menu
Partilhar

Como ajudar ONGs de animais?

Por Aerton Guimarães, Jornalista e editor do PeritoAnimal. 20 janeiro 2021
Como ajudar ONGs de animais?

Como amante dos animais, você já deve ter se perguntado como poderia fazer mais por eles. Não é raro encontrar notícias sobre cachorros e gatos abandonados ou maltratados com histórias terríveis e precisando de ajuda para se recuperar e conseguir um novo lar. Você conhece o trabalho de diferentes grupos de proteção animal e certamente gostaria de fazer parte desse movimento, mas ainda não decidiu dar o mergulho. Então, o que você pode fazer?

Neste artigo do PeritoAnimal, explicamos como ajudar ONGs de animais para que possa fazer sua parte. A seguir, detalharemos como é possível atuar em prol das protetoras de animais de estimação e também das fundações, abrigos e reservas de animais selvagens resgatados - e que não podem ser adotados - mas precisam de ajuda para serem devolvidos ao seu habitat ou para receberem os cuidados necessários quando não não podem ser soltos. Boa leitura.

Também lhe pode interessar: Como ajudar gatos de rua?

Escolha uma Associação Protetora de Animais

Antes de tudo, uma vez que você tenha decidido ajudar, você deve saber a diferença entre um canil e um abrigo para animais. Os canis geralmente recebem subsídios públicos para cuidar da coleta de cães e gatos de um determinado município e/ou estado. E seja por doenças ou mesmo por superlotação e falta de infraestrutura para atender ao crescente número de animais abandonados, o número de sacrifícios em canis e outros centros mantidos pelo governo é enorme. Já os abrigos para animais são organizações usualmente sem vínculos com o governo e que adotam a política de abate zero, exceto nos casos mais graves.

Embora o movimento animalista pressione para que sacrifícios de animais sejam impedidos, eles ainda ocorrem diariamente em todo o Brasil. Para se ter uma ideia, segundo reportagem do G1 do Distrito Federal publicada em 2015, 63% dos cães e gatos recebidos pelo Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) do DF entre 2010 e 2015 foram sacrificados pela instituição. Outros 26% foram adotados e apenas 11% deles foram resgatados por seus tutores.[1]

No fim de 2019 os senadores aprovaram o Projeto de Lei da Câmara 17/2017 que proíbe o sacrifício de cachorros, gatos e aves por órgãos de controle de zoonoses e canis públicos. No entanto, o texto ainda não virou lei pois depende de nova avaliação pelos deputados federais. Segundo o projeto, a eutanásia só será permitida nos casos de males, doenças graves ou enferminadades infectocontagiosas incuráveis nos animais que coloquem em risco a saúde humana e a de outros animais.[2]

É por isso que há algumas Organizações Não Governamentais (ONGs) que trabalham justamente para desafogar a superlotação em canis evitando, assim, possíveis abates de animais. Assim, no texto a seguir nos concentraremos em explicar como ajudar Organizações Não Governamentais de Animais (ONGs) que objetivam proteger e salvá-los.

Como ajudar ONGs de animais? - Escolha uma Associação Protetora de Animais

1. Seja um voluntário em centros de animais

Quando se fala em como ajudar ONGs de animais, muita gente pensa que a única opção é fazer algum tipo de doanção financeira. E embora o dinheiro seja vital para continuar o trabalho, há outras maneiras de ajudar que não envolvem contribuir com dinheiro se você não estiver em condições de fazê-lo. A melhor maneira de fazer isso é entrar em contato diretamente com as ONGs protetoras de animais e perguntar o que elas precisam.

Muitas delas estão procurando voluntários para passear com os cachorros, escová-los ou pedir a quem pode dirigir que levem os animais ao veterinário. Mas há muito mais tarefas que, embora não impliquem um cuidado direto dos animais, são igualmente essenciais para o bom funcionamento de um abrigo para animais.

Você pode atuar, por exemplo, em reparos no recinto, imprimir ou fazer cartazes, participar de eventos específicos para divulgar o trabalho da ONG, cuidar das redes sociais, etc. Valorize o que você sabe fazer bem ou simplesmente o que é capaz de fazer e ofereça seus serviços. Lembre-se de entrar em contato antes de aparecer no local. Se você aparecer sem aviso prévio, provavelmente eles não poderão te receber.

Talvez você possa se interessar neste artigo sobre como ajudar gatos de rua.

Como ajudar ONGs de animais? - 1. Seja um voluntário em centros de animais

2. Transforme sua casa em um lar temporário para animais

Se o que você gosta de verdade é estar em contato direto com os animais, uma outra opção é você fazer de sua casa um lar temporário de animais até que ele encontre um lar definitivo. Acolher um animal, às vezes em más condições físicas ou psicológicas, recuperá-lo e dá-lo a um lar onde continuará a ser cuidado é uma experiência muito gratificante, mas também muito difícil. Na verdade, não é raro que o pai ou mãe adotiva acabe adotando o pet. Por outro lado, há pessoas que se aproveitam da experiência temporária para terem uma boa percepção antes de adotar um animal em definitivo.

Se você se interessar por esta opção, discuta as condições com a ONG de animais e tire todas as suas dúvidas. Há casos em que a ONG pode se responsabilizar pelos gastos do pet e outras que não, em que você se torna responsável por garantir seu bem-estar oferecendo não apenas carinho, como alimentação. Naturalmente, é o abrigo que administra a adoção. Mas se você ainda tiver dúvidas sobre se deve ou não se tornar um lar temporário de animais, nas seções seguintes explicamos como você pode ajudar os abrigos de animais de outras maneiras.

3. Torne-se padrinho ou madrinha

Apadrinhar um animal é uma opção cada vez mais popular e difundido pelas ONGs de animais. Cada protetora tem suas próprias regras sobre este assunto, que devem ser consultadas, mas, em geral, trata-se de escolher um dos animais coletados e pagar uma quantia mensal ou anual para ajudar a cobrir suas despesas.

Normalmente, em troca, você recebe informações específicas, fotografias, vídeos e até mesmo a possibilidade de visitar o pet em questão. Se você se interessar em ajudar animais abandonados, esta pode ser uma boa alternativa, pois permite estabelecer uma relação especial com um animal, mas sem assumir o compromisso de levá-lo para sua casa.

Como ajudar ONGs de animais? - 3. Torne-se padrinho ou madrinha

4. Doe materiais ou dinheiro

Se você já se perguntou como ajudar as instituições protetoras de animais, provavelmente já considerou tornar-se um membro de uma associação protetora. É uma maneira muito interessante de contribuir para sua manutenção com o valor e frequência que você escolher. Lembre-se de que as contribuições para as ONGs são dedutíveis nos impostos, portanto, o custo será ainda menor.

O normal é você virar uma espécie de sócio ou sócia da organização, mas as associações protetoras de animais também aceitam doações ocasionais, especialmente quando têm que lidar com uma emergência. Entretanto, você deve saber que para a organização financeira de uma ONG, é muito melhor ter parceiros fixos porque assim saberão quanto e quando terão determinada verba disponível.

Neste sentido, cada vez mais protetoras, reservas e abrigos estão implementando em seu sistema de doação o chamado "teaming", que consiste em fazer micro-doações de valores baixos mensalmente. Na Europa, por exemplos, em países como Espanha, Alemanha e França, é comum que os sócios efetuem doações mensais de 1 euro. Embora pareça uma quantidade muito pequena, se somarmos todas as micro-doações mensais, é possível oferecer, com isso, uma grande ajuda aos animais que vivem nos abrigos. Portanto, é uma opção simples e fácil se você deseja fazer algo para ajudar mas não tem recursos suficientes ou tempo disponível. Se puder, você pode contribuir mensalmente com diferentes ONGs de animais.

Outra forma de ajudar algumas essas ONGs é comprando produtos que elas têm à venda, como camisetas, calendários, artigos em segunda mão, etc. Além disso, as doações não precisam ser apenas econômicas. Estas associações protetoras de animais têm necessidades muito numerosas e diversificadas. Elas podem precisar, por exemplo, de cobertores, coleiras, alimentos, vermífugos, etc. Entre em contato com uma protetora de animais e pergunte sobre como você pode ajudar.

5. Adote um animal, não compre

Não tenha dúvidas. Se você puder, adote um pet, não compre. De todas as maneiras que explicamos sobre como ajudar as ONGs de animais, entre elas as associações ou abrigos de animais, adotar um desses bichos é a melhor opção e, talvez, a mais difícil.

Segundo dados do Instituto Pet Brasil, mais de 4 milhões de animais vivem em situação de rua, em abrigos ou sob tutela de famílias carentes no Brasil. E a população brasileira de animais é a terceria maior do mundo, com cerca de 140 milhões de animais, atrás apenas da China e dos Estados Unidos.[3]

Por isso, se você puder realmente se comprometer com um pet, oferecendo a ele qualidade de vida e muito carinho, adote. Se ainda não tiver certeza, transforme sua casa num lar temporário de animais. E se ainda assim tiver dúvidas, não tem problema, apenas compartilhe com seus conhecidos os benefícios em se adotar e não comprar pets e, assim, você certamente estará compartilhando amor.

Como ajudar ONGs de animais? - 5. Adote um animal, não compre

Relação de ONGs de animais no Brasil

Há centenas de organizações não governamentais de animais com distintas atuações em todo o Brasil. Desde aquelas que atuam apenas com animais de estimação às que realizam vários tipos de acolhimento de animais silvestres. A equipe do PeritoAnimal organizou algumas das mais conhecidas nesta relação de associações protetoras dos animais, fundações e institutos:

Atuação nacional

  • Projeto TAMAR (vários estados)

ONGs de animais AL

  • Pata Voluntária
  • Projeto Acolher

ONGs de animais DF

  • ProAnima
  • Associação Protetora dos Animais Abrigo Flora e Fauna
  • Instituto Jurumi para Conservação da Natureza
  • SHB - Sociedade Humanitária Brasileira

ONGs de animais MT

  • Elefantes Brasil

ONGs de animais MS

  • Instituto Arara Azul

ONGs de animais MG

  • Rochbicho (ex-SOS Bichos) - Associação de Proteção Animal

ONGs de animais RJ

  • Irmão Animal (Angra dos Reis)
  • Oito Vidas
  • SUIPA - Sociedade União Internacional Protetora dos Animais
  • Focinhos de Luz (Sepetiba)
  • Instituto Vida Livre
  • Associação Mico-Leão-Dourado

ONGs de animais RS

  • APAD – Associação Protetora dos Animais Desamparados (Rio do Sul)
  • Amor Vira-Lata
  • APAMA
  • Convidas - Associação para Conservação da Vida Silvestre

ONGS de animais SC

  • Espaço Silvestre - ONG de animais com foco nos animais silvestres (Itajaí)
  • Viva Bicho

ONGs de animais em SP

  • (UIPA) União Internacional Protetora dos Animais
  • Mapan - ONG de proteção aos animais (Santos)
  • Clube dos Vira-latas
  • Catland
  • ONG Adote un Gatinho
  • Save Brasil - Sociedade para a Conservação das Aves do Brasil
  • ONG Anjos dos Bichos
  • Ampara Animal - Associação das Mulheres Protetoras dos Animais Rejeitados e Abandonados
  • Santuário Terra Dos Bichos
  • Cão sem dono
  • Vira Lata é Dez
  • Associação Natureza Em Forma
  • Instituto Luísa Mell
  • Amigos de São Francisco
  • Rancho dos Gnnomos (Cotia)
  • Gatópoles - Adoção de Gatinhos

Agora que você já sabe como ajudar as organizações não governamentais protetoras dos animais, neste outro artigo você verá o que é preciso saber antes de adotar um cachorro.

Como ajudar ONGs de animais? - Relação de ONGs de animais no Brasil
Imagem: Instituto Arara Azul

Se deseja ler mais artigos parecidos a Como ajudar ONGs de animais?, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de O que precisa saber.

Referências
  1. G1 DF. Em 5 anos, Zoonoses sacrificou 63% dos animais recebidos no DF. Disponível em: <http://g1.globo.com/distrito-federal/noticia/2015/08/em-5-anos-zoonoses-sacrificou-63-dos-animais-recebidos-no-df.html>. Acesso em 19 de janeiro de 2021.
  2. SENADO FEDERAL. Projeto de Lei da Câmara n° 17, de 2017. Disponível em: <https://www25.senado.leg.br/web/atividade/materias/-/materia/128087>. Acesso em 19 de janeiro de 2021.
  3. CATRACA LIVRE. 4 milhões de animais vivem abandonados e em ONGs no Brasil. Disponível em: <https://catracalivre.com.br/cidadania/4-milhoes-de-animais-vivem-abandonados-e-em-ongs-no-brasil/>. Acesso em 19 de janeiro de 2021.
Bibliografia
  • G1. Bolsonaro sanciona lei com pena maior, de até cinco anos, para maus-tratos contra cães ou gatos. Disponível em: <https://g1.globo.com/politica/noticia/2020/09/29/bolsonaro-sanciona-lei-com-pena-maior-de-ate-cinco-anos-para-maus-tratos-contra-caes-ou-gatos.ghtml>. Acesso em 19 de janeiro de 2021.
  • FOLHA DE S. PAULO. Senado aprova projeto que proíbe sacrifício de cães, gatos e aves por órgãos de controle de zoonoses. Disponível em: <https://www1.folha.uol.com.br/cotidiano/2019/12/senado-aprova-projeto-que-proibe-sacrificio-de-caes-gatos-e-aves-por-orgaos-de-controle-de-zoonoses.shtml.>. Acesso em 19 de janeiro de 2021.
  • SENADO FEDERAL. Congresso se mobiliza para proteção dos animais. Disponível em: <https://www12.senado.leg.br/noticias/materias/2020/01/03/congresso-se-mobiliza-para-protecao-dos-animais>. Acesso em 19 de janeiro de 2021.
  • APAD - ASSOCIAÇÃO PROTETORA DOS ANIMAIS DESAMPARADOS. Disponível em: <https://www.facebook.com/apadrsl/>. Acesso em 19 de janeiro de 2021.
  • BRASIL. Lei de Proteção aos animais - LEI Nº 9.605, DE 12 DE FEVEREIRO DE 1998. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l9605.htm>. Acesso em 19 de janeiro de 2021.

Escrever comentário

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
O que lhe pareceu o artigo?
1 comentário
A sua avaliação:
Anna
Oi, tudo bem? Eu queria falar que vou começar um clube de proteção aos animais o nome dele é Proteção Animal.
Mesmo tendo 10 anos esse é meu sonho, e vou realizar ele.
Amo todos os animais acho todos legais, e cada um é especial, meu clube ainda não começou mais acho que depois da pandemia já começa.
Se ele começar vou avisar vocês neste mesmo artigo!
Equipe editorial do PeritoAnimal (Editor/a de PeritoAnimal)
Olá, Anna. Tudo bem? Ficamos muito felizes com essa sua iniciativa e vamos torcer para que dê tudo certo!
Um abraço da equipe do PeritoAnimal!

Como ajudar ONGs de animais?
Imagem: Instituto Arara Azul
1 de 6
Como ajudar ONGs de animais?

Voltar ao topo da página