Partilhar

Tipos de Baleia

 
Por Ana Diaz Maqueda. Atualizado: 18 maio 2020
Tipos de Baleia

As baleias são um dos animais mais incríveis do planeta e, ao mesmo tempo, muito pouco se sabe sobre elas. Algumas das espécies de baleias são os mamíferos com mais longevidade do Planeta Terra, tanto que alguns dos indivíduos vivos hoje podem ter nascido no século XIX.

Neste artigo do PeritoAnimal vamos descobrir quantos tipos de baleias existem, as suas características, quais as baleias em perigo de extinção e muitas outras curiosidades.

Também lhe pode interessar: Alimentação do tubarão-baleia

Características da baleia

As baleias são um tipo de cetáceos agrupados na subordem Mysticeti, caracterizados por terem placas de barbas em vez de dentes, como têm os golfinhos, orcas, cachalotes ou botos (subordem Odontoceti). São mamíferos marinhos, totalmente adaptados à vida aquática. O seu antepassado veio do continente, um animal semelhante ao hipopótamo actual.

As características físicas destes animais são o que os torna tão adequados para a vida subaquática. As suas barbatanas peitorais e dorsais permitem que mantenham o equilíbrio na água e que se movimentem através dela. Na parte superior do corpo têm dois orifícios ou espiráculos através dos quais tomam o ar necessário para permanecerem debaixo de água por longos períodos de tempo. Os cetáceos da subordem Odontoceti têm apenas um espiráculo.

Por outro lado, a espessura da sua pele e a acumulação de gordura sob ela ajudam a baleia a manter uma temperatura corporal constante quando descem na coluna de água. Isto, juntamente com a forma cilíndrica do seu corpo, que proporciona características hidrodinâmicas, e a microbiota que vive no seu tracto digestivo através de uma relação mutualista, faz com que as baleias explodam quando morrem encalhadas nas praias.

O que caracteriza este grupo são as placas de barbas que possuem em vez dos dentes, que usam para comer. Quando uma baleia abocanha a água carregada de presas, fecha a boca e, com a língua, empurra a água para fora, obrigando-a a passar entre as barbas e deixando a comida presa. Depois, com a sua língua, recolhe toda a comida e engole.

A maioria apresenta um tom cinza escuro nas costas e branco na barriga, para que possam passar despercebidas na coluna de água. Não existem tipos de baleias brancas, apenas a beluga (Delphinapterus leucas), que não é uma baleia, mas sim um golfinho. Além disso, as baleias são classificadas em quatro famílias, com um total de 15 espécies, que veremos nas secções seguintes.

Tipos de baleia da família Balaenidae

A família dos balenídeos é composta por dois gêneros vivos distintos, os gêneros Balaena e o género Eubalaena, e por três ou quatro espécies, dependendo se nos baseamos em estudos morfológicos ou moleculares.

Esta família inclui as espécies de mamíferos de vida mais longa. Caracterizam-se por terem um maxilar inferior muito convexo, para o exterior, o que lhes confere essa aparência característica. Eles não têm dobras debaixo da boca que possam expandir quando se alimentam, por isso a forma das suas mandíbulas é o que lhes permite apanhar grandes quantidades de água com comida. Além disso, este grupo de animais não possui uma barbatana dorsal. São um tipo de baleia relativamente pequeno, medindo entre 15 e 17 metros, e são nadadores lentos.

A baleia da Gronelândia (Balaena mysticetus), a única espécie do seu género, é uma das mais ameaçadas pela caça à baleia, está em perigo de extinção segundo a IUCN, mas apenas nas subpopulações que circundam a Gronelândia [1]. No resto do mundo, não existe preocupação por elas, pelo que a Noruega e o Japão continuam com a caça. Curiosamente, pensa-se que seja o mamífero vivo mais longo do planeta, que vive há mais de 200 anos.

No hemisfério sul do planeta, encontramos a baleia-franca-austral (Eubalaena australis), um dos tipos de baleia no Chile, um fato importante porque foi aqui que, em 2008, um decreto as declarou monumento natural, declarando a região como uma "zona livre de caça à baleia". Parece que nesta região a abundância desta espécie melhorou graças à proibição da caça, mas a morte por emaranhamento nas redes de pesca continua. Além disso, está provado que nos últimos anos as Gaivotas Dominicanas (Larus dominicanus) aumentaram consideravelmente a sua população e, incapazes de obter recursos alimentares, devoram a pele nas costas das baleias filhotes ou jovens, muitas morrendo das suas feridas.

Ao norte do Oceano Atlântico e no Árctico habita a Baleia-franca-do-atlântico-norte ou baleia basca (Eubalaena glacialis), que recebe este nome porque os bascos foram outrora os principais caçadores deste animal, levando-os quase à extinção.

A última espécie desta família é a baleia-franca-do-Pacífico (Eubalaena japonica), quase extinta por causa da caça ilegal à baleia pelo Estado soviético.

Tipos de Baleia - Tipos de baleia da família Balaenidae
Imagem: baleia franca meridional

Tipos de baleia da família Balaenopteridae

Os balenópteros ou rorquais são uma família de baleias criada por um zoólogo inglês do Museu Britânico de História Natural, em 1864. O nome rorqual é derivado do norueguês e significa "com ranhuras na garganta". Esta é a característica distintiva deste tipo de baleia. Na mandíbula inferior têm algumas dobras que se expandem quando tomam água para se alimentarem, permitindo-lhes tomar uma quantidade maior de uma vez; funcionaria de forma semelhante ao rastejamento que algumas aves como os pelicanos têm. O número e o comprimento das dobras variam de uma espécie para outra. Os maiores animais conhecidos pertencem a este grupo. O seu comprimento varia entre 10 e 30 metros.

Dentro desta família encontramos dois gêneros: o gênero Balaenoptera, com 7 ou 8 espécies e o gênero Megaptera, com apenas uma espécie, a baleia-jubarte (Megaptera novaeangliae). Esta baleia é um animal cosmopolita, presente em quase todos os mares e oceanos. Sua área de procriação são as águas tropicais, para onde elas migram das águas frias. Juntamente com a baleia-franca-do-atlântico-norte (Eubalaena glacialis), é a que fica enredada nas redes de pesca com mais frequência. Note-se que só é permitida a caça de baleias jubarte na Gronelândia, onde podem ser caçadas até 10 por ano, e na ilha de Bequia, 4 por ano.

O facto de existirem 7 ou 8 espécies nesta família deve-se ao facto de ainda não ter sido esclarecido se as espécies de rorqual tropical devem ser divididas em duas Balaenoptera edeni e Balaenoptera brydei. Esta baleia é caracterizada por ter três cristas cranianas. Eles podem medir até 12 metros de comprimento e pesar 12.000 quilos.

Um dos tipos de baleias do Mediterrâneo é a baleia-comum (Balaenoptera physalus). É a segunda maior baleia do mundo, depois da baleia azul (Balaenoptera musculus), atingindo 24 metros de comprimento. Esta baleia é fácil de distinguir no Mediterrâneo de outros tipos de cetáceos como o cachalote (Physeter macrocephalus), porque quando mergulha não mostra a sua barbatana caudal, como este último faz.

As outras espécies de baleias desta família são

  • Baleia-sei (Balaenoptera borealis)
  • Baleia-anã (Balaenoptera acutorostrata)
  • Baleia-minke-antártica (Balaenoptera bonaerensis)
  • Baleia-de-omura (Balaenoptera omurai)
Tipos de Baleia - Tipos de baleia da família Balaenopteridae
Imagem: baleia-jubarte

Tipos de baleia da família Cetotheriidae

Até alguns anos atrás acreditava-se que os Cetotheriidae tinham sido extintas no início do Pleistoceno, embora estudos recentes de The Royal Society tenham determinado que existe uma espécie viva desta família, a baleia-franca-pigmeia (Caperea marginata).

Estas baleias vivem no hemisfério sul, em áreas de águas temperadas. Há poucos avistamentos desta espécie, a maioria dos dados provém de capturas antigas da União Soviética ou de encalhamentos. São baleias muito pequenas, com cerca de 6,5 metros de comprimento, não têm dobras na garganta, pelo que o seu aspecto é semelhante ao das baleias da família Balaenidae. Além disso, têm barbatanas dorsais curtas, apresentando na sua estrutura óssea apenas 4 dedos em vez de 5.

Tipos de baleia da família Eschrichtiidae

Os Eschrichtiidae são representados por uma única espécie, a baleia cinzenta (Eschrichtius robustus). Esta baleia é caracterizada por não ter barbatana dorsal e, em vez disso, tem algumas espécies de pequenas lombadas. Têm uma face arqueada, ao contrário do resto das baleias que têm uma face direita. As suas placas de barbas são mais curtas do que noutras espécies de baleias.

A baleia cinzenta é um dos tipos de baleias no México. Eles vivem desde essa zona até ao Japão, onde podem ser caçadas legalmebte. Estas baleias alimentam-se perto do fundo do mar, mas na plataforma continental, por isso costumam ficar perto da costa.

Tipos de Baleia - Tipos de baleia da família Eschrichtiidae

Espécies de baleias em perigo de extinção

A Comissão Baleeira Internacional (IWC) é uma organização que nasceu em 1942 para regular e proibir a caça à baleia. Apesar dos esforços feitos, e embora a situação de muitas espécies tenha melhorado, a atividade baleeira continua a ser uma das principais causas do desaparecimento dos mamíferos marinhos.

Outros problemas incluem colisões com grandes navios, enredos acidentais em redes de pesca, contaminação por DDT (insecticida), contaminação por plásticos, alterações climáticas e degelo, que mata as populações de krill, o principal alimento de muitas das baleias.

As espécies atualmente ameaçadas ou criticamente ameaçadas são:

  • Baleia-azul (Balaenoptera musculus)
  • A subpopulação da baleia-franca-austral do Chile-Peru (Eubalaena australis)
  • Baleia-franca-do-atlântico-norte (Eubalaena glacialis)
  • A subpopulação oceânica de baleias jubarte (Megaptera novaeangliae)
  • Baleia tropical do Golfo do México (Balaenoptera edeni)
  • Baleia azul antárctica (Balaenoptera musculus Intermedia)
  • Baleia-sei (Balaenoptera borealis)
  • Baleia cinzenta (Eschrichtius robustus)

Se deseja ler mais artigos parecidos a Tipos de Baleia, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Curiosidades do mundo animal.

Referências
  1. Red List UICN. Bowhead Whale. Disponível em: https://www.iucnredlist.org/species/2467/50347659
Bibliografia
  • Bisconti, M. (2003). Evolutionary history of Balaenidae. Cranium, 20(1), 9-50.
  • Bontigui, J. A. 2002. Jugando con ballenas: la ballena franca o ballena de los vascos. Governo Basco (Departamento de Ordenación del Territorio y Medio Ambiente).
  • Cooke, JG 2018. Caperea marginata. La Lista Roja de la UICN de Especies Amenazadas 2018: e.T3778A50351626.
  • Cooke, JG 2018. Eschrichtius robustus. La Lista Roja de Especies Amenazadas 2018 de la UICN : e.T8097A50353881.
  • Cooke, JG & Zerbini, AN 2018. Eubalaena australis. La Lista Roja de Especies Amenazadas 2018 de la UICN : e.T8153A50354147.
  • Cooke, JG & Clapham, PJ 2018. Eubalaena japonica. La Lista Roja de Especies Amenazadas 2018 de la UICN : e.T41711A50380694.
  • Cooke, JG 2018. Megaptera novaeangliae. La Lista Roja de Especies Amenazadas 2018 de la UICN : e.T13006A50362794.
  • Decreto 230. Ministerio de economía, fomento y reconstrucción de Chile. 20 de junho de 2008.
  • Fordyce, R. E. and Marx, F. G. (2013). The pygmy right whale Caperea marginata: the last of the cetotheres. Proceedings of the Royal Society B: Biological Sciences.
  • Reeves, R.R., Smith, B.D., Crespo, E.A. and Notarbartolo di Sciara, G. (2003). Dolphins, whales and porpoises: 2002–2010 conservation action plan for the world's cetaceans. Gland, Switzerland and Cambridge, UK: IUCN Cetacean Specialist Group.

Escrever comentário

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
O que lhe pareceu o artigo?

Tipos de Baleia
Imagem: baleia franca meridional
Imagem: baleia-jubarte
1 de 4
Tipos de Baleia

Voltar ao topo da página