Partilhar

Verdade ou mito sobre gatos

Por Liliana Ramos, Jornalista especializada em mundo animal. Atualizado: 15 fevereiro 2018
Verdade ou mito sobre gatos

Ver fichas de  Gatos

Os gatos causam muita admiração e curiosidade pelas habilidades e comportamentos instintivos deles, o que acaba por converte-los em protagonistas de diversos mitos. Que têm sete vidas, que caem sempre de pé, que não podem conviver com cachorros, que são perigosos para as mulheres grávidas... São muitas as afirmações falsas a respeito dos nossos amigos felinos.

Para combater o preconceito e fomentar um melhor conhecimento sobre os felinos e as suas verdadeiras características, o PeritoAnimal quer que você conheça 10 falsos mitos sobre os gatos em que você deve deixar de acreditar.

Também lhe pode interessar: 10 mitos e verdades sobre cães

1. Os gatos têm 7 vidas: MITO

Quem é que nunca ouviu que os gatos têm 7 vidas? Com certeza este é um dos mitos mais divulgados em todo o mundo. Provavelmente este mito está baseado na capacidade dos felinos para escapares, evitarem acidentes e até mesmo alguns golpes fatais. Ou até mesmo, pode vir de alguma história mitológica, quem saberá?

Mas a verdade é que os gatos têm apenas 1 vida, tal e qual como nós humanos e os restantes animais. Para além disso, são animais delicados que precisam de receber os cuidados adequados, quer de medicina preventiva, como uma correta alimentação e higiene. Um felino criando num ambiente negativo pode fácilmente desenvolver diversos sintomas associados ao estresse.

Verdade ou mito sobre gatos - 1. Os gatos têm 7 vidas: MITO

2. Leite é bom para gatos: MITO

Embora a lactose tenha ganho alguma "má fama" nos últimos anos, a imagem típica de um gato tomando leite no pratinho dele. Por isso, muita gente continua se questionando se os gatos podem beber leite de vaca.

Todos os mamíferos nascem preparados para beber leite maternos e este é sem dúvida o melhor alimento enquanto são bebês. Porém, o organismo muda à medida que se desenvolve e adquire diferentes novas nutricionais e consequentemente, diferentes hábitos alimentarios. Durante o período de lactancia (quando são amamentados pela mãe), os mamíferos produzem uma grande quantidade de uma enzima chamada lactase, cuja principal função é digerir a lactose do leite materno. Quando chega a altura do desmame, a produção desta enzima diminui progressivamente, preparando o organismo do animal para a transição de alimento (deixar de consumir leite materno e começar a alimentar-se sozinho).

Embora alguns gatinhos possam continuar produzindo alguma quantidade da enzima lactase, a maioria dos machos adultos são alérgicos á lactose. O consumo de leite para estes animais pode causar graves problemas gastrointestinais. Por isso, o leite ser bom para os nossos felinos é considerado um mito. Você deve optar por alimentar o seu gato com uma ração comercial especialmente elaborada para as necessidades nutricionais dele ou optar por uma dieta caseira elaborada por algum profissional com experiência em nutrição animal.

3. Gatos pretos dão azar: MITO

Esta falsa afirmação vem desde os tempos da Idade Média, quando se associava o gato negro à prática de bruxarias. Para além de ser um preconceito, tem efeitos muito negativos, pois é uma realidade que os gatos negros são menos adotados devido a estas crenças míticas.

Existem vários argumentos para afirmar que esta crença é apenas um mito. Em primeiro lugar, a sorte não tem nada a ver com a cor ou um pet. Em segundo lugar, a cor de um gato é determinada pela herança genética, que também não está relacionada com a sorte ou o azar. Mas acima de tudo, se você adotar um gato preto, terá a confirmação de que estes pequeninos dão tudo menos azar. Eles têm um carácter único que traz muitas alegrias a todos os que o rodeiam.

Verdade ou mito sobre gatos - 3. Gatos pretos dão azar: MITO

4. Gato sempre cai de pé: MITO

Embora os gatos possam cair de pé muitas vezes, isto não é uma regra. Na verdade, os gatos tÊm um corpo muito flexível, que lhes permite tem uma excelente mobilidade e suportar várias quedas. Porém, a posição em que o animal alcança o solo depende da altura a que ele cai.

Se o seu felino tem tempo de dar a volta sobre o seu próprio corpo antes de chegar ao chão, pode cair de pé. Porém, qualquer queda pode apresentar um risco para o seu gato e cair de pé não é garantia que não se machuque.

Para além disso, os gatos apenas desenvolvem o instinto girar rapidamente sobre eles próprios a partir d 3ª semana de vida. Por isso, as quedas costumam ser especialmente perigosas para os gatos filhotes e devem ser evitadas durante toda a vida do animal.

5. Grávida não pode ter gato: MITO

Este mito infeliz faz com que milhares de gatos sejam abandonados todos os anos, porque a tutora ficou grávida. A origem deste mito está associada ao suposto risco de transmissão de uma doença chamada toxoplasmose. Em termos muito breves, trata-se de uma doença causada por um parasita (o Toxoplasma gondii) cuja principal forma de contaminação é o contacto direto com a fezes de gatos infetados.

A toxoplasmose é pouco frequente em felinos domésticos que consomem rações comerciais e que contam com os cuidados básicos de medicina preventiva. Assim, se um gato não é portador do parasita não existe o risco de transmissão para a mulher grávida.

Para conhecer mais sobre o tema toxoplasmose e grávidas, recomendamos que você leia o artigo é perigoso ter gatos durante a gravidez?

Verdade ou mito sobre gatos - 5. Grávida não pode ter gato: MITO

6. Gatos não aprendem: MITO

É verdade que os gatos desenvolvem naturalmente a maioria das habilidades e comportamentos instintivos característicos da espécie deles, mas isso não significa que aprendam sozinhos. Na realidade, o adestramento não só é possível como é muito recomendável para os nossos felinos. Uma educação adequada ajudará o teu pequenino a adaptar-se à vida num apartamento, o que evita que tente escapar e desenvolva comportamentos mais agressivos.

7. Gatos não gostam do dono: MITO

Os felinos têm um carácter independente e costumam manter hábitos solitários. Isso não significa que um gato não se importe com o seu tutor e não sinta afeto. Certas características e comportamentos são inerentes à natureza deles. Apesar disso, a domesticação mudou (e continua mudando) muitos aspetos do comportamento dos gatos.

Não é justo comparar o carácter de um gato com o de um cachorro já que eles são animais completamente distintos, com formas de vida e etogramas diferentes. Os gatos preservam grande parte dos instintos dos seus ancestrais selvagens, conseguem caçar e muitos deles seriam capazes de sobreviver sozinhos. Pelo contrário, o cachorro, devido largo processo de domesticação desde o seu ancestral, o lobo, está totalmente dependente do ser humano para sobreviver.

Verdade ou mito sobre gatos - 7. Gatos não gostam do dono: MITO

8. Gatos são inimigos dos cachorros: MITO

A vida dentro de uma casa e uma correta sociabilização do gato filhote, podem moldar certos aspetos do comportamento felino e canino. Se o seu gato for devidamente apresentado a um cachorro (preferencialmente enquanto ainda é um filhote, antes das primeiras 8 semanas de vida), aprenderá a vê-lo como um ser amigável.

9. Gato vê preto e branco: MITO

Os olhos humanos possuem 3 tipos de células receptoras das cores: azul, vermelho e verde. Isso explica porque somos capazes de distinguir tantas cores e tonalidades diferentes.

Os gatos, tal como os cachorros, não possuem células receptoras de vermelho e por isso são incapazes de ver as cores rosa e vermelho, Também têm dificuldade em reconhecer e intensidade e saturação das cores. Mas é totalmente errado afirmar que os gatos veem a preto e branco, já que eles distinguem as tonalidades de azul, verde e amarelo.

Verdade ou mito sobre gatos - 9. Gato vê preto e branco: MITO

10. Gatos precisam de menos cuidados que os cachorros: MITO

Esta afirmação é, na verdade, muito perigosa. Infelizmente, é muito comum ouvirmos que os gatos não precisam de uma adequada medicina preventiva devido à resistência do organismo deles. Mas todos sabemos que tal como todos os outros animais, os gatos podem sofrer de diversas doenças.

Assim como qualquer outro pet, eles merecem todos os cuidados básicos de alimentação, higiene, vacinação, desparasitação, higiene bucal, atividade física, estimulação mental e socialização. Por isso, é um mito dizer que os gatos dão "menos trabalho" que os cachorros: a dedicação depende do tutor e não do animal.

Se deseja ler mais artigos parecidos a Verdade ou mito sobre gatos, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Curiosidades do mundo animal.

Escrever comentário sobre Verdade ou mito sobre gatos

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
O que lhe pareceu o artigo?
1 comentário
A sua avaliação:
Dalva
Adotei um.gatinho tinha 6 meses,ele ficava só dentro de casa,um um dia ele fugiu tive que resgatar não tive mais com prende -lo em casa ele me enlouquece de tanto mim fica andando de um.lado para o outro e se dou um tspinga nele fuca acresivo o que faço?

Verdade ou mito sobre gatos
1 de 6
Verdade ou mito sobre gatos

Voltar ao topo da página