égua no cio - Sintomas e fases

Voltar ao topo da página