Partilhar

Tipos de dinossauros herbívoros

 
Tipos de dinossauros herbívoros

A palavra "dinossauro" provem do latim e se trata de um neologismo que começou a ser utilizado pelo paleontólogo Richard Owen, combinado com as palavras gregas "deinos" (terrível) e "sauros" (lagarto), pelo que o seu significado literal seria "lagarto terrível". O nome encaixa como uma luva quando pensamos no Parque Jurássico, não é mesmo?

Estes lagartos dominavam o mundo inteiro e se encontravam no topo da cadeia alimentar, onde permaneceram durante muito tempo, até à extinção em massa que teve lugar no planeta há mais de 65 milhões de anos[1]. Se você quer saber mais sobre estes grandes saurios que habitaram o nosso planeta, encontrou o artigo certo do PeritoAnimal, te mostraremos os tipos de dinossauros herbívoros mais importantes, assim como seus nomes, características e imagens. Continue lendo!

Também lhe pode interessar: Tipos de dinossauros carnívoros

A Era Mesozoica: a era dos dinossauros

O domínio dos dinossauros carnívoros e herbívoros durou mais de 170 milhões de anos e embarca a maior parte da Era Mesozoica, que engloba desde os -252,2 milhões de anos até aos -66,0 milhões de anos. O mesozoico durou pouco mais de 186,2 milhões de anos e é composto por três períodos.

Os três períodos Mesozoicos

  1. O período Triássico (entre -252,17 e 201,3 MA) é um período que durou por volta de 50,9 milhões de anos. Foi neste momento que os dinossauros começaram a se desenvolver. O Triássico ainda se divide em três períodos (Triássico inferior, médio e superior) que se subdividem também em sete níveis estratigráficos.
  2. O período Jurássico (entre 201.3 e 145.0 MA) está composto também por três períodos (Jurássico inferior, médio e superior). O Jurássico superior está dividido em três níveis, o Jurássico médio em quatro níveis e o inferior em quatro níveis também.
  3. O período Cretáceo (entre 145.0 e 66.0 MA) é o momento que marca o desaparecimento dos dinossauros e os amonites (moluscos cefalópodes) que habitavam a terra naquela altura. Contudo, o que terminou realmente com a vida dos dinossauros? Existem duas teorias principais sobre o que terá acontecido: um período de atividade vulcânica e o impacto de um asteroide contra a terra[1]. De qualquer maneira, se acredita que a terra esteve coberta por muitas nuvens de pó que teriam velado a atmosfera e reduzido radicalmente as temperatura do planeta, até acabar com a vida dos dinossauros. Este amplo período se divide em dois, o Cretáceo inferior e o Cretáceo superior. Por sua vez, estes dois períodos estão divididos em seis níveis cada um. Saiba mais sobre a extinção dos dinossauros nesse artigo que explica como os dinossauros foram extintos.

5 curiosidades sobre a era Mesozoica que você deve conhecer

Agora que você já se situou naquela época, talvez te interesse conhecer um pouco mais sobre o Mesozoico, a época onde viveram estes gigantescos sáurios, para conhecer melhor a história deles:

  1. Naquela altura, os continentes não eram tal como os conhecemos hoje em dia. A terra formava um único continente conhecido como "Pangeia". Quando começou o Triássico, Pangeia foi dividida em dois continentes: "Laurásia" e "Gondwana". Estes dois continentes se dividiram ainda mais até que a Laurásia formou a América do Norte e a Eurásia e, por sua vez, Gondwana formou a América do Sul, África, Austrália e a Antártida. Tudo isto se deveu a uma intensa atividade vulcânica.
  2. O clima da era Mesozoica estava caracterizado pela sua uniformidade. O estudo dos fósseis revela que a superfície da terra foi dividida em tês zonas climáticas distintas: os polos, que tinham neve, vegetação baixa e países montanhosos e as zonas mais temperadas.
  3. Este período termina com a sobrecarga atmosférica de dióxido de carbono, um fator que marca completamente a evolução ambiental do planeta. A vegetação tornou-se menos exuberante, enquanto as cicadáceas e coníferas proliferavam. Precisamente por isso, é também conhecida como a "Era das Cicadáceas".
  4. A Era Mesozóica é caracterizada pelo aparecimento de dinossauros, mas você sabia que aves e mamíferos também começaram a se desenvolver naquela época? É verdade! Naquela época, os ancestrais de alguns animais que conhecemos hoje já existiam e eram considerados alimento por dinossauros predadores.
  5. Você consegue imaginar que o Parque Jurássico possa realmente ter existido? Embora muitos biólogos e amadores tenham fantasiado com este evento, a verdade é que um estudo publicado na The Royal Society Publishing mostra que é incompatível encontrar material genético intacto, devido a vários factores, tais como condições ambientais, temperatura, química do solo ou o ano da morte do animal, que causam a degradação e deterioração dos restos de ADN. Só poderia ser feito com fósseis preservados em ambientes congelados que não tenham mais de um milhão de anos de idade.

Saiba mais sobre os diferentes tipos de dinossauros que existiram nesse outro artigo.

Tipos de dinossauros herbívoros - A Era Mesozoica: a era dos dinossauros
Imagem: www.alex-bernardini.fr

Exemplos de dinossauros herbívoros

Chegou o momento de conhecer os verdadeiros protagonistas: os dinossauros herbívoros. Estes dinossauros alimentavam-se exclusivamente de plantas e ervas, sendo as folhas o seu alimento principal. Eles estão divididos em dois grupos, os "saurópodes", aqueles que caminhavam usando quatro membros, e os "ornitópodes", que se moveram em dois membros e mais tarde evoluíram para outras formas de vida. Descubra uma lista completa com nomes de dinossauros herbívoros, pequenos e grandes:

Nomes de dinossauros herbívoros

  • Brachiosaurus
  • Diplodocus
  • Stegosaurus
  • Triceratops
  • Protoceratops
  • Patagotitan
  • Apatosaurus
  • Camarasurus
  • Brontosaurus
  • Cetiosaurus
  • Styracosaurus
  • Dicraeosaurus
  • Gigantspinosaurus
  • Lusotitan
  • Mamenchisaurus
  • Stegosaurus
  • Spinophorosaurus
  • Corythosaurus
  • Dacentrurus
  • Ankylosaurus
  • Gallimimus
  • Parasaurolophus
  • Euoplocephalus
  • Pachycephalosaurus
  • Shantungosaurus

Você já sabe alguns dos nomes dos grandes dinossauros herbívoros que habitaram o planeta há mais de 65 milhões de anos. Você quer saber mais? Continue lendo pois vamos te apresentar, de forma mais detalhada, 6 dinossauros herbívoros com nomes e imagens para que você possa aprender a reconhecê-los. Também vamos explicar as características e algumas curiosidades sobre cada um deles.

1. Brachiosaurus (Braquiossauro)

Começamos por apresentar um dos dinossauros herbívoros mais representativos que já existiu, o Braquiossauro. Descubra alguns detalhes sobre sua etimologia e características:

Etimologia do Braquiossauro

O nome Brachiosaurus foi estabelecido por Elmer Samuel Riggs a partir dos antigos termos gregos "Brachion" (braço) e "saurus" (lagarto), que pode ser interpretado como "braço de lagarto". É uma espécie de dinossauro pertencente ao grupo dos saurópodes saurísquios.

Estes dinossauros habitaram a terra durante dois períodos, desde o final do Jurássico até o meio do Cretáceo, de 161 a 145 d.C. O Braquiossauro é um dos dinossauros mais populares, por isso aparece em filmes como o Parque Jurássico e por uma boa razão: foi um dos maiores dinossauros herbívoros.

Características do Braquiossauro

O Braquiossauro é provavelmente um dos maiores animais terrestres que já existiram no planeta. Tinha cerca de 26 metros de comprimento, 12 metros de altura e pesava entre 32 e 50 toneladas. Tinha um pescoço excepcionalmente longo, constituído por 12 vértebras, cada uma medindo 70 centímetros.

É precisamente este detalhe morfológico que tem provocado acesas discussões entre especialistas, já que alguns afirmam que ele não teria sido capaz de manter o seu longo pescoço direito, devido às pequenas passas musculares que possuía. Além disso, a sua pressão arterial teve que ser especialmente alta para poder bombear sangue para o seu cérebro. Seu corpo permitiu que seu pescoço se movesse para a esquerda e direita, assim como para cima e para baixo, dando-lhe a mesma altura de um prédio de quatro andares.

O Braquiossauro era um dinossauro herbívoro que supostamente se alimentava dos topos de cicadáceas, coníferas e samambaias. Era um comedor voraz, pois tinha de comer cerca de 1.500 kg de alimentos por dia para manter o seu nível energético. Suspeita-se que este animal era gregário e que se movia em pequenos grupos, permitindo aos adultos proteger os animais mais jovens de grandes predadores, como os terópodes.

Tipos de dinossauros herbívoros - 1. Brachiosaurus (Braquiossauro)

2. Diplodocus (Diplodoco)

Na sequência do nosso artigo sobre dinossauros herbívoros com nomes e imagens, apresentamos o Diplodoco, um dos dinossauros herbívoros mais representativos:

Etimologia do Diplodocus

Othniel Charles Marsh em 1878 nomeou o Diplodocus depois de observar a presença de ossos que eram chamados "arcos hemaicos" ou "chevron". Estes pequenos ossos permitiram a formação de uma longa faixa de osso na parte inferior da cauda. Na verdade, ele deve seu nome a esta característica, pois o nome diplodocus é um neologismo latino derivado do grego, "diploos" (duplo) e "dokos" (feixe). Em outras palavras, "feixe duplo". Estes pequenos ossos foram posteriormente descobertos em outros dinossauros, no entanto, a especificação do nome permaneceu até hoje. O Diplodocus habitou o planete durante o período Jurássico, no que seria agora o oeste da América do Norte.

Características do Diplodocus

O Diplodocus era uma enorme criatura de quatro patas com um longo pescoço que era fácil de reconhecer, principalmente devido à sua longa cauda em forma de chicote. Suas patas dianteiras eram ligeiramente mais curtas que suas patas traseiras, e é por isso que, visto de longe, poderia assemelhar-se a uma espécie de ponte suspensa. Tinha cerca de 35 metros de comprimento.

O Diplodocus tinha uma cabeça pequena em relação ao seu tamanho corporal que se apoiava sobre um pescoço de mais de 6 metros de comprimento, composto por 15 vértebras. Estima-se agora que tinha de ser mantida paralela ao solo, pois não era capaz de a manter muito alto.

O seu peso era de cerca de 30 a 50 toneladas, o que se devia em parte ao imenso comprimento da sua cauda, composta por 80 vértebras caudais, o que permitia contrabalançar o seu pescoço muito comprido. O Diplodoco alimentava-se apenas de erva, pequenos arbustos e folhas de árvores.

Tipos de dinossauros herbívoros - 2. Diplodocus (Diplodoco)

3. Stegosaurus (Estegossauro)

É a vez do Estegossauro, um dos dinossauros herbívoros mais singulares, principalmente devido às suas incríveis características físicas.

Etimologia do Estegossauro

O nome Stegosaurus foi dado por Othniel Charles Marsh em 1877 e vem das palavras gregas "stegos" (teto) e "sauros" (lagarto) para que seu significado literal fosse "lagarto coberto" ou "lagarto com telhado". Marsh também teria chamado o estegossauro de "armatus" (armado), o que acrescentaria um significado extra ao seu nome, sendo "lagarto de telhado blindado". Este dinossauro viveu 155 d.C. e teria habitado as terras dos Estados Unidos e de Portugal durante o Jurássico Superior.

Características do Estegossauro

O estegossauro tinha 9 metros de comprimento, 4 metros de altura e pesava cerca de 6 toneladas. É um dos dinossauros herbívoros preferidos das crianças, facilmente reconhecível graças às duas filas de placas ósseas que se encontram ao longo da sua coluna vertebral. Além disso, a sua cauda tinha mais duas placas defensivas com cerca de 60 cm de comprimento. Estas peculiares placas ósseas não foram úteis apenas como defesa, estima-se que também desempenharam uma função reguladora para adaptar o seu corpo às temperaturas do ambiente.

O Estegossauro tinha duas pernas dianteiras menores que as traseiras, o que lhe deu uma estrutura física única, mostrando um crânio muito mais próximo do chão do que a cauda. Também tinha uma espécie de "bico" que tinha dentes pequenos, localizados na parte de trás da cavidade bucal, úteis para mastigar.

Tipos de dinossauros herbívoros - 3. Stegosaurus (Estegossauro)

4. Triceratops (Tricerátopo)

Você quer continuar a aprender sobre exemplos de dinossauros herbívoros? Saiba mais sobre o Triceratops, outro dos salteadores mais conhecidos que habitaram a terra e que também testemunhou um dos momentos mais importantes do Mesozóico:

Etimologia do Triceratops

O termo Triceratops vem das palavras gregas "tri" (três) "keras" (buzina) e "ops" (rosto), mas seu nome na verdade significaria algo como "cabeça de martelo". Os Triceratops viveram durante o fim do Maastrichtian, o Cretáceo Final, de 68 a 66 D.C., no que é agora conhecido como América do Norte. É um dos dinossauros que experimentou a extinção desta espécie. É também um dos dinossauros que viveu com o Tiranossauro Rex, do qual era presa. Após encontrar 47 fósseis completos ou parciais, podemos assegurar que é uma das espécies mais presentes na América do Norte durante esse período.

Características do Triceratops

Acredita-se que os Triceratops tinham entre 7 e 10 metros de comprimento, entre 3,5 e 4 metros de altura e pesavam entre 5 e 10 toneladas. A característica mais representativa do Triceratops é sem dúvida o seu grande crânio, que é considerado o maior crânio de todos os animais terrestres. Era tão grande que representava quase um terço do comprimento do animal.

Também era facilmente reconhecível graças aos seus três chifres, um no chanfro e outro acima de cada olho. O maior pode medir até um metro. Finalmente, é de notar que a pele do Triceratops era diferente da pele de outros dinossauros, uma vez que alguns estudos indicam que poderia ter sido coberta com pêlos.

Tipos de dinossauros herbívoros - 4. Triceratops (Tricerátopo)

5. Protoceratops

O Protoceratops é um dos menores dinossauros herbívoros que mostramos nesta lista e as suas origens estão localizadas na Ásia. Saiba mais sobre ele:

Etimologia do Protoceratops

O nome Protoceratops vem do grego e é formado pelas palavras "proto" (primeiro), "cerat" (chifres) e "ops" (rosto), portanto significaria "primeira cabeça com chifres". Este dinossauro habitou a terra entre 84 e 72 d.C., especificamente as terras da actual Mongólia e da China. É um dos mais antigos dinossauros com cornos e é provavelmente o antepassado de muitos outros.

Em 1971 um fóssil incomum foi descoberto na Mongólia: um Velociraptor que abraçava um Protoceratops. A teoria que explica esta posição é que ambos provavelmente teriam morrido lutando quando uma tempestade de areia ou uma duna caiu sobre eles. Em 1922, uma expedição ao deserto de Gobie descobriu os ninhos de Protoceratops, os primeiros ovos de dinossauro encontrados.

Cerca de trinta ovos foram encontrados num dos ninhos, o que nos leva a crer que este ninho foi partilhado por várias fêmeas que tiveram de defendê-lo dos predadores. Foram também encontrados vários ninhos nas proximidades, o que parece indicar que estes animais viviam em grupos da mesma família ou talvez em pequenas manadas. Uma vez eclodidos os ovos, as crias não deviam medir mais de 30 centímetros de comprimento. As fêmeas adultas traziam comida e defenderiam os filhotes até terem idade suficiente para se defenderem por eles mesmos. Adrienne Mayor, uma folclorista, perguntou-se se a descoberta destes crânios no passado poderia não ter levado à criação dos "grifos", criaturas míticas.

Aparência e o poder do Protoceratops

O Protoceratops não tinha um corno bem desenvolvido, apenas uma pequena protuberância óssea no focinho. Não era um dinossauro grande, pois tinha cerca de 2 metros de comprimento, mas pesava cerca de 150 quilos.

Tipos de dinossauros herbívoros - 5. Protoceratops

6. Patagotitan Mayorum

O Patagotitan Mayorum é um tipo de saurópode clade que foi descoberto na Argentina em 2014, e era um dinossauro herbívoro especialmente grande:

Etimologia do Patagotitan Mayorum

O Patagotitan foi recentemente descoberto e é um dos dinossauros menos conhecidos. O seu nome completo é Patagotian Mayorum, mas o que significa isso? Patagotian deriva de "pata" (referindo-se à Patagônia, a região onde seus fósseis foram encontrados) e de "Titan" (da mitologia grega). Por outro lado, Mayorum presta homenagem à família Mayo, proprietários da fazenda La Flecha e das terras onde foram feitas as descobertas. De acordo com estudos, o Patagotitan Mayorum viveu entre 95 e 100 milhões de anos na que era então uma região florestal.

Características do Patagotitan Mayorum

Como só foi descoberto um fóssil do Patagotitan Mayorum, os números que sobre ele são apenas estimativas. No entanto, os especialistas teorizam que teria medido aproximadamente 37 metros de comprimento e que pesava aproximadamente 69 toneladas. Seu nome de titã não foi dado em vão, o Patagotitan Mayorum nada mais seria do que o maior e mais maciço ser que já pisou o solo do planeta.

Sabemos que era um dinossauro herbívoro mas, de momento, o Patagotitan Mayorum ainda não revelou todos os seus segredos. A paleontologia é uma ciência forjada na certeza da incerteza porque as descobertas e novas evidências estão à espera de serem fossilizadas no canto de uma rocha ou no lado de uma montanha que será escavada em algum momento no futuro.

Tipos de dinossauros herbívoros - 6. Patagotitan Mayorum

Características dos dinossauros herbívoros

Terminaremos com algumas características surpreendentes compartilhadas por alguns dos dinossauros herbívoros que você conheceu na nossa lista:

A alimentação de dinossauros herbívoros

A dieta dos dinossauros era baseada principalmente em folhas, cascas e ramos macios, já que durante o Mesozóico não existiam frutos carnudos, flores ou capim. Naquela época a fauna comum eram samambaias, coníferas e cycadáceas, a maioria delas de grande porte, com mais de 30 centímetros de altura.

Os dentes dos dinossauros herbívoros

Uma característica inconfundível dos dinossauros herbívoros são os seus dentes, que, ao contrário dos carnívoros, são muito mais homogéneos. Tinham dentes anteriores ou bicos maiores, para cortar as folhas, e dentes posteriores planos para os devorar, como geralmente se acredita que os mastigavam, como fazem os ruminantes modernos. Também se suspeita que os seus dentes tinham várias gerações (ao contrário dos humanos que só têm duas, os dentes de bebé e os dentes permanentes).

Os dinossauros herbívoros tinham "pedras" no estômago

Suspeita-se que os grandes saurópodes possuíam "pedras" no estômago chamadas gastrotrócitos, que ajudariam a esmagar os alimentos difíceis de digerir durante o processo de digestão. Esta característica é actualmente observada em algumas aves.

Tipos de dinossauros herbívoros - Características dos dinossauros herbívoros

Se deseja ler mais artigos parecidos a Tipos de dinossauros herbívoros, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Curiosidades do mundo animal.

Referências
  1. La extinción de los dinosaurios - National Geographic

Escrever comentário sobre Tipos de dinossauros herbívoros

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
O que lhe pareceu o artigo?

Tipos de dinossauros herbívoros
Imagem: www.alex-bernardini.fr
1 de 9
Tipos de dinossauros herbívoros

Voltar ao topo da página