menu
Partilhar

Aranha é inseto?

 
Por Nick A. Romero H., Biólogo e educador ambiental. Atualizado: 28 abril 2021
Aranha é inseto?

Os artrópodes correspondem ao filo mais numeroso dentro do reino animal, de modo que a maioria das espécies do planeta são invertebrados. Dentro deste grupo encontramos o subfilo dos Quelicerados, nos quais seus dois primeiros apêndices se modificaram para formar estruturas conhecidas como quelíceros (peças bucais). Além do mais apresentam um par de pedipalpos (segundos apêndices), quatro pares de patas e não têm antenas. Os Quelicerados estão divididos em três classes e uma delas é a Arachnida, dos aracnídeos, que por sua vez se subdivide em várias ordens, sendo uma a Araneae, que segundo o catálogo mundial de aranhas, está composto por 128 famílias e 49.234 espécies.

As aranhas são, então, um grupo consideravelmente numeroso. Estima-se, por exemplo, que em um espaço de 1 acre de vegetação pode-se encontrar mais de mil indivíduos. Usualmente costumam relacionar as aranhas aos insetos, por isso o PeritoAnimal te traz este artigo para esclarecer a seguinte dúvida: aranha é inseto? Você descobrirá a seguir.

Também lhe pode interessar: Quantos olhos tem uma aranha?

Características gerais das aranhas

Antes de respondermos a pergunta se aranha é inseto ou não, vamos conhecer um pouco melhor estes peculiares animais.

Partes da aranha

O corpo das aranhas é compacto e sua cabeça não está de maneira visível, como em outros grupos. Seu corpo está dividido em dois tagmas ou regiões: o da frente ou anterior denomina-se prosoma, ou cefalotórax, e o de trás ou posterior chama-se opistossoma ou abdómen. Os tagmas encontram-se unidos por uma estrutura conhecida como pedicelo, a qual dá flexibilidade às aranhas, de modo que podem move o abdómen em várias direções.

  • Prosoma: no prosoma encontram-se os seis pares de apêndices que estes animais possuem. Primeiro os quelíceros, que têm unhas terminais e são dotados de dutos com glândulas venenosas em quase todas as espécies. Logo se encontram os pedipalpos e, ainda que sejam similares a um par de patas, não tem função locomotora, já que não chegam ao chão, seu propósito é ter uma base mastigadora e, em algumas espécies de machos, são usados para o cortejo e como aparato copulador. Finalmente se inserem os quatro pares de patas locomotoras, que são apêndices articulados, formados por sete peças. Portanto, se você se pergunta quantas patas tem uma aranha, a resposta é oito. No prosoma também encontramos os olhos, os quais são simples neste grupo, e se conhecem também como ocelos, pequenas estruturas fotorreceptoras para a visão do animal.
  • Opistossoma: no opistossoma ou abdómen, de maneira geral, se encontram as glândulas digestivas, o sistema excretor, as glândulas para a produção de seda, o pulmão folhoso, ou filotraquéia, o aparato genital, entre outras estruturas.

Alimentação das aranhas

As aranhas são predadores carnívoros, caçam diretamente a presa, correndo atrás dela ou prendendo-a em suas teias. Uma vez capturado o animal, injetam o veneno, que tem uma função paralisante. Logo injetam enzimas especializadas em realizar a digestão externa do animal, para posteriormente sugar o caldo que se formou do animal capturado.

Tamanho

As aranhas, por serem um grupo tão diverso, podem apresentar uma grande variedade de tamanhos, com indivíduos pequenos, medindo desde poucos centímetros, até os consideravelmente grandes, de cerca de 30 cm.

Veneno

Com exceção da família Uloboridae, todas têm capacidade de inocular veneno. Entretanto, para a grande diversidade de espécies que existem, só algumas podem ser realmente prejudiciais aos seres humanos pela ação de venenos potentes, que, em alguns casos, chegam a causar a morte. Especificamente as aranhas dos gêneros Atrax e Hadronyche são as mais venenosas para as pessoas. Neste outro artigo te contamos sobre os tipos de aranhas venenosas que existem.

Aranha é inseto? - Características gerais das aranhas

Aranha é inseto?

Como mencionamos antes, a aranha é um artrópode que se encontra no subfilo dos Quelicerados, classe Arachnida, ordem Araneae, e possui mais de cem famílias e 4000 subgêneros. Portanto, as aranhas não são insetos, já que os insetos taxonomicamente se encontram no subfilo Unirrámeos e na classe Insecta, de modo que, ainda que sejam parentes distantes, o que as aranhas e os insetos têm em comum é pertencer ao mesmo filo: o Arthropoda.

Assim como os insetos, as aranhas são abundantes em todos os continentes, com exceção da Antártida. Estão presentes em uma grande variedade de ecossistemas, incluindo algumas espécies que têm vida aquática, graças à criação de ninhos com bolsas de ar. Também se encontram em climas secos e úmidos e seu espaço de distribuição vai desde o nível do mar até alturas consideráveis.

Mas as aranhas e os insetos têm uma estreita relação na cadeia alimentar, já que os insetos são o principal o alimento das aranhas. Inclusive, este grupo de aracnídeos são controladores biológicos dos insetos, indispensáveis para manter as populações estáveis, já que elas possuem estratégias altamente efetivas para reproduzirem-se, de modo que existem milhões delas no mundo. Neste sentido, existem muitas aranhas totalmente inofensivas para as pessoas e que ajudam de maneira importante a controlar a presença de insetos nas zonas urbanas e em nossas casas.

Exemplos de algumas espécies de aranhas

A seguir, te deixamos alguns exemplos de aranhas:

  • Aranha-golias-comedora-de-pássaros (Theraphosa blondi).
  • Aranha-caçadora-gigante (Heteropoda máxima).
  • Caranguejeira de Joelho Vermelho Mexicana (Brachypelma smithi).
  • Aranha-de-jangada (Dolomedes fimbriatus).
  • Aranha saltadora (Phidippus audax).
  • Aranha teia-de-funil-vitoriana (Hadronyche modesta).
  • Aranha-teia-de-funil (Atrax robustus).
  • Tarântula azul (Birupes simoroxigorum).
  • Aranha de pernas compridas (Pholcus phalangioides).
  • Falsa-viúva-negra (Steatoda grossa).
  • Viúva-negra (Latrodectus mactans).
  • Aranha-caranguejo-das-flores (Misumena vatia).
  • Aranha-vespa (Argiope bruennichi).
  • Aranha-marrom (Loxosceles Laeta).
  • Macrothele calpeiana.

Generalizou-se por muito tempo um temor das aranhas, entretanto, elas quase sempre têm um comportamento tímido. Quando atacam uma pessoa é porque sentem-se ameaçadas ou para proteger seus filhotes. Os acidentes com esses animais não costumam ser fatais, mas, como mencionamos, existem espécies perigosas que podem, sim, causar morte aos seres humanos.

Por outro lado, os aracnídeos não escapam de serem vítimas do impacto humano. Os inseticidas usados em grande escala afetam as aranhas de maneira considerável, diminuindo, assim, sua estabilidade populacional.

Também se desenvolveu um comércio ilegal de algumas espécies, como, por exemplo, certas tarântulas, que apresentam características chamativas e são mantidas em cativeiros como mascotes, um ato indevido, já que estes são animais silvestres que não devem ser mantidos nessas condições. É importante ter em conta que a diversidade animal com sua beleza particular e espécies exóticas formam parte da natureza que deve ser contemplada e protegida, nunca maltratada ou espoliada.

Se deseja ler mais artigos parecidos a Aranha é inseto?, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Curiosidades do mundo animal.

Bibliografia
  • RQUIPE EDITORIAL. (2021). Catálogo Mundial de Arañas. WSC. Disponível em: <https://wsc.nmbe.ch/> Acesso em: 31 de março de 2021.
  • GRISMADO, Cristian & Ramírez, Martín & Izquierdo, Matias (2014). Araneae: Taxonomía, diversidad y clave de identificación de familias. INSUE-UNT/UADER, Argentina. Disponível em: <https://www.researchgate.net/publication/273741792_Araneae_Taxonomia_diversidad_y_clave_de_identificacion_de_familias/citation/download> Acesso em: 31 de março de 2021.
  • HICKMAN, C., Roberts, L., Parson A. (2000). Principios integrales de zoología. McGraw Hill Interamericana: España.

Escrever comentário

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
O que lhe pareceu o artigo?

Aranha é inseto?
1 de 2
Aranha é inseto?

Voltar ao topo da página