menu
Partilhar

Como cuidar de um filhote recém-nascido órfão

 
Por Carla Moreira, Médica veterinária. 20 julho 2022
Como cuidar de um filhote recém-nascido órfão

Ver fichas de  Cachorros

Um filhote órfão vai muito além daquele que não receberá a nutrição materna, incluindo também aqueles que possam ter carência de qualquer um dos outros cuidados que deveriam ser fornecidos pela mãe, como calor, estímulos, educação e socialização.

Os filhotes possuem uma dependência da mãe praticamente absoluta nos primeiros dias, sendo muito importante durante as primeiras semanas e torna-se menor à medida que a idade avança, até que seja praticamente dispensável. Por isso, continue lendo este artigo do PeritoAnimal para descobrir como cuidar de um filhote recém-nascido órfão.

Também lhe pode interessar: Como cuidar de filhote de cachorro

Em quais situações devo considerar um filhote como órfão?

As situações mais comuns em que se deve intervir nos cuidados com os filhotes de cães e gatos são:

  • Quando a mãe rejeita um ou dois filhotes da ninhada. Geralmente os motivos são sutis e não podemos identificá-los, como alteração discreta na temperatura do filhote ou odor diferente;
  • Mãe morta, desaparecida ou ausente: alguma doença ou complicações na cesariana podem afastar a mãe dos filhotes. No caso das gatas, a amamentação não interrompe o ciclo estral, podendo uma gata recém-parida e amamentando apresentar cio poucos dias após o parto, abandonando a ninhada;
  • Falta de produção de leite pela mãe: toda a ninhada deverá receber alimentação que substitua o leite materno;
  • Mastite ou síndrome do leite tóxico: infecção nas mamas, que obriga a suspensão da amamentação de forma temporária ou definitiva. Neste caso, os filhotes podem permanecer com a mãe para que recebam os demais cuidados;
  • Em casos de ninhadas muito numerosas, onde o leite da mãe seja insuficiente ou haja muita competição entre os filhotes;
  • Falhas no instinto materno: nesse caso, a mãe rejeitará todos os filhotes da ninhada, e não apenas um ou dois;
  • Filhotes que não ganham peso.
Como cuidar de um filhote recém-nascido órfão - Em quais situações devo considerar um filhote como órfão?

Como cuidar de um filhote recém-nascido órfão

O ideal é que o filhote seja adotado por outra fêmea, mas, como nem sempre isso é possível, será necessária a intervenção humana para que o filhote órfão tenha mais chances de sobreviver.

O primeiro aspecto a ser considerado no caso de filhotes órfãos é a alimentação substitutiva. No caso da cadela, as primeiras 48 a 72 horas pós-parto são muito importantes porque ocorre a produção do colostro, leite rico em anticorpos, que deve ser ingerido pelo filhote. As gatas possuem a peculiaridade de produzirem a mesma quantidade de anticorpos no leite durante todo o período de lactação.

Os filhotes conseguem absorver os anticorpos somente durante as primeiras 72 horas de vida, sendo importante para os cães órfãos mamarem em outra cadela que esteja nesse mesmo período pós-parto. Os filhotes de gatas podem mamar em uma mãe adotiva em qualquer fase de sua lactação, pois receberão a mesma quantidade de anticorpos que receberiam de sua mãe verdadeira.

A lactação envolve hidratação (fator mais importante de todos), imunidade passiva (obtenção de anticorpos maternos pelo leite), nutrição (a quantidade e a qualidade do leite são de extrema importância) e fatores não-nutricionais (como hormônios, fatores de crescimento e enzimas). Mas existe diferença entre o leite da vaca, da cadela e da gata? Sim! O leite da cadela, por exemplo, possui quase três vezes mais gordura do que o leite da vaca, e o da gata quase se iguala ao da cadela nesse nutriente.

Como aquecer filhotes recém-nascidos

Outro aspecto importante a ser considerado é o ambiente onde o órfão se encontra. A temperatura é um fator crítico para a sobrevivência do filhote, que deve permanecer constante, pois as variações são extremamente prejudiciais. Uma forma de aquecer o filhote é utilizar garrafas pet com água quente, com o inconveniente de esfriarem rapidamente, devendo ser usadas apenas em casos de emergência. As bolsas térmicas são uma opção melhor e de preço acessível. Nunca se deve deixar os filhotes sem supervisão, pois podem se queimar caso fiquem em contato direto com as garrafas ou bolsas quentes.

O uso de lâmpadas para aquecer os filhotes pode causar desidratação, queimaduras e alteração do ritmo de luz necessário. A umidade do ambiente é de grande importância, pois filhotes desidratam facilmente em ambientes mais secos. Deve ainda haver boa ventilação e higiene constante, pois a mãe é responsável pela limpeza dos filhotes.

Como cuidar de um filhote recém-nascido órfão - Como cuidar de um filhote recém-nascido órfão

Como devo amamentar o filhote órfão?

Será que pode dar leite de vaca para um cachorro recém-nascido? Pode sim! Atualmente, encontramos várias dietas comerciais específicas para filhotes, sendo uma opção prática, porém nem sempre pouco onerosa. Podemos utilizar a fórmula caseira, que é mais barata, com o uso do leite de vaca. Ao contrário do que muitas pessoas acreditam, o leite de vaca não é “forte” para filhotes de cães e gatos. Na verdade, o leite bovino deve ser adaptado para suprir as necessidades desses órfãos, principalmente no que se refere à gordura.

Fórmula caseira para substituição do leite da cadela e da gata

  • 800 ml de leite de vaca integral
  • 200 ml de creme de leite (sem o soro)
  • 1 gema de ovo
  • 2.000 UI de vitamina A
  • 500 UI de vitamina D
  • 1 – 2 gotas de limão
  • Aquecer a 38º C

A alimentação pode ser administrada com o uso de mamadeiras específicas, de acordo com tamanho do filhote. O uso de mamadeiras estimula a sucção e o impulso em buscar seu alimento, diminuindo o risco de aspiração de leite, com posterior desenvolvimento de pneumonia. O filhote deve ficar na posição em que estaria mamando caso estivesse com a mãe.

Outra opção, que deve ser utilizada apenas de forma emergencial, é o uso de uma seringa. Deve-se ter o cuidado de não empurrar o êmbolo da seringa rapidamente, podendo fazer com que o filhote se engasgue.

A quantidade a ser administrada vai variar com o tempo de vida do filhote, podendo ser iniciada com 5ml de leite a cada 100g de peso do filhote, por dia. Por exemplo, se o seu filhote pesar 300g, deverão ser administrados 15ml de leite por dia. E qual a frequência certa da amamentação? O filhotinho deve receber alimento a cada três horas nos primeiro dois dias de vida, passando para seis mamadas (a cada quatro horas) na primeira semana. Da segunda semana à terceira, alimentar cinco vezes ao dia, passando para quatro vezes ao dia até o desmame. Os filhotes devem mamar à noite também, para evitar quadros de hipoglicemia (pouco açúcar no sangue).

Refeições do filhote nas primeiras semanas de vida

  • 8 vezes ao dia (de 3 em 3 horas) durante 2 dias
  • 6 vezes ao dia (de 4 em 4 horas) na primeira semana
  • 5 vezes ao dia até os 15 dias
  • 4 vezes ao dia até o desmame (6 semanas)

Confira também este outro artigo em que falamos sobre como alimentar um filhote de cachorro de 1 mês.

Devo ter algum outro cuidado com o filhote recém-nascido órfão?

Os filhotes devem ser tocados e estimulados sempre que possível. O estímulo ano-genital é extremamente importante para o órfão, devendo ser realizado sempre que for alimentado. Esse estímulo pode ser feito com o auxílio de um algodão levemente umedecido com óleo mineral, massageando-se de forma suave e regular o abdome e a região genital do filhote. Deve ser realizado até que se perceba que o filhote já possui seu reflexo de evacuação desenvolvido, por volta da 3ª semana de vida.

A estimulação da pele corporal e dos membros, por meio de massagens, deve ser realizada sempre que o filhote acordar, durante e após a amamentação. O contato com outros filhotes, a partir da 3ª semana de vida é muito importante, para que não haja problemas de sociabilidade mais tarde.

O que fazer se o filhotinho estiver chorando muito?

Filhotes que choram muito devem ser monitorados quanto à temperatura corporal. Quando a temperatura do ambiente estiver baixa, o cãozinho/gatinho perderá calor, sentindo muito frio. Além disso, a alimentação deverá ser feita de forma regular, para evitar que ele fique faminto. Mas, caso você já tenha verificado esses itens e mesmo assim o filhote ainda chora, ele pode estar apenas sentindo falta da mãe, o que pode ser resolvido com um bichinho de pelúcia ou um pouco de calor humano.

Agora que você já sabe como cuidar de um filhote recém-nascido órfão, não perca o vídeo a seguir em que apresentamos um guia completo sobre como cuidar de um cachorro filhote:

Se deseja ler mais artigos parecidos a Como cuidar de um filhote recém-nascido órfão, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de O que precisa saber.

Bibliografia
  • Prats, A., Dumon,C., García, F., Simón M., Coll V. Neonatologia e Pediatria Canina e Felina. Ed. Interbook Com. Imp. Livros Ltda, 2005, p. 116-125.

Escrever comentário

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
O que lhe pareceu o artigo?
Como cuidar de um filhote recém-nascido órfão
1 de 3
Como cuidar de um filhote recém-nascido órfão

Voltar ao topo da página