Partilhar

Biodiversidade - Significado, tipos e características

 
Por Equipe editorial do PeritoAnimal. 22 setembro 2020
Biodiversidade - Significado, tipos e características

Uma das questões fundamentais da atualidade é, sem dúvida, a conservação da biodiversidade. É um tema que tem ganhado relevância em diferentes áreas da atividade humana, visto que a partir da sua compreensão e estudo, podemos desenvolver planos para a sua conservação. Mas será que sabemos realmente o que significa biodiversidade? Ela é abordada de diversas formas, uma vez que podemos tratar a biodiversidade a partir de uma perspectiva evolutiva, ecológica e até econômica. No entanto, e mesmo que os seres humanos interajam com a diversidade biológica diariamente e de várias maneiras, muitas vezes é difícil definir seu significado.

Neste artigo do PeritoAnimal, vamos te contar o que é a biodiversidade, suas características e os tipos de biodiversidade existentes.

O que é a biodiversidade?

Já foram propostos vários conceitos de diversidade biológica ou biodiversidade, e o termo geralmente tem sido usado de forma muito ampla. Podemos definir biodiversidade como a variabilidade da vida, sua composição, estrutura e função, e ela pode ser representada como uma hierarquia de elementos interconectados em vários níveis de organização biológica. Além disso, refere-se à variabilidade em todos os níveis de organização, desde os genes que compõem uma população ou espécie, às espécies que compõem uma comunidade e, por fim, às mesmas comunidades que compõem os múltiplos ecossistemas do planeta. Portanto, quando falamos sobre biodiversidade, estamos nos referindo a todos os níveis de variação biológica.

A biodiversidade é a propriedade dos sistemas vivos de serem diferentes, ou seja, existe variabilidade entre todos os organismos que habitam o planeta, e essa é uma propriedade natural e inata de todos os sistemas biológicos. É também uma característica das muitas maneiras pelas quais todos os organismos se adaptam e se integram.

Tipos de biodiversidade

Agora que você conhece o significado de biodiversidade, podemos falar sobre os tipos em que ela pode ser classificada. Sabemos que a diversidade biológica inclui a variabilidade de todos os seres vivos de qualquer fonte ou origem, e isso inclui os ecossistemas terrestres, aquáticos e as redes ecológicas das quais fazem parte. Dito isso, a biodiversidade é classificada de acordo com a escala em que está focada, podendo ser:

Biodiversidade genética

A biodiversidade genética se refere à diversidade dentro de cada espécie, ou seja, se refere à variabilidade que existe dentro das espécies. É o conjunto de todos os seus genes, e quanto mais diversidade genética houver, maiores serão as chances de sucesso para uma espécie. Em um sentido amplo, é o componente mais básico da biodiversidade e é definido como as variações que são hereditárias e ocorrem em cada organismo entre os indivíduos de uma população, e entre as populações dentro da mesma espécie, a partir de processos evolutivos. Portanto, conhecer e compreender como funcionam esses processos é vital para podermos conservá-la, uma vez que muitas áreas dependem desse tipo de biodiversidade, como o avanço da genética evolutiva, saúde humana, sustentabilidade e produtividade dos campos e florestas e outros ecossistemas naturais.

Biodiversidade de espécies

Esse tipo de biodiversidade é basicamente o número de espécies que habitam um local, seja uma floresta, um lago ou um continente. Essa classificação inclui todos os traços comuns que cada espécie compartilha e que permite que indivíduos de uma mesma espécie se reproduzam entre si.

Biodiversidade ecológica ou de ecossistemas

Abrange todos os ecossistemas que encontramos no mundo ou numa determinada área geográfica, e todas as espécies que fazem parte desses ecossistemas, bem como o equilíbrio que existe entre elas. Como falamos sobre as interações das espécies que compõem um ecossistema, este tipo de biodiversidade pode ser dividido em três componentes:

  • Diversidade alfa: definida como o número de espécies em nível local.
  • Diversidade beta: se refere a um nível mais geral e é a diferença em composição das espécies entre comunidades.
  • Diversidade gamma: é o número de espécies em nível regional, ou seja, levando em consideração um nível superior.

Esse são níveis que definem diferentes aspectos da diversidade e cujas variáveis ​​associadas também diferem. É uma forma de esquematizar hierarquicamente a biodiversidade, incorporando o fator de escala espacial.

Biodiversidade - Significado, tipos e características - Tipos de biodiversidade

Importância da biodiversidade

As consequências da perda da biodiversidade são verdadeiramente alarmantes, razão pela qual conservá-la é tão importante. Há muitos anos, a conservação de espécies e ambientes naturais tem se tornado cada vez mais preocupante. Sua importância reside no fato de fornecer diversos serviços ambientais ou ecossistêmicos, ou seja, fornecer as condições e processos naturais típicos dos ecossistemas e por meio dos quais o ser humano obtém diversos benefícios e, em última instância, sobrevive. Alguns desses serviços são a degradação de resíduos orgânicos, a formação e composição do solo e o controle da erosão e dessecação, o aumento dos recursos alimentares das safras e sua produção, o controle biológico de muitas pragas, a polinização de espécies vegetais, regulação do clima, entre muitos outros.

Por tudo isso, a importância da biodiversidade nada mais é do que manter o equilíbrio. Sem ela, a vida como a conhecemos acabaria desaparecendo aos poucos.

Causas da perda da biodiversidade

Na seção anterior, vimos as consequências da perda da biodiversidade, que é principalmente o desequilíbrio entre os diferentes ecossistemas e, portanto, a deterioração da vida em geral. Mas o que está causando isso? A perda de biodiversidade representa um dos problemas globais mais importantes, porque atualmente, o panorama reflete uma degradação e esgotamento crescentes dos sistemas naturais e de sua biodiversidade. Devido a muitas práticas humanas, muitos dos ecossistemas naturais e complexos tornaram-se ambientes homogêneos e mais simples, colocando em risco a estabilidade das interações biológicas que compõem os ecossistemas e levando à extinção de muitas espécies vegetais e animais. Da mesma forma, muitas outras estão em sério perigo de extinção. Descubra neste outro artigo os animais em maior risco de extinção do mundo.

Assim, devido à crescente pressão humana que está em constante desenvolvimento, tem ocorrido a rápida destruição da biodiversidade local e regional, deixando muitas vezes a vegetação natural e a fauna silvestre desprotegidas. Por outro lado, junto com os padrões modernos de produção de alimentos que utilizamos, existem outros fatores que ameaçam a biodiversidade, como os seguintes:

  • Alteração e superexploração de espécies e habitats
  • Introdução de espécies exóticas
  • Modificação das condições ambientais

Nesse sentido, a Convenção sobre Diversidade Biológica de 1992 contribuiu para estabelecer um clima político em que a biodiversidade se apresenta como uma questão vital e fundamental, tanto a nível ambiental como de desenvolvimento, e nos leva a compreender que a existência e o futuro da biodiversidade dependem de processos biológicos e socioculturais.

Biodiversidade - Significado, tipos e características - Causas da perda da biodiversidade

Se deseja ler mais artigos parecidos a Biodiversidade - Significado, tipos e características, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Curiosidades do mundo animal.

Bibliografia
  • Colwell, R. K. (2009). Biodiversity: concepts, patterns, and measurement. The Princeton guide to ecology, 663, 257-263.
  • Glowka, L. (1996). Guía del convenio sobre la diversidad biológica (No. 30). IUCN.
  • Moreno, C. E., Barragán, F., Pineda, E., & Pavón, N. P. (2011). Reanálisis de la diversidad alfa: alternativas para interpretar y comparar información sobre comunidades ecológicas. Revista mexicana de biodiversidad, 82(4), 1249-1261.
  • Núñez, I., Gaudiano, E. G., & Barahona, A. (2003). La biodiversidad: historia y contexto de un concepto. Interciencia, 28(7), 387-393.
  • Rodríguez, P., & Vázquez-Domínguez, E. (2003). Escalas y diversidad de especies. Una perspectiva latinoamericana de la biogeografía. Facultad de Ciencias. UNAM. México, 109-114.

Escrever comentário sobre Biodiversidade - Significado, tipos e características

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
O que lhe pareceu o artigo?

Biodiversidade - Significado, tipos e características
1 de 3
Biodiversidade - Significado, tipos e características

Voltar ao topo da página