Partilhar

Socializar um gato filhote

Por Nelson Ferreira, Redator do Perito Animal. Atualizado: 19 outubro 2017
Socializar um gato filhote

Ver fichas de  Gatos

A chegada de um novo membro da família é sempre um motivo de alegria, no entanto, antes de adotar um gatinho devemos ter em conta que precisa de uns cuidados e um tempo de aprendizagem. Entre outras coisas, temos que dedicar-lhe tempo para conseguir que se socialize corretamente para que cresça equilibrado e feliz. A socialização de um gato consiste em desenvolver a confiança do animal para que se acostume à presença e à relação com outras pessoas e animais, sem se assustar ou se sentir desconfortável.

Um gato bem socializado crescerá mais feliz e, provavelmente, será mais carinhoso, afetivo e educado. Assim sendo, neste artigo do PeritoAnimal queremos ensinar-lhe como socializar um gato filhote para que a relação com o seu novo companheiro se desenvolva de uma forma saudável e feliz.

O que pode acontecer se não socializar o seu gato?

Se não socializar o seu gato desde que é pequeno ele pode mostrar atitudes negativas que, com a idade, podem ser mais difíceis de solucionar. Se o seu gatinho não está bem socializado pode mostrar-se assustadiço, inseguro ou agressivo, chegando a arranhar ou a morder todos os que se aproximarem.

Por isso é tão importante que saiba como socializar um gato filhote desde o momento em que ele chega na sua casa, desta forma evitará problemas e a convivência será mais agradável e pacífica.

Socializar um gato filhote - O que pode acontecer se não socializar o seu gato?

A socialização com pessoas

Dependendo do lugar onde tenha nascido o gatinho, pode ser que ele tenha tido contato com outras pessoas, nesses casos será mais fácil que ele interaja com desconhecidos. O período sensível dos gatos, ou seja o período em que eles mais facilmente aprendem determinados comportamentos com as experiências que têm é entre as 2 e as 7 semanas[1].

Seja como for, terá que lhe preparar um espaço próprio, no qual se sinta seguro e possa recorrer caso se sinta encurralado. Para que se acostume a você, deverá passar muito tempo com ele, acarinhá-lo, brincar com ele, e falar sempre com uma voz suave e calma. Desta forma criará um vínculo com o seu gato e ele irá se acostumando a lidar com pessoas.

Também é importante que se habitue à presença de desconhecidos, por isso poderá pedir aos seus amigos e familiares que lhe façam uma visita para que o filhote se vá acostumando. Talvez se mostre reticente no começo, mas dê-lhe um tempo, quando começar a pegar confiança ele riá se aproximando por si mesmo. É importante que não o force a ter contato se não quer, isto porque pode ser contraproducente e obterá o efeito contrário ao que pretende. É melhor atraí-lo utilizando palavras amistosas, vários brinquedos e guloseimas.

Na hora de lidar com crianças é importante que deixe bem claro que não se trata de um brinquedo e que têm que ter paciência. As crianças vão querer brincar com ele e abraçá-lo sem parar, mas têm que seguir os mesmos passos que os adultos. Devem deixar que seja o gato a se aproximar por si mesmo e vigiar para que as crianças brinquem com cuidado sem o magoar.

Socializar um gato filhote - A socialização com pessoas

A socialização com outros animais

Provavelmente o gatinho já teve relação com a sua mãe e os seus irmãos, mas ainda assim tem que se acostumar à presença de outros animais. Os filhotes costumam ser mais sociáveis que os adultos e estão sempre procurando brincadeiras, por isso esta fase é mais fácil do que socializar um gato quando já é adulto.

Se o seu gatinho é um pouco inseguro ou tímido, uma caixa de transporte pode ajudar muito para que se acostume aos cheiros do antigo membro da casa. Deve controlar o outro animal para que não seja muito brusco e não assuste o gatinho. Deixe que pouco a pouco, o cachorro se acostume aos cheiros e à presença do outro animal e pouco a pouco se vá aproximando.

Socializar um gato filhote - A socialização com outros animais

Ansiedade por separação em gatos

Para acostumar o seu gatinho às pessoas deverá passar muito tempo com ele, no entanto, pode chegar a sentir dependência de você e começar a experienciar ansiedade por separação. Neste caso deverá acostumá-lo pouco a pouco a ficar sozinho.

O importante é que o seu gato cresça corretamente socializado, que não se assuste diante da presença de outras pessoas ou animais mas que seja independente. Desta forma conseguirá criar um gato feliz, saudável e equilibrado.

Socializar um gato filhote - Ansiedade por separação em gatos

Se deseja ler mais artigos parecidos a Socializar um gato filhote, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Educação básica.

Referências
  1. Horwitz D. Mills D. (2012) BSAVA Manual of Canine and Feline Behavioural Medicine 2nd Ed.

Escrever comentário sobre Socializar um gato filhote

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
O que lhe pareceu o artigo?
2 comentários
A sua avaliação:
edson
Super útil. Grato pela ajuda.
Márcia Aparecida da Silva Marcia
OBRIGADA DE CORAÇÃO POR EU PODER CONTAR COM SUA AJUDA!

Socializar um gato filhote
1 de 5
Socializar um gato filhote

Voltar ao topo da página