menu
Partilhar

Comida ideal para cachorros idosos

 
Por Equipe editorial do PeritoAnimal. 14 outubro 2021
Comida ideal para cachorros idosos

Ver fichas de  Cachorros

Os cães não podem comer da mesma forma ao longo de toda sua vida. Um filhote não tem as mesmas necessidades nutricionais que um cachorro idoso ou uma fêmea gestante. Por isso, de acordo com a fase da vida em que o cachorro se encontra, é necessário escolher uma alimentação adaptado a ela.

O veterinário pode nos aconselhar, contudo, a fim de ampliar seus conhecimentos a respeito deste tema, falamos da comida ideal para cachorros idosos e que aspectos devemos levar em conta para selecionar a melhor opção.

Também lhe pode interessar: Quantidade ideal de ração para cachorros

Quando um cachorro é considerado idoso?

Em primeiro lugar, quando falamos de cães idosos, é importante saber a que nos referimos. Não há uma data fixa para considerar que um cachorro entra em etapa geriátrica, uma vez que existem diferenças consideráveis de acordo com suas características. Cães de porte grande e muito grande envelhecem mais cedo. Por volta dos 7-8 anos costumam precisar de uma mudança em sua alimentação. Por outro lado, os menores podem manter a alimentação da fase adulta até aproximadamente os 10 anos.

O veterinário recomendará o momento ideal para introduzir uma dieta para cachorros idosos. Em todo caso, a mudança deve ser feita sempre de maneira gradual para não provocar transtornos digestivos como vômitos ou diarreia.

Particularidades da alimentação para cachorros idosos

A melhor comida para cachorros idosos não deve considerar apenas suas necessidades nutricionais. Além de oferecer ao cachorro idoso um teor adequado de proteínas de qualidade, fibra e um ingestão controlada de gorduras, não se pode ignorar que o processo de envelhecimento traz consigo mudanças no organismo que afetarão a alimentação. A digestão se torna mais lenta, o cão se acostuma a beber menos água, reduz sua atividade física e, em consequência, é mais provável que sofra de constipação.

A perda do olfato e do paladar podem diminuir o apetite, e os problemas buscais podem dificultar a ingestão. Além disso, com a idade, é comum que apareçam doenças como as que afetam a mobilidade, o câncer ou condições crônicas que alteram o funcionamento normal de órgãos como o coração, os rins ou o fígado. O sobrepeso é outro dos fatores que se deve ter em mente.

Todos estes aspectos devem ser considerados na hora de escolher o melhor alimento para cães idosos, seja ração, comida úmida ou caseira. Além disso, é conveniente oferecer a eles a quantidade diária dividida em duas porções, uma pela manhã e outra à noite.

Ração para cachorros idosos

A ração é uma opção muito ampla de alimentação canina, graças à sua facilidade de administração e armazenagem. Pode ser uma dieta adequada para um cachorro idoso, desde que escolhamos uma marca de qualidade. É necessário separar um tempo para ler o rótulo com a composição e comparar várias opções. Em nosso artigo sobre como escolher a melhor ração para cães, explicamos como identificar uma ração de qualidade.

Outra vantagem da ração é que, atualmente, não há variedades apenas para cães idosos, mas sim formuladas especificamente para o tratamento de diversas doenças, melhorando a qualidade de vida do animal e contribuindo para o controle de sua condição. Assim, encontraremos rações para cães com doenças renais, hepáticas, cardíacas, diabetes, etc. Nestes casos, o alimento faz parte do tratamento, e por isso será prescrito pelo veterinário. Além disso, algumas marcas oferecem soluções para cães de idade avançada e que, por sua vez, apresentam dificuldades de mobilidade. Por isso, escolher bem a ração é fundamental para oferecer a ele uma comida ideal para cachorros idosos.

Comida ideal para cachorros idosos - Ração para cachorros idosos

Comida macia para cachorros idosos

Por problemas bucais ou de falta de apetite, pode ser que nem todos os cães idosos aceitem bem a ração. Felizmente, as variedades que são comercializadas para este tipo de animais costumam oferecer também uma versão úmida. Além disso, podemos umedecer a ração com água morna durante alguns minutos para amaciá-la. Outra opção, se a saúde do cachorro permitir, é substituir a água por um caldo de verduras, de carne ou de peixe, sempre preparado sem sal ou gordura.

Essa alternativa não apenas garante uma textura macia e mais fácil para o cachorro comer, como também incorpora um odor diferente que pode ser mais apetitoso para ele. Servir a comida morna também ajuda a propagar este aroma, o que pode incentivar um cachorro sem apetite a comer. Também é uma forma de aumentar a ingestão de líquidos, o que é especialmente indicado para cães que estão bebendo pouca água, apresentam alguma doença que exija controlar a hidratação ou sigam uma dieta a base de ração seca e com baixa porcentagem de umidade.

Tanto a dieta úmida como a ração umedecida podem ser também uma boa opção de comida para cachorros idosos sem dentes, que terão mais dificuldade para ingerir a ração seca e dura.

Comida caseira para cachorros idosos

Os cães de idade avançada também podem ser alimentados com comida caseira, especialmente se foi isso que consumiram ao longo de toda sua vida, já que será difícil fazê-los aceitar a ração. Contudo, é preciso considerar uma série de questões. Em primeiro lugar, comida caseira não significa dar as sobras para o cachorro. Mesmo que até o momento esta tenha sido a sua alimentação, a velhice é um período tão sensível que se faz necessário apostar na qualidade.

Dessa forma, se você quer dar ao seu cachorro idoso um menu feito em casa, ele deve ser elaborado por um especialista em nutrição canina para garantir que atenda todas as necessidades do cachorro nesta fase da vida. Em segundo lugar, se o cachorro sofre com alguma doença que possui recomendação de dieta específica, pode ser que a alimentação caseira não consigo se adequar a todas as suas necessidades. Nestes casos, o mais indicado é oferecer uma ração específica prescrita pelo veterinário. Se o cachorro a recusar, tente umedecê-la com água ou caldo, como já explicamos, para torná-la mais apetitosa.

Agora, que alimentos incluir na dieta para cachorros idosos? Principalmente carnes ou peixes de fácil digestão, como frango, peru e peixes brancos como a merluza. Além disso, é conveniente incluir verduras, hortaliças e frutas. Quanto aos cereais, eles podem ou não estar presentes na dieta do cachorro, dependendo de como os tolera e de se seu veterinário os recomenda ou não.

Comida ideal para cachorros idosos - Comida caseira para cachorros idosos

Petiscos para cachorros idosos

Por último, um cachorro idoso ainda pode ganhar petiscos, mas é importante evitar dar a eles sobras da nossa comida ou alimentos excessivamente calóricos. A idade torna os cachorros mais sensíveis e propensos a sofrer diante de qualquer desequilíbrio em sua dieta habitual. Além disso, como para eles é mais fácil ganhar peso, também é necessário ficar de olho nas quantidades que oferecemos.

Agora que você já sabe qual é a comida ideal para cachorros idosos, não perca o vídeo a seguir em que explicamos quantas vezes por dia um cachorro deve comer:

Se deseja ler mais artigos parecidos a Comida ideal para cachorros idosos, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Dietas equilibradas.

Bibliografia
  • American Kennel Club. Best dog food for senior dogs. Disponível em: <https://www.akc.org/expert-advice/nutrition/nutritional-needs-for-senior-dogs/>. Acesso em 14 de outubro de 2021.

Escrever comentário

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
O que lhe pareceu o artigo?

Comida ideal para cachorros idosos
1 de 3
Comida ideal para cachorros idosos

Voltar ao topo da página