Partilhar

Animais que passam por metamorfose

 
Por Equipe editorial do PeritoAnimal. 25 agosto 2020
Animais que passam por metamorfose

A metamorfose, em zoologia, consiste em uma transformação que certos animais experimentam através da qual passam de uma forma para outra, em uma sucessão regular, do nascimento à idade adulta. Faz parte do seu desenvolvimento biológico e não afeta apenas a sua fisiologia, mas também o seu comportamento e estilo de vida.

Neste artigo de PeritoAnimal, explicaremos quais são os animais que passam por metamorfose em seu desenvolvimento, detalhando também como são as fases da metamorfose ou que tipos de metamorfoses existem. Continue lendo e descubra tudo sobre esse processo!

Também lhe pode interessar: O que é metamorfose: explicação e exemplos

O que é a metamorfose?

Para compreender melhor o que significa "metamorfose", devemos conhecer sua etimologia. O termo deriva do grego e é composto dos seguintes vocábulos: meta (além), morfé (figura ou forma) e -osis (mudança de estado), portanto, seria uma transformação de um elemento para outro.

Desse modo, a metamorfose nos animais é uma mudança repentina e irreversível na fisiologia, morfologia e comportamento. É um período da vida de um animal que corresponde à passagem de uma forma larval para uma forma juvenil ou adulta. Afeta insetos, alguns peixes e certos anfíbios, mas não os mamíferos.

Essa fase do desenvolvimento é caracterizada pelo nascimento de uma larva autônoma, incapaz de se reproduzir sexualmente até atingir sua fase juvenil ou adulta, conhecida como "imago" ou "último estágio". Além disso, os fenômenos da metamorfose não são apenas superficiais, mas também envolvem mudanças extremamente profundas no animal, tais como:

  • Modificação de órgãos
  • Modificação do tecido orgânico
  • Adaptação a um novo ambiente

Tipos de metamorfose

Agora que você sabe o que é a metamorfose, explicaremos quais são os tipos que existem. No entanto, você deve saber que, enquanto nos insetos há uma mudança à nível celular, nos anfíbios envolve uma modificação nos tecidos do animal, portanto tratam-se de processos diferentes. Descubra a seguir quais diferenças existem entre as duas metamorfoses dos insetos e como ela diferencia da metamorfose dos anfíbios:

Metamorfose em insetos

Observamos nos insetos dois tipos de metamorfose, ao contrário dos anfíbios, que experimentam apenas um. A seguir, explicaremos em que consistem:

  1. Hemimetabolismo: também é conhecida como metamorfose simples, fácil ou incompleta. Nesse tipo de metamorfose, o indivíduo não experimenta a fase de "pupa", ou seja, não tem um período de inatividade. Se alimenta de maneira constante, aumentado assim seu tamanho, até atingir sua etapa adulta. Em uma mesma espécie, cada forma de vida tem sua própria adaptação ao meio ambiente. Alguns exemplos de animais que sofrem hemimetabolismo são as lagostas e os percevejos.
  2. Holometabolismo: também é conhecida como metamorfose completa ou complicada. Neste caso observamos várias etapas diferentes e todas terminam na fase pupal (que pode durar semanas e até anos, dependendo da espécie) até o nascimento do imago. Observamos uma mudança radical no aspecto do indivíduo. Alguns exemplos de animais que sofrem holometabolismo são a borboleta, a mosca, o mosquito, a abelha ou o besouro.
  3. Ametabolismo: também denominado "ametabolia", refere-se aos insetos e artrópodes que, quando atingem a etapa de ninfa, apresentam certas similaridades com a forma adulta. No entanto, não produz metamorfose, é um desenvolvimento direto. Alguns exemplos são os piolhos e os ácaros.

Nos insetos, a metamorfose é controlada pela "ecdisona", um hormônio esteroide que não possui hormônios juvenis e que desempenha um papel fundamental na manutenção das características larvais no organismo do animal. No entanto, existe um um problema crescente: vários inseticidas têm características similares a esses hormônios juvenis, de forma que acabam impedindo a metamorfose do indivíduo por inibi-los completamente.

Metamorfose em anfíbios

"A metamorfose dos anfíbios é o resultado da ação do hormônio tireoidiano. (Gudernatsch, 1912) A experiência demonstra que um transplante de tireoides ou o tratamento da tireoide causa metamorfose."

Na metamorfose dos anfíbios, observamos certa semelhança com os insetos, pois eles também passam por uma fase larval (girino) e uma fase pupal (girino com membros) antes de dar à luz ao imago, que seria o estado adulto. O exemplo mais comum é o sapo.

Depois da fase de "prometamorfose", quando os dedos dos animais se tornam visíveis, uma membrana interdigital chamada palma conecta-os para formar a pata nadadora em forma de remo. Depois, o hormônio chamado "hipófise" passa através da corrente sanguínea até a tireoide. Nesse momento, estimula a produção do hormônio tiroxina T4, que causa a metamorfose completa.

A seguir, mostraremos como são produzidas as fases da metamorfose de acordo com cada um dos tipos.

Fases da metamorfose simples

Para que você compreenda melhor a metamorfose simples ou incompleta, mostraremos o exemplo da metamorfose do gafanhoto. Nasce de um ovo fértil e começa a se desenvolver de forma progressiva, sem passar por uma fase de crisálida. Durante os primeiros estágios não asas, pois aparecerão mais tarde, à medida que evolui. Além disso, não é sexualmente maduro até chegar a sua fase adulta.

Animais que passam por metamorfose - Fases da metamorfose simples

Fases da metamorfose completa em insetos

Para explicar a metamorfose completa ou complicada, escolhemos a metamorfose da borboleta. Começa, como no caso anterior, de um ovo fértil, que eclode em uma lagarta. Esse indivíduo se alimentará e desenvolverá, até que os hormônios comecem a provocar a mudança de fase. A lagarta começará a envolver-se com um fio que ela mesma segrega, até formar uma crisálida que a cobre completamente.

Durante este período de aparente inatividade, a lagarta começará a reabsorver seus órgãos juvenis e transformará seu corpo completamente, até desenvolver patas e asas. Pode durar dias ou semanas. Finalmente, a pupa se abrirá, dando lugar à uma mariposa adulta.

Animais que passam por metamorfose - Fases da metamorfose completa em insetos

Fases da metamorfose em anfíbios

Para explicar as fases da metamorfose em anfíbios, escolhemos a metamorfose da rã. Os ovos de sapo são fertilizados na água, enquanto estão rodeados por uma massa gelatinosa que lhes protege. Se desenvolverão até que as larvas estejam totalmente formadas e então nasce o girino, que possui cabeça e cauda. A medida que o girino se alimenta e evolui, começará a desenvolver patas e, com o tempo, a figura de um sapo adulto. Finalmente, quando perder a cauda, será considerado um sapo adulto e sexualmente maduro.

Animais que passam por metamorfose - Fases da metamorfose em anfíbios

Quais animais têm metamorfose?

Para finalizar, mostramos uma lista parcial dos grupos zoológicos de animais que passam por metamorfose em seu desenvolvimento:

  • Lissanfíbios
  • Anuros
  • Apodos
  • Urodeles
  • Artrópodes
  • Insetos
  • Crustáceos
  • Equinodermos
  • Moluscos (exceto cefalópodes)
  • Agnathes
  • Peixes Salmoniformes
  • Peixes Anguilliformes
  • Peixes Pleuronectiformes

Se deseja ler mais artigos parecidos a Animais que passam por metamorfose, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Curiosidades do mundo animal.

Bibliografia
  • Rowe L, Ludwig D (1991) Size and timing of metamorphosis in complex life cycles: time constraints and variation. Ecology 72:413-427
  • Semlitch RD, Scott DE, Pechmann JHK (1988) Time and size at metamorphosis related to adult fittness in Ambystoma talpoidium. Ecology 96:184-192
  • Twombly S (1996) Timing of metamorphosis in a freshwater crustacean: comparisons with anuran models. Ecology 77:1855-1866

Escrever comentário

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
O que lhe pareceu o artigo?

Animais que passam por metamorfose
1 de 4
Animais que passam por metamorfose

Voltar ao topo da página