Partilhar

Tipos de corujas - Nomes e fotos

 
Tipos de corujas - Nomes e fotos

As corujas pertencem à ordem Strigiformes e são aves de rapina carnívoras e noturnas, embora algumas espécies possam ter mais atividade durante o dia. Embora elas pertençam à mesma ordem que os mochos, existem pequenas diferenças entre os dois tipos de ave, como o arranjo das penas da cabeça parecendo "orelhas" que muitos mochos têm, e os corpos menores das corujas, bem como suas cabeças, que apresentam um formato triangular ou de coração. Por outro lado, as pernas de muitas espécies são cobertas por penas, quase sempre de coloração parda, cinza e marron. Elas habitam todos os tipos de habitats, desde lugares muito frios no hemisfério norte a florestas tropicais. Corujas têm uma visão espetacular e, graças ao formato de suas asas, que lhes permite uma excelente manobra, muitas espécies podem caçar suas presas dentro de florestas frondosas.

Continue lendo este artigo do PeritoAnimal e conheça os diferentes tipos de corujas que existem no mundo, bem como suas fotos.

Também lhe pode interessar: Tipos de macacos: nomes e fotos

Características das corujas

As corujas são excelentes caçadoras e têm sentidos auditivos e visuais altamente desenvolvidos. Elas são capazes de ver e ouvir pequenas presas a grandes distâncias, caçar em ambientes muito frondosos, e manobrar entre as árvores graças às asas arredondadas das espécies que vivem nesse tipo de ambiente. Também é comum ver corujas em ambientes urbanos e em prédios abandonados, como é o caso da coruja-das-torres (Tyto alba), que aproveita esses locais para nidificar.

Geralmente, elas se alimentam de pequenos vertebrados, como roedores (muito abundantes em sua dieta), morcegos, outras aves de tamanho pequeno, lagartos e invertebrados, como insetos, aranhas, minhocas, entre outros. É comum que engulam suas presas inteiras e depois as regurgitem, ou seja, vomitem pelotas ou egagrópilas, que são pequenas bolas de material animal não digerido e são comumente encontradas em seus ninhos ou perto dos locais de nidificação.

Por último, e como já adiantamos, a maioria dos tipos de corujas são aves de rapina noturnas, embora algumas façam parte da lista de aves de rapina diurnas.

Diferenças entre corujas e mochos

É muito comum confundir mochos e corujas, mas como vimos anteriormente, ambas diferem em pequenas características anatômicas, como as seguintes:

  • Forma da cabeça e disposição das plumas: os mochos têm penas "imitando orelhas" e uma cabeça mais arredondada, as corujas carecem dessas "orelhas" e suas cabeças são menores e com formato semelhante a um coração.
  • Tamanho corporal: as corujas são menores que os mochos.
  • Olhos: nas corujas os olhos são amendoados, enquanto os mochos geralmente têm grandes olhos amarelos ou laranjas.
Tipos de corujas - Nomes e fotos - Diferenças entre corujas e mochos

Quantos tipos de coruja existem?

As corujas que podemos ver atualmente estão dentro da ordem Strigiformes, que por sua vez é dividida em duas famílias: Strigidae e Tytonidae. Dessa forma, existem dois grandes tipos de corujas. Agora, dentro de cada família existem inúmeras espécies de corujas, cada uma classificada em diferentes gêneros.

A seguir, veremos exemplos de corujas pertencentes a cada um desses tipos ou grupos.

Corujas da família Tytonidae

Essa família está distribuída por todo o mundo, então podemos dizer que os tipos de corujas que pertencem a ela são cosmopolitas. Da mesma forma, destacam-se por terem tamanho médio e por serem excelentes caçadoras. Vamos encontrar cerca de 20 espécies distribuídas pelo mundo, mas as mais populares são as que mostramos.

Coruja-das-torres (Tyto alba)

É a representante mais conhecida dessa família, e habita o planeta inteiro, com exceção das áreas desérticas e/ou polares. É uma ave de tamanho médio, entre 33 e 36 cm. Em voo, ela pode ser vista completamente branca, e seu disco facial branco em forma de coração é muito característico. Suas penas são macias, permitindo um voo silencioso e perfeito para caçar presas.

Precisamente por conta da cor de suas penas durante o voo, esse tipo de coruja também é conhecida como coruja-branca.

Tipos de corujas - Nomes e fotos - Corujas da família Tytonidae

Suindara-preta (Tyto tenebricosa)

De tamanho médio e presente na Nova Guiné e no sudeste da Austrália, essa coruja pode medir até 45 cm de comprimento, com as fêmeas sendo alguns centímetros maiores que os machos. Ao contrário de sua parente Tyto alba, esta espécie apresenta cores escuras, como diferentes tons de cinza.

Curiosamente, é muito difícil vê-la ou ouvi-la durante o dia, pois permanece bem camuflada entre a densa folhagem, e à noite dorme em buracos de árvores ou cavernas.

Coruja-do-capim (Tyto capensis)

Nativa do sul e centro da África, muito semelhante à espécie Tyto alba, mas difere por ser maior. Mede entre 34 a 42 cm, tem cores mais escuras nas asas e uma cabeça mais arredondada. É uma ave classificada como "vulnerável" na África do Sul.

Corujas da família Strigidae

Nesta família, encontramos a maioria dos representantes da ordem Strigiformes, com cerca de 228 espécies de corujas em todo o mundo. Portanto, vamos mencionar os exemplos mais conhecidos e característicos.

Coruja-preta (Strix huhula)

Típica da América do Sul, vive da Colômbia ao norte da Argentina. Mede aproximadamente de 35 a 40 cm. Este tipo de coruja pode ter hábitos solitários ou andar em casal. Sua coloração é muito marcante, pois possui um padrão manchado na área ventral, enquanto o resto do corpo é enegrecido. É comum vê-la nas faixas mais altas das florestas nas regiões onde vive.

Tipos de corujas - Nomes e fotos - Corujas da família Strigidae

Coruja-do-mato (Strix virgata)

Estende-se do México ao norte da Argentina. É uma espécie de coruja um pouco menor, medindo entre 30 e 38 cm. Ela também apresenta um disco facial, mas de cor marrom, e se destacam por suas sobrancelhas brancas e a presença de "bigodes". É uma espécie muito comum em áreas de florestas úmidas de planície.

Caburé (Glaucidium brasilianum)

Uma das menores corujas desta família. Pode ser encontrada dos Estados Unidos até a Argentina. Como dissemos, é uma espécie de tamanho pequeno, uma vez que mede entre 16 e 19 cm. Possui duas fases de coloração, nas quais pode apresentar uma cor avermelhada ou acinzentada. Uma peculiaridade desta espécie é a presença de manchas na parte de trás do pescoço. Esses pontos simulam "olhos falsos", que geralmente servem para caçar suas presas, pois fazem essas corujas parecerem maiores. Apesar de seu tamanho pequeno, podem caçar outras espécies de aves e vertebrados.

Mocho-galego (Athene noctua)

Muito parecida com a sua parente sul-americana Athene cunicularia, esta espécie de coruja é típica do sul da Europa e do norte da África. Mede de 21 a 23 cm e apresenta uma coloração marrom com listras brancas. É muito comum em áreas com plantações de oliveiras e paisagens mediterrâneas. É identificada por sua característica forma rechonchuda.

Mocho-boreal (Aegolius funereus)

Distribuída por todo o norte da Europa. É conhecida como coruja ou mocho de montanha, e habita florestas de coníferas. É uma espécie de tamanho pequeno a médio, medindo cerca de 23 a 27 cm. Está sempre perto das áreas onde nidifica. Tem uma cabeça grande e arredondada e um corpo rechonchudo, razão pela qual é comumente cofundida com a Athene noctua.

Coruja-maori (Ninox novaeseelandiae)

Típica da Austrália, Nova Zelândia, sul da Nova Guiné, Tasmânia e ilhas da Indonésia. É a menor coruja e a mais abundante na Austrália. Mede cerca de 30 cm e sua cauda é relativamente longa em relação ao corpo. Os ambientes em que vive são muito amplos, pois é possível encontrá-la desde em florestas temperadas e zonas áridas até áreas agrícolas.

Coruja-listrada (Strix hylophila)

Presente no Brasil, Paraguai e Argentina. Muito característica por seu canto curioso, semelhante ao coaxar de um sapo. Mede entre 35 e 38 cm, e é uma ave muito difícil de observar devido ao seu comportamento esquivo. Essa espécie está classificada como "quase ameaçada", e é encontrada em florestas tropicais primárias com vegetação densa.

Coruja-norte-americana (Strix varia)

Nativa da América do Norte, como o próprio nome indica, é um tipo de coruja de tamanho grande, pois mede entre 40 e 63 cm. Esta espécie provocou o deslocamento de outras espécies similares, mas menores, também presentes na América do Norte, como a coruja-manchada Strix occidentalis. Habita florestas densas, no entanto, também pode ser vista em áreas suburbanas devido à presença de roedores nessas áreas.

Murucututu (Pulsatrix perspicillata)

Nativa das selvas da América Central e do Sul, habita do sul do México ao norte da Argentina. É uma espécie bastante grande de coruja, que chega a medir cerca de 50 cm e é robusta. Devido ao design colorido das penas em sua cabeça, também é chamada de coruja de óculos.

Se deseja ler mais artigos parecidos a Tipos de corujas - Nomes e fotos, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Curiosidades do mundo animal.

Bibliografia
  • IOC World Bird List. Disponível em: https://www.worldbirdnames.org/bow/owls/.
  • Narosky, T., & Yzurieta, D. (2003). Guía para la identificación de las aves de Argentina y Uruguay. Buenos Aires, Argentina.
  • Bernis, F., De Juana, E., Del Bernis, F., De Juana, E., Del Hoyo, J., Fernández-Cruz, M., Ferrer, X., Sáez-Royuela, R. & Sargatal, J. (2000). Nombres en castellano de las aves del mundo recomendados por la Sociedad Española de Ornitología (Quinta parte: Stringiformes, Caprimulgiformes y Apodiformes). Ardeola 47. Pág 123-130.
  • A Classification of the Bird Species of South America South American Classification Committee American Ornithological Society. Versión 22, 2017. Disponível em: http://www.museum.lsu.edu/~Remsen/SACCBaseline.htm.

Escrever comentário sobre Tipos de corujas - Nomes e fotos

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
O que lhe pareceu o artigo?

Tipos de corujas - Nomes e fotos
1 de 14
Tipos de corujas - Nomes e fotos

Voltar ao topo da página