menu
Partilhar

Spaniel tibetano

Atualizado: 1 julho 2021
Spaniel tibetano

Os spaniels tibetanos são cachorros asiáticos de porte pequeno e personalidade maravilhosa. São bons cachorros de companhia, não requerem muita atividade física e os cuidados não são muito diferentes do restante dos cães. São fáceis de treinar e deve-se prestar atenção especial ao seu comportamento destrutivo e ladrador quando seus cuidadores não estão em casa.

Continue lendo para conhecer mais sobre o spaniel tibetano, sua origem, características físicas, personalidade, educação, cuidados, saúde e onde ele pode ser adotado.

Origem
  • Ásia
  • China
Classificação FCI
  • Grupo IX
Altura
  • 15-35
  • 35-45
  • 45-55
  • 55-70
  • 70-80
  • Mais de 80
Peso adulto
  • 1-3
  • 3-10
  • 10-25
  • 25-45
  • 45-100
Esperança de vida
  • 8-10
  • 10-12
  • 12-14
  • 15-20
Atividade física recomendada
  • Baixa
  • Média
  • Alta
Clima recomendado
Tipo de pelo

Origem do spaniel tibetano

Acredita-se que o cachorro spaniel tibetano provém da China, obtido da mistura entre o spaniel japonês, o pequinês e o lhasa apso. A raça foi encontrada em estátuas de bronze desde o ano 1.100 a.C na China.

O spaniel tibetano é um cachorro que foi escolhido pelos monges do Tibete como cão de companhia em seus mosteiros e como cães de guarda nos pontos mais altos desses lugares com a ajuda dos mastins tibetanos. Eram considerados “leões anões” devido a suas habilidades e lealdade. Também foram oferecidos como presentes diplomáticos para pessoas de classe alta da nobreza e da realeza.

No final do século XIX a raça foi levada para a Inglaterra, onde começou o programa de criação. A FCI a reconheceu oficialmente em 1961 e em 2010 o padrão da raça para o American Kennel Club foi formulada.

Características do spaniel tibetano

Os spaniels tibetanos são cachorros pequenos, os machos medem até 27,5 cm e pesam entre 5 e 6,8 kg. As fêmeas medem até 24 cm e pesam entre 4,1 e 5,2 kg.

As características principais dos spaniels tibetanos são:

  • O corpo desses cachorros é um pouco mais longo do que alto, mas não deixa de ser proporcional a olho nu.
  • O peito é profundo e as costas retas.
  • A cabeça é pequena e um pouco ovalada.
  • O focinho é médio e rombo.
  • As orelhas são altas e um pouco caídas.
  • Os olhos são castanhos escuros, ovais, médios e expressivos.
  • O pescoço é forte e curto.
  • A cauda é peluda, de inserção alta e curvada sobre o dorso.
  • As patas são curtas, mas robustas, os pés são pequenos e com pelo entre as almofadas.

Quanto ao pelo, é longo, sedoso e fino de dupla camada. Os machos tendem a ter a pelagem mais espessa e densa que as fêmeas. As cores dessa raça podem ser muito variadas, embora o mais comum é o fulvo. Podemos observar outras cores:

  • Bege.
  • Preto.
  • Canela.
  • Branco.
  • Vermelho.

Personalidade do spaniel tibetano

Os spaniels tibetanos são cachorros inteligentes, tranquilos, curiosos, leais, alertas, seguros de si mesmos e despertos. No entanto, são um pouco tímidos e reservados com os desconhecidos, mas carinhosos com seus humanos. Raramente são agressivos ou nervosos e não precisam de muita atividade física.

Além disso, são muito doces e alegres com seus cuidadores e notam rapidamente as mudanças de humor. No entanto, o mais difícil para eles é conviver com outros cachorros. Podem se adaptar a todos os tipos de casas, mas não gostam de ficar sozinhos por longos períodos, podendo latir muito ou desenvolver comportamentos destrutivos compulsivos.

Cuidados do spaniel tibetano

O spaniel tibetano não precisa de um exercício intenso nem uma alta atividade física diária. Mas, precisa que em seus cuidados sejam incluídas brincadeiras e caminhadas moderadas para prevenir o sobrepeso e o sedentarismo, que, por sua vez, favorecem o desenvolvimento de doenças.

Para prevenir doenças contagiosas do tipo infecciosa ou parasitária, deverá manter um correto calendário de vacinas e desparasitações, bem como revisões periódicas no centro veterinário para encontrar e poder solucionar possíveis problemas de saúde que podem desenvolver precocemente.

Por isso recomenda-se prestar atenção aos hábitos de higiene dos dentes para prevenir tártaro, as patologias dentais ou a doença periodontal e a limpeza dos ouvidos para a prevenção das otites.

Quanto ao pelo desse cachorro, é fino e médio, necessitando ser escovado duas a três vezes por semana para evitar emaranhados e pelos mortos. O banho será necessário quando o spaniel tibetano estiver sujo ou quando for necessário usar um shampoo de tratamento para algum problema dermatológico.

A alimentação deve ser completa e destinada para a espécie canina, em sua quantidade diária necessária para satisfazer todas as suas necessidades nutricionais e calóricas específicas.

Educação do spaniel tibetano

Os spaniels tibetanos são cachorros muito inteligentes, dóceis e leais, o que os torna cachorros fáceis de treinar. Na educação, deve-se prestar atenção especial à sua personalidade temerosa com o desconhecido e aos seus comportamentos destrutivos ou ladradores na solidão. Devem ser bem socializados durante suas primeiras semanas de vida e estimulados mentalmente de forma diária, através de brincadeiras e interações.

A educação mais rápida e eficaz é o reforço positivo, no qual os comportamento esperados são recompensados e não se castiga como em outros tipos de condicionamentos.

Saúde do spaniel tibetano

Embora tenham uma expectativa de vida de até 14 anos e gozem de boa saúde, é verdade que os cachorros desta raça são predispostos a algumas doenças, especialmente as relacionadas com os olhos.

As doenças mais frequentes nos spaniels tibetanos são as seguintes:

  • Prolapso da terceira pálpebra: ocorre quando a membrana sob a pálpebra que protege, lubrifica e fornece células de defesa ao olho, a membrana nictitante ou terceira pálpebra se projeta atrás da própria pálpebra, aparecendo como uma massa avermelhada. Por este motivo, essa condição também é chamada “olho de cereja” e sua solução é por meio de cirurgia.
  • Atrofia progressiva da retina: ocorre quando os fotorreceptores da retina começam a degenerar. No início aparece como uma cegueira noturna que com o tempo passa a ser total.
  • Shunt portossistêmico: ocorre quando um vaso que passa do intestino para o fígado antes de passar para a circulação geral pula a passagem do fígado, de forma que o sangue não é desintoxicado e as toxinas passam para a circulação geral chegando ao sistema nervoso e causando sinais neurológicos.
  • Luxação da patela: ocorre quando a patela é deslocada da sua posição normal na articulação do joelho, causando desconforto, dor e até claudicação dependendo do grau de luxação.

Também parecem estar mais predispostos ao desenvolvimento de hérnias ou saída de tecidos ou órgãos fora de sua localização comum, como as hérnias inguinais, umbilicais e escrotais. Por este motivo, os check-ups veterinários são especialmente importantes na prevenção dessas e outras patologias.

Onde adotar um spaniel tibetano

Se você acha que pode oferecer os cuidados e as necessidades dessa raça e quer adotar um spaniel tibetano, a primeira coisa que deve fazer é perguntar em abrigos ou refúgios próximos. Às vezes, mesmo que não tenham a raça, tenham informações de como conseguir um spaniel tibetano para adoção. Outra opção é pesquisar na internet sobre associações de resgate, ONGs e abrigos.

Fotos de Spaniel tibetano

Artigos relacionados

Suba a sua foto de Spaniel tibetano

Suba a foto do seu Pet

Escrever comentário

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
Como avalia esta raça?

Spaniel tibetano
1 de 5
Spaniel tibetano

Voltar ao topo da página