Partilhar

Cachorro com Síndrome de Down existe?

 
Por Eduarda Piamore. 2 abril 2019
Cachorro com Síndrome de Down existe?
Imagem: Reprodução/perros.shop

Ver fichas de  Cachorros

Eventualmente, se viralizam nas redes sociais fotos que mostram, supostamente, "animais com Síndrome de Down". Os últimos casos que chamaram a atenção ocorreram em felinos (o tigre Kenny e a gata Maya), porém, você também poderá encontrar referências a cachorros com Síndrome de Down na Internet.

Esse tipo de publicação leva muitas pessoas a se perguntarem se os animais podem apresentar essa alteração genética da mesma forma que os seres humanos, e mais ainda, a se questionarem se realmente existe cachorro com Síndrome de Down.

Nesse artigo do PeritoAnimal, te ajudaremos a entender o que é a Síndrome de Down e esclareceremos se os cachorros podem ou não apresentá-la.

Também lhe pode interessar: Gato com Síndrome de Down

O que é Síndrome de Down

Antes de saber se um cachorro pode ter Síndrome de Down, você precisa entender de que se trata essa condição, e nós estamos aqui para te ajudar. A Síndrome de Down é um tipo de alteração genética que se apresenta unicamente no par de cromossomos número 21 do código genético humano.

A informação do DNA humano se expressa através de 23 pares de cromossomos que se organizam de tal forma que criam uma estrutura singular que não se repete em nenhuma outra espécie. Porém, eventualmente esse código genético pode sofrer uma alteração no momento da concepção, fazendo com que se origine um terceiro cromossomo no que deveria ser o “par 21”. Ou seja, as pessoas com Síndrome de Down possuem uma trissomia (três cromossomos) que se expressa especificamente no par de cromossomos número 21.

Essa trissomia se expressa tanto morfologicamente como intelectualmente nos indivíduos que a possuem. As pessoas com Síndrome de Down costumam apresentar alguns traços específicos que derivam dessa alteração genética, além de poder demonstrar problemas de crescimento, na tonificação muscular e no desenvolvimento cognitivo. Porém, nem sempre todas as características associadas a essa Síndrome se apresentarão de forma simultânea no mesmo indivíduo.

Ainda é necessário esclarecer que a Síndrome de Down não é uma doença, mas sim uma ocorrência genética que sucede durante a concepção, sendo uma condição inerente aos indivíduos que a possuem. Além disso, é importante conscientizar que as pessoas com Síndrome de Down não são incapazes nem intelectualmente nem socialmente, podendo estudar, aprender uma profissão para se inserir no mercado de trabalho, ter uma vida social, formar sua própria personalidade com base nas suas experiências, seus gostos e preferências, além de se interessar por muitas outras atividades e hobbies. Cabe à sociedade gerar oportunidades equitativas para promover a inserção social das pessoas com Síndrome de Down, considerando suas necessidades específicas, e não marginalizá-las como "diferentes" ou "incapazes".

Existe cachorro com Síndrome de Down?

Não! Como vimos, a Síndrome de Down é uma trissomia que ocorre especificamente no par de cromossomos 21, que só se apresenta na informação genética dos seres humanos. Por isso, é impossível que exista um cachorro shitzu com Síndrome de Down ou de qualquer outra raça, pois se trata de uma alteração genética específica do DNA humano. Agora, provavelmente você está se perguntando como é possível que existam cachorros que parecem ter Síndrome de Down.

Para entender melhor essa situação, a explicação está no fato de o código genético dos animais, inclusive dos cachorros, também está formado por pares de cromossomos. Porém, o número de pares e a forma na qual se organizam para formar a estrutura do DNA são únicas e singulares em cada espécie. Na verdade, é exatamente essa conformação genética que determina as características que permitem agrupar e classificar os animais dentro de diferentes espécies. No caso dos seres humanos, a informação contida no DNA é a responsável por significar que é um ser humano, e não pertencer a outras espécies.

Assim como os seres humanos, os animais também podem apresentar certas alterações genéticas (inclusive trissomias), as quais poderão se expressar tanto através de sua morfologia como em seu comportamento. Porém, essas alterações jamais ocorrerão no par de cromossomas 21, já que este só se encontra na estrutura do DNA humano.

As mutações no código genético dos animais podem ocorrer naturalmente durante a concepção, porém, eventualmente são consequências de experimentos genéticos ou da prática de endogamia, como era o caso de Kenny, um tigre branco de um refugio en Arkansa que faleceu em 2008, pouco tempo depois de seu caso ter se popularizado erroneamente como “o tigre com Síndrome de Down”.

Resumindo, os cachorros, assim como muitos outros animais, podem apresentar algumas alterações genéticas que se expressam no seu aspecto, porém, não existe cachorro com Síndrome de Down, pois esta condição se apresenta unicamente no código genético humano, ou seja, só pode ocorrer nas pessoas.

Se deseja ler mais artigos parecidos a Cachorro com Síndrome de Down existe?, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Curiosidades do mundo animal.

Bibliografia
  • Kaminker , P. & Armando, R. Down syndrome. First part: clinical and genetic approach. Arch Argent Pediatr 2008; 106(3):249-259

Escrever comentário sobre Cachorro com Síndrome de Down existe?

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
O que lhe pareceu o artigo?

Cachorro com Síndrome de Down existe?
Imagem: Reprodução/perros.shop
Cachorro com Síndrome de Down existe?

Voltar ao topo da página