menu
Partilhar

Tipos de javali

 
Por María Luz Thomann, Bióloga e ornitóloga. 9 janeiro 2024
Tipos de javali

O javali, também conhecido como porco-selvagem, é um animal que pertence à família Suidae, na qual é reconhecido por sua grande e imponente aparência. Eles habitam desde as densas selvas tropicais até as frias regiões boreais, adaptando-se e evoluindo de acordo com o ambiente em que vivem, desempenhando um papel crucial na dinâmica dos ecossistemas onde estão presentes. Como herbívoros e dispersores de sementes, contribuem para a regeneração florestal e a biodiversidade. No entanto, apesar de sua ampla distribuição geográfica e diversidade adaptativa, muitas pessoas desconhecem a variedade de espécies que compõem esse intrigante grupo de mamíferos.

Desde o imponente javali-euroasiático até as espécies e subespécies menos conhecidas da Ásia e América, neste artigo do PeritoAnimal, exploraremos a riqueza biológica que envolve esses majestosos animais. Abordaremos os diferentes tipos de javalis existentes, suas características distintivas e as particularidades que os tornam únicos no reino animal.

Também lhe pode interessar: O que os javalis comem?

Javali-euroasiático (Sus scrofa)

O javali-euroasiático tem uma ampla distribuição por todo o continente europeu, bem como em partes da Ásia e norte da África. Este tipo de javali pode ser encontrado desde a Península Ibérica até as florestas boreais da Escandinávia, bem como das estepes russas até as montanhas dos Bálcãs.

Os javalis-euroasiáticos são animais de grande porte. Observamos que esses tipos de javalis têm as seguintes características:

  • Os machos adultos são maiores do que as fêmeas, chegando a pesar entre 90 e 200 kg, embora haja registros de exemplares maiores. As fêmeas, por sua vez, geralmente pesam entre 50 e 120 kg;
  • Seu pelagem varia em tonalidades, que podem ir do marrom escuro ao acinzentado;
  • Possuem cerdas mais longas no lombo e pescoço, que oferecem proteção e auxiliam na comunicação e combate;
  • Possuem um focinho alongado, orelhas eretas e uma cauda curta;
  • Suas patas são fortes, terminando em cascos com dois dedos funcionais, o que lhes permite mover-se com agilidade por terrenos variados.

Particularmente, os javalis-euroasiáticos são animais onívoros, com uma dieta que inclui frutos silvestres, raízes, tubérculos, insetos e pequenos vertebrados. Sua habilidade de se adaptar a diferentes fontes de alimentos permite que sobrevivam em uma variedade de habitats.

Eles preferem áreas verdes com abundante cobertura vegetal, onde podem encontrar abrigo e alimento. No entanto, também se adaptam a áreas agrícolas e de montanha, mostrando uma notável plasticidade em sua escolha de habitat.

O período de acasalamento geralmente ocorre entre o final do inverno e o início da primavera. As fêmeas constroem ninhos escondidos na vegetação densa, onde dão à luz a ninhadas que podem variar quanto ao número de crias, tendo geralmente entre 4 a 6 filhotes.

Se você se interessa pelos tipos de javalis, talvez se interesse por saber o que os javalis comem. Confira!

Tipos de javali - Javali-euroasiático (Sus scrofa)

Javali indonésio (Sus scrofa vittatus)

Esta subespécie de javali é encontrada principalmente em regiões do continente asiático. Sua distribuição abrange países como Índia, Nepal, Bangladesh, Myanmar, Tailândia, Vietnã, entre outros.

Os exemplares do javali indonésio geralmente apresentam um tamanho médio em comparação com outros tipos de javali. Suas características incluem:

  • Os machos adultos podem atingir um peso que varia entre 80 e 150 kg, enquanto as fêmeas são um pouco menores;
  • Seu pelo possui geralmente tonalidades marrom escuro ou acinzentado;
  • Assim como outras subespécies, possuem cerdas no lombo e no pescoço, que oferecem proteção e desempenham um papel na comunicação social;
  • Apresentam um corpo robusto, mas com uma postura mais esguia, pernas fortes e um focinho alongado;
  • As orelhas costumam ser mais eretas em comparação com outras subespécies, o que os ajuda a detectar sons e presenças em seu ambiente.

Quanto à dieta desses javalis, podemos afirmar que ela é diversificada e se adapta aos recursos disponíveis em seu habitat. Eles consomem frutos, raízes, pequenos vertebrados, insetos e, ocasionalmente, carniça. Essa adaptabilidade permite que sobrevivam em ambientes variados, desde selvas tropicais até áreas montanhosas dentro de sua distribuição. Eles preferem áreas com vegetação densa, como selvas e áreas de matagal.

No entanto, também se adaptam a zonas agrícolas e periurbanas, o que pode gerar conflitos com as comunidades locais devido a danos nas plantações.

Tipos de javali - Javali indonésio (Sus scrofa vittatus)

Porco-vermelho-africano (Potamochoerus porcus)

O porco-vermelho-africano é encontrado principalmente na África Ocidental, Central e Oriental, habitando desde selvas tropicais até savanas; áreas florestais; próximos a lagos e pântanos; além de também ser encontrado em zonas semiáridas, mostrando grande adaptabilidade a diferentes ambientes.

As características do porco-vermelho-africano são:

  • Possuem tamanho médio, podendo os machos adultos atingirem entre 55 e 100 kg, enquanto as fêmeas tendem a ser um pouco menos pesadas;
  • A característica mais marcante desta espécie é sua pelagem, apresentando uma cor avermelhada com listras brancas verticais no rosto e ao longo das costas. Essas listras são especialmente destacadas nos filhotes, oferecendo-lhes camuflagem em seu ambiente;
  • Têm um corpo compacto, com pernas curtas e fortes adaptadas para se movimentar tanto em zonas arborizadas quanto em áreas abertas. Seu focinho é mais curto em comparação com outras espécies de javali, e suas orelhas são proeminentes, com tufos de pelo nas pontas que lhes conferem um aspecto caído.

Assim como outros javalis, é um animal onívoro e se alimenta de uma variedade de alimentos, incluindo frutos, raízes, tubérculos, insetos, pequenos vertebrados e carniça, quando disponível. Essa dieta diversificada permite a adaptação a diferentes habitats e condições alimentares, mas também leva a conflitos com moradores locais devido ao consumo de suas plantações.

A reprodução geralmente é influenciada pela disponibilidade de recursos alimentares e pelas condições climáticas. As fêmeas constroem tocas ou utilizam abrigos naturais para dar à luz a ninhadas que geralmente consistem em entre 2 a 6 filhotes.

Tipos de javali - Porco-vermelho-africano (Potamochoerus porcus)

Facocero-comum (Phacochoerus africanus)

Também conhecido como javali-africano, o Phacochoerus africanus é encontrado principalmente na África subsaariana. Seu habitat se estende desde as regiões mais meridionais do continente até partes da África Oriental. Embora prefiram áreas com cobertura vegetal adequada e com disponibilidade de água, também conseguem se adaptar a habitats mais secos.

As características desses javalis são:

  • São fortes e de tamanho médio, com machos adultos podendo pesar entre 50 e 100 kg, enquanto as fêmeas geralmente são um pouco menores;
  • Possuem uma pelagem curta e áspera, que pode variar em cor, indo desde marrom escuro até cinza;
  • A maior peculiaridade dessa espécie são as verrugas carnudas em parte do corpo, mais proeminentes nos machos, assim como seus dentes caninos que conferem uma aparência imponente;
  • Seu corpo está adaptado para a sobrevivência em áreas semiáridas, com pernas longas e finas e um focinho alongado que os ajuda na busca por raízes e tubérculos.

O facocero-comum, assim como outros exemplares de javali, é onívoro e se alimenta principalmente de raízes, cogumelos, ervas, frutas, insetos, ovos e ocasionalmente, de pequenos vertebrados, como aves e répteis. Possui uma estrutura dentária especializada que lhe permite consumir uma variedade de alimentos. Para saber mais, confira nosso artigo "Classificação dos animais quanto à alimentação".

O período de acasalamento varia conforme as regiões, mas geralmente coincide com as estações mais úmidas. As fêmeas dão à luz a ninhadas que podem variar entre 2 a 8 filhotes, cuidados com atenção especial durante seus primeiros meses de vida.

Tipos de javali - Facocero-comum (Phacochoerus africanus)

Porco-selvagem-de-java (Sus verrucosus)

O porco-selvagem-de-java é um tipo de javali endêmico da ilha de Java, na Indonésia. Embora sua distribuição esteja limitada a esta ilha, ele se adaptou a uma variedade de habitats, desde florestas tropicais úmidas até áreas montanhosas e matagais. Esta espécie está classificada como em perigo de extinção (UICN), devido à caça e a transformação de seu habitat em campos agrícolas.

As características deste tipo de javali incluem:

  • É uma das menores espécies dentro do gênero Sus, com machos adultos geralmente pesando entre 60 e 80 kg, sendo as fêmeas ligeiramente menos pesadas;
  • Assim como outras espécies do gênero Sus, possui uma crina de pelo ao longo das costas, sendo este geralmente de cor marrom avermelhada, com a parte da barriga levemente amarelada;
  • Ao contrário de outras espécies, as verrugas em seu rosto não são tão proeminentes, ainda que possam estar presentes em alguns indivíduos;
  • Possuem um corpo compacto e patas fortes adaptadas para se movimentarem em terrenos variados;
  • Seu focinho é alongado e proeminente. Possuem orelhas relativamente grandes em comparação com outras espécies de javali.

Sua dieta é onívora, alimentando-se de uma variedade de alimentos, incluindo frutos, raízes, tubérculos, pequenos vertebrados e insetos. Essa adaptabilidade permite que sobrevivam em diferentes habitats e condições alimentares.

As fêmeas constroem ninhos ocultos onde dão à luz a ninhadas que geralmente consistem em 2 a 5 filhotes.

Tipos de javali - Porco-selvagem-de-java (Sus verrucosus)

Porco-do-mato ou caititu (Pecari tajacu)

Os porcos-do-mato são o equivalente ecológico nas Américas dos javalis na Europa e Ásia, pertencendo à família Tayassuidae. O caititu, em particular, é encontrado em diversas regiões das Américas, desde o sudoeste dos Estados Unidos até partes da América Central e América do Sul, chegando até a Argentina.

As características deste animal são:

  • O caititu possui um corpo compacto e pesa entre 15 e 30 kg. São menores que outros tipos de porcos-do-mato, mas ainda assim são robustos e musculosos;
  • Sua pelagem é geralmente marrom escura ou negra com as pontas claras, apresentando uma distintiva faixa branca ou "colar" ao redor do pescoço. Essa faixa é uma característica distintiva;
  • Possuem patas curtas e fortes, adaptadas para se movimentarem com agilidade em diferentes tipos de terrenos;
  • Seu focinho é alongado, e possuem presas afiadas e curvadas que utilizam para diversas funções, incluindo defesa e alimentação.

Assim como seus primos europeus e asiáticos, são animais onívoros e se alimentam de uma variedade de alimentos, incluindo frutos, sementes, insetos, pequenos vertebrados e carniça. Sua dieta varia conforme a disponibilidade de recursos em seu habitat.

Os porcos-do-mato preferem áreas com vegetação densa, como selvas tropicais, florestas úmidas e regiões de arbustos. No entanto, também conseguem se adaptar a outros habitats, incluindo zonas semiáridas e savanas.

A reprodução pode ocorrer durante todo o ano, dependendo das condições ambientais e da disponibilidade de recursos. As fêmeas costumam dar à luz a ninhadas de 1 a 4 filhotes, sendo cuidadas e protegidas pelo grupo.

O caititu, assim como o restante dos porcos-do-mato, desempenha um papel importante nos ecossistemas onde habita. Sendo uma espécie que consome uma variedade de alimentos, contribui para a dispersão de sementes e a manutenção da biodiversidade. Além disso, ao servir como presa, contribui para o equilíbrio natural das cadeias tróficas em seu habitat.

Tipos de javali - Porco-do-mato ou caititu (Pecari tajacu)

Taguá (Catagonus wagneri)

Também conhecido como porco-do-mato do Chaco, esta espécie tem uma distribuição limitada principalmente no Gran Chaco, uma região que abrange partes da Argentina, Paraguai e Bolívia. É considerada uma espécie endêmica dessa área e está em perigo de extinção.

A principal ameaça é a perda e fragmentação de seu habitat devido à expansão agrícola, pecuária e outras atividades humanas na região. Além disso, a caça furtiva e os conflitos com humanos também representam riscos para sua sobrevivência.

As características dos taguás são:

  • Esta espécie é um pouco maior que o caititu (Pecari tajacu). Pertence à Família Tayassuidae, e os adultos podem pesar entre 40 e 60 kg;
  • Sua pelagem é geralmente de cor marrom escuro a cinza, com a já mencionada distintiva faixa branca ou "colar" ao redor do pescoço, semelhante ao caititu. No entanto, a faixa pode ser menos acentuada ou variar em sua aparência;
  • Possui uma crina bastante acentuada e três dedos nas patas traseiras, outro traço que o distingue de seu parente menor (o caititu);
  • Assim como outras espécies de porcos-do-mato, tem um corpo robusto, patas curtas e fortes, e um focinho alongado e forte com presas proeminentes que pode usar para se defender quando se sente ameaçado.

No mais, esses porcos-do-mato têm uma dieta onívora e se alimentam de uma variedade de alimentos disponíveis em seu habitat, incluindo frutos, sementes, insetos e outros pequenos animais. Também se alimentam de cactos, que conseguem consumir graças ao seu focinho proeminente, que usam para arrancar os espinhos. Além disso, possuem rins adaptados que quebram os ácidos presentes em alguns cactos.

A reprodução ocorre entre setembro e dezembro, sujeita à temporada de chuvas e à disponibilidade de alimentos. As fêmeas dão à luz entre 2 a 3 filhotes, e geralmente se afastam do grupo/manada para depois retornarem aos seus companheiros.

Tipos de javali - Taguá (Catagonus wagneri)

Se deseja ler mais artigos parecidos a Tipos de javali, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Curiosidades do mundo animal.

Bibliografia
  • Altrichter, M., Taber, A., Noss, A., Maffei, L. & Campos, J. (2015). Catagonus wagneri. The IUCN Red List of Threatened Species 2015: e.T4015A72587993. https://dx.doi.org/10.2305/IUCN.UK.2015-2.RLTS.T4015A72587993.en
  • Ballari, S. A., & Barrios‐García, M. N. (2014). A review of wild boar S us scrofa diet and factors affecting food selection in native and introduced ranges. Mammal Review, 44(2), 124-134.
  • Ballari, S. A., & Barrios‐García, M. N. (2014). A review of wild boar S us scrofa diet and factors affecting food selection in native and introduced ranges. Mammal Review, 44(2), 124-134.
  • Romero, L. E. M., & Mandujano, S. (1995). Hábitos alimentarios del pecarí de collar (Pecari tajacu) en un bosque tropical caducifolio de Jalisco, México. Acta Zoológica Mexicana (nueva serie), (64), 1-20.
  • Semiadi, G., & Meijaard, E. (2006). Declining populations of the Javan warty pig Sus verrucosus. Oryx, 40(1), 50-56.
  • Semiadi, G., Rademaker, M. & Meijaard, E. (2016). Sus verrucosus. The IUCN Red List of Threatened Species 2016: e.T21174A44139369. https://dx.doi.org/10.2305/IUCN.UK.2016-1.RLTS.T21174A44139369.en

Escrever comentário

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
O que lhe pareceu o artigo?
Tipos de javali
1 de 8
Tipos de javali

Voltar ao topo da página