Partilhar

Tipos de moluscos: características e exemplos

 
Por Ana Diaz Maqueda. 21 agosto 2019
Tipos de moluscos: características e exemplos

Os moluscos são um grande grupo de animais invertebrados, quase tão numeroso quanto os artrópodes. Embora sejam animais muito diversificados, é possível encontrar certas características que o classificam de maneira diferente. Você quer saber mais sobre eles?

Neste artigo do PeritoAnimal, vamos conhecer os tipos de moluscos existentes, suas características e classificação, e teremos ainda uma lista de moluscos para você conhecer um pouco da diversidade. Continue lendo!

Também lhe pode interessar: Tipos de corais: características e exemplos

O que são moluscos

Os moluscos são invertebrados cujo tegumento é mole como o dos anelídeos, mas seu corpo na fase adulta não é segmentado, embora alguns possam ser protegidos por uma concha. É o grupo mais numeroso de animais invertebrados depois dos artrópodes. Existem cerca de 100.000 espécies, das quais 60.000 são gastrópodes. Além disso, também são conhecidas 30.000 espécies fósseis.

A maioria desses animais são moluscos marinhos bentônicos, ou seja, que vivem no fundo do mar. Muitos outros são terrestres, como alguns caracóis. A grande diversidade que existe significa que esses animais colonizaram um grande número de hábitats diferentes e, portanto, todos os regimes alimentares estão presentes dentro dos diversos tipos de moluscos.

Descubra também no PeritoAnimal quais são os tipos de corais, marinhos e terrestres.

Tipos de moluscos: características e exemplos - O que são moluscos

Moluscos: características

Os moluscos são um grupo muito diversificado, e encontrar características comuns a todos eles é uma tarefa árdua. Por isso, vamos apresentar as características mais comuns, embora haja muitas exceções:

O corpo dos moluscos é dividido em quatro regiões principais:

  • Manto: é a superfície dorsal do corpo que pode secretar proteção. Esta proteção tem uma origem quitinosa e proteica que posteriormente cria depósitos calcários, espículas ou a concha. Alguns animais que não possuem conchas, possuem defesas químicas.
  • Pé locomotor: é ciliado, muscular e com glândulas mucosas. Daí, saem vários pares de músculos dorsoventrais que servem para retrair o pé e fixá-lo ao manto.
  • Região cefálica: nesta região encontramos o cérebro, a boca e outros órgãos sensoriais.
  • Cavidade paleal: aqui estão localizados os osfrádios (órgãos olfativos), orifícios corporais (ânus) e as brânquias, chamadas ctenídios.

O aparato digestivo dos moluscos conta com alguns traços característicos:

  • Estômago: esses animais têm uma digestão extracelular. As partículas digeríveis são selecionadas pela glândula digestiva (hepatopâncreas), e o restante passa para o intestino para produzir as fezes.
  • Rádula: este órgão, localizado no interior da boca, é uma membrana na forma de uma fita dentada, suportada pelo odontóforo (massa de consistência cartilaginosa) e movida por uma musculatura complexa. Sua aparência e movimento são semelhantes aos de uma língua. Os dentes quitinosos que a rádula apresenta rasgam a comida. Os dentes que envelhecem e se desgastam caem, e novos se formam no saco radicular. Muitos solenogastros não apresentam a rádula, e nenhum bivalve a apresenta.

No entanto, além disso, seu sistema circulatório é aberto, apenas o coração e os órgãos mais próximos têm vasos. O coração é dividido em dois átrios e um ventrículo. Esses animais não possuem um aparelho excretor determinado. Eles têm metanefrídeos que colaboram com o coração, que é ultrafiltrador, produzindo a urina primária que é reabsorvida nos nefrídeos, responsáveis também por regular a quantidade de água. O sistema reprodutor apresenta duas gônadas na frente do pericárdio. Os gametas são evacuados para a cavidade paleal, geralmente ligadas aos nefrídeos. Moluscos podem ser dióicos ou hermafroditas.

Classificação dos moluscos

O filo dos moluscos se divide em oito classes, e todas possuem espécies viventes. A classificação dos moluscos são:

  • Classe Caudofoveata: são moluscos em forma de verme. Eles não têm conchas, mas seu corpo é coberto por espículas calcárias e aragoníticas. Vivem enterrados no chão de cabeça para baixo.
  • Classe Solenogastres: eles são animais muito parecidos com os da classe anterior, tanto que historicamente já foram incluídos no mesmo grupo. Eles também têm forma de verme, mas em vez de viverem enterrados, vivem livres no oceano, se alimentando de cnidários. Esses animais também têm espículas calcárias e aragoníticas.
  • Classe Monoplacophora: são moluscos muito primitivos. Seu corpo é coberto por uma única concha, como se fosse meia amêijoa, mas eles têm um pé musculoso como os caracóis.
  • Classe Polyplacophora: à primeira vista, são semelhantes a algum tipo de crustáceo, como os tatuzinhos-de-jardim. O corpo desses moluscos é coberto por um conjunto de placas reforçadas com magnetita. Eles apresentam também um pé musculoso rastejante e uma rádula.
  • Classe Scaphopoda: estes moluscos têm um corpo muito comprido, assim como sua concha, que tem a forma de um chifre, e por isso são conhecidos como conchas de presas. É um dos tipos mais conhecidos de moluscos marinhos.
  • Classe Bivalvia: os bivalves, como o nome indica, são moluscos cujo corpo fica entre duas valvas ou conchas. Estas duas valvas fecham graças à ação de alguns músculos e ligamentos. Os tipos mais conhecidos de moluscos bivalves são as amêijoas, mexilhões e ostras.
  • Classe Gastropoda: os gastrópodes são os conhecidos caracóis e lesmas, tanto terrestres como marinhos. Eles têm uma área cefálica bem diferenciada, um pé musculoso que serve para rastejar ou nadar, e uma concha dorsal. Esta concha pode estar ausente em algumas espécies.
  • Classe Cephalopoda: o grupo dos cefalópodes é composto de polvos, sépias, lulas e náutilos. Apesar do que possa parecer, todos apresentam conchas. A mais óbvia é a do náutilo, uma vez que é externa. Sépias e lulas têm uma concha mais ou menos grande em seu interior. A concha dos polvos é quase vestigial, restam apenas dois finos cordões calcários dentro de seu corpo. Outra característica importante dos cefalópodes é que, nesta classe, o pé muscular presente nos moluscos foi transformado em tentáculos. Podem apresentar entre 8 e mais de 90 tentáculos, dependendo da espécie de molusco.

Exemplo de moluscos

Agora você já conhece as características e a classificação dos moluscos. A seguir, vamos explicar sobre alguns tipos de moluscos e exemplos:

1. Chaetoderma elegans

Com forma de verme e sem concha, este é um dos tipos de moluscos que pertence à classe Caudofoveata. Tem uma distribuição tropical no Oceano Pacífico. Pode ser encontrado em profundidades de 50 metros a mais de 1800 metros.

Tipos de moluscos: características e exemplos - 1. Chaetoderma elegans

2. Carinata neomenia

É outro molusco vermiforme, mas desta vez pertence à família Solenogastrea. Esses tipos de moluscos são encontrados numa faixa de profundidade entre 10 e 565 metros, vivendo livremente no Oceano Atlântico, nos litorais de Portugal.

Tipos de moluscos: características e exemplos - 2. Carinata neomenia

3. Barato-do-mar (Chiton articulatus)

A barata do mar é uma espécie de molusco polyplacophora endêmica do México. Vive no substrato rochoso da zona entremarés. É uma espécie grande, podendo atingir 7,5 centímetros de comprimento entre os tipos de moluscos.

Tipos de moluscos: características e exemplos - 3. Barato-do-mar (Chiton articulatus)
Imagem: Reprodução/researchgate.net

4. Antalis vulgaris

É uma espécie de molusco escafópode com concha tubular ou em forma de presa. Sua coloração é branca. Vive em substratos arenosos e lamacentos de pouca profundidade, em zonas entremarés. Esses tipos de moluscos podem ser encontrados ao longo das costas do Atlântico e do Mediterrâneo.

Tipos de moluscos: características e exemplos - 4. Antalis vulgaris
Imagem: Reprodução/aphotomarine.com

5. Coquina (Donax trunculus)

As coquinas são mais um os tipos de moluscos. Elas são bivalves de tamanho pequeno, que costumam viver nas costas do Atlântico e do Mediterrâneo. Elas são muito apreciadas na culinária mediterrânea. Podem viver na área inframarés a cerca de 20 metros de profundidade.

Tipos de moluscos: características e exemplos - 5. Coquina (Donax trunculus)

6. Ostra plana europeia (Ostrea edulis)

As ostras são um dos tipos de moluscos bivalves da ordem Ostreoida. Esta espécie pode medir até 11 centímetros e produz pérolas de madrepérola. Elas estão distribuídas da Noruega até o Marrocos e Mediterrâneo. Além disso, são cultivadas em aquacultura.

Veja alguns exemplos de animais vertebrados e invertebrados nesse artigo do PeritoAnimal.

Tipos de moluscos: características e exemplos - 6. Ostra plana europeia (Ostrea edulis)

7. Caracoleta (Helix aspersa)

A caracoleta é uma espécie de molusco gastrópode com respiração pulmonar, ou seja, não possui brânquias e vive na superfície terrestre. Elas precisam de muita umidade e, quando não têm, escondem-se dentro de sua concha por longos períodos de tempo para evitar o ressecamento.

Tipos de moluscos: características e exemplos - 7. Caracoleta (Helix aspersa)

8. Polvo-comum (Octopus vulgaris)

O polvo-comum é um cefalópode que vive no Oceano Atlântico e no Mar Mediterrâneo. Mede cerca de um metro de comprimento e pode mudar de cor graças aos seus cromatóforos. Ele tem alto valor para a gastronomia.

Tipos de moluscos: características e exemplos - 8. Polvo-comum (Octopus vulgaris)

Outros tipos de moluscos

Ficou com vontade de conhecer mais? A seguir, vamos mencionar outras espécies de moluscos:

  • Scutopus robustus;
  • Scutopus ventrolineatus;
  • Laevipilina cachuchensis;
  • Laevipilina rolani;
  • Tonicella lineata;
  • Chiton difuso ou chiton fantasma (Acanthopleura granulata);
  • Ditrupa arietina;
  • Mexilhão-de-rio (Margaritifera margaritifera);
  • Mexilhão-perolado (Cristaria plicata);
  • Iberus gualtieranus alonensis;
  • Iberus gualtieranus gualtieranus;
  • Caramujo-gigante-africano (Achatina fulica);
  • Sépia-común (Sepia officinalis);
  • Lula-gigante (Architeuthis dux);
  • Polvo-gigante-do-pacífico (Enteroctopus dofleini);
  • Nautilus belauensis.

Conheça mais sobre o mundo animal, confira nosso artigo sobre os tipos de escorpiões.

Se deseja ler mais artigos parecidos a Tipos de moluscos: características e exemplos, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Curiosidades do mundo animal.

Bibliografia
  • Liuzzi, María Gabriela. (2014). Polyplacophora.
  • MolluscaBase (2019). WoRMS Mollusca: MolluscaBase (version 2019-03-06).
  • MolluscaBase (2019). MolluscaBase. Neomenia carinata Tullberg, 1875.
  • Urgorri, V., Díaz-Agras, G., García-Álvarez, O. & Señarís, M.P. (2017). Filo Mollusca, Clase Polyplacophora. In: BAÑÓN, R. (Ed.). Inventario de la biodiversidad marina de Galicia: Proyecto LEMGAL. Consellería do Mar, Xunta de Galicia, Santiago de Compostela. pp. 269-272. ISBN: 978-84-453-5293-9.

Vídeos de Tipos de moluscos: características e exemplos

1 de 3
Vídeos de Tipos de moluscos: características e exemplos

Escrever comentário sobre Tipos de moluscos: características e exemplos

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
O que lhe pareceu o artigo?

Tipos de moluscos: características e exemplos
Imagem: Reprodução/researchgate.net
Imagem: Reprodução/aphotomarine.com
1 de 10
Tipos de moluscos: características e exemplos

Voltar ao topo da página