Partilhar

Quantos filhotes uma cadela pode ter?

 
Por Eduarda Piamore. 18 dezembro 2019
Quantos filhotes uma cadela pode ter?

Ver fichas de  Cachorros

A gravidez é um processo extremamente delicado durante o qual as cadelas precisam receber vários cuidados específicos para manter uma ótima saúde e poder dar a luz a filhotes fortes e saudáveis. Por isso, quando decidimos adotar uma fêmea, é importante que entendamos bem como se desenvolve o cio e a gestação nas cachorras, tanto para evitar ninhadas não planejadas, como para saber como cuidar e ajudá-las durante a gravidez, o parto e a amamentação.

Pensando nisso, neste artigo do PeritoAnimal esclarecemos dúvidas frequentes dos tutores sobre essa temática. Aqui, você entenderá quantos filhotes uma cadela pode ter, quanto dura o parto dos filhotes e como agir se sua cachorra fica grávida sem qualquer planejamento.

Também lhe pode interessar: Dias férteis de uma cadela no cio

Quantos filhotes uma cadela pode ter?

Provavelmente, esta é a pergunta mais comum da maioria dos tutores que compartilham o dia a dia com uma cadela grávida. Afinal de contas, é preciso se planejar para a chegada dos novos integrantes da família! Porém, precisamos te contar que não existe uma quantidade única e exata de filhotes que uma cadela pode ter na mesma gestação.

Por exemplo, uma Bull terrier inglês pode dar a luz de 1 a 15 filhotes no mesmo parto, mas geralmente as ninhadas desta raça se conformam por 5 ou 6 crias. Já uma cadela de menor porte, como uma chihuahua ou uma yorkshire terrier, costuma parir apenas dois ou três filhotes no mesmo parto, embora possam chegam a gerir até 6 cachorros. Por outro lado, algumas raças grandes podem dar a luz facilmente a ninhadas de 8 ou 10 filhotes, como as fêmeas de labrador ou golden retriever. Inclusive, uma cadela da raça mastin napolitano entrou para o famoso livro Guiness dos recordes depois de parir 24 filhotes frutos da mesma gestação!

O número de filhotes que uma cachorra pode gerir durante a gravidez dependerá de fatores endógenos ao seu próprio organismo, como a raça, a contextura física, a idade e o estado de saúde. Geralmente, uma cadela jovem que ainda está experimentando seus primeiros cios tende a gerar menos filhotes, pois seu organismo ainda está amadurecendo. Além disso, a fêmea deve estar saudável e bem nutrida para conseguir desenvolver uma gravidez e um parto livres de complicações.

Tamanho dos filhotes

Também é importante saber que os machos influenciam no tamanho das ninhadas, e não só as fêmeas. Os machos sexualmente maduros conseguem fecundar uma maior quantidade de óvulos, podendo conceber – junto à cadela – uma ninhada mais numerosa. Vale a pena lembrar que a maturidade sexual de todos os cachorros (machos e fêmeas) também dependem de fatores internos e externos ao seu organismo. Por isso, é recomendável que você consulte um veterinário antes de decidir cruzar o seu melhor amigo.

Além disso, existem fatores externos que podem influenciar na quantidade de filhotes que uma cadela pode parir. Nesse ponto, o ambiente e os cuidados que proporcionamos a uma cadela grávida costumam ser um grande diferencial. Durante a gestação, o parto e a amamentação, é fundamental que as cachorras não se estressem e possam desfrutar de uma nutrição equilibrada, exercícios apropriados para a sua condição e contar com um lar enriquecido e repleto de carinho.

Quanto tempo uma cadela demora para parir todos os filhotes?

Não existe um tempo exato ou correto para que as cadelas terminem de dar a luz aos seus filhotes. Isso também dependerá das particularidades físicas, da idade e do estado de saúde de cada cachorra, assim como de fatores ambientais. Por isso, é muito importante que, como tutores, saibamos proporcionar um ambiente positivo e seguro, onde a cadela encontre um refúgio para relaxar e estar tranquila antes, durante e depois do parto.

É importante ter uma noção de quanto dura o parto de uma cadela para conseguir identificar quando existem problemas durante esse processo. Geralmente, a duração do parto está diretamente relacionada a quantos filhotes uma cadela pode ter ao final de uma gravidez. Em média, calcula-se que um filhote pode levar de 60 a 90 minutos para vir ao mundo, com intervalos de 15 a 30 minutos entre um nascimento e outro. Então, uma cachorra pode demorar de 6 a 8 horas para parir de 4 a 6 filhotes. E obviamente, quanto mais numerosa for a ninhada, mais longo será o parto da cadela.

Além disso, é importante lembrar que o trabalho de parto da cadela pode começar um bom tempo antes de dar a luz ao primeiro filhotes. Por isso, é fundamental que um tutor saiba reconhecer os sintomas de parto nas fêmeas para prestar o auxílio necessário. E claro, aqui no PeritoAnimal não poderíamos deixar de te dar os melhores conselhos para ajudar sua peluda nesse momento especial.

Como saber se ainda tem filhotes na barriga da cadela

Como costuma ser um processo longo, é normal que muitos tutores tenham dúvidas sobre como saber se o parto já terminou ou ainda existem filhotes na barriga da cadela. De fato, uma das possíveis complicações durante o parto é que um filhote fique preso, o que geralmente ocorre porque o filhote adotou uma posição não ideal para o nascimento ou porque sua cabeça é grande demais para atravessar de forma fluida o canal do parto.

A melhor maneira de evitar esse problema é fazer um seguimento com um veterinário para saber exatamente quantos filhotes a sua cadela está esperando. O ideal é realizar uma visita por mês para acompanhar a evolução da gestação e certificar que a cachorra e os filhotes estão saudáveis. Desta forma, você poderá ter a segurança de reduzir os riscos durante o trabalho de parto e reconhecer facilmente se ainda resta algum filhote dentro da barrida da sua peluda.

Além disso, é altamente recomendável que a cadela conte com a ajuda de um veterinário na hora de dar a luz aos filhotes, principalmente quando se trata de uma gestação de risco! Um profissional capacitado saberá como reagir frente a complicações durante o parto, além de garantir que a nova mamãe e seus pequeninos estejam estáveis após esse processo tão delicado.

Minha cadela perdeu os filhotes, o que pode ser?

Infelizmente, algumas cadelas acabam sofrendo um aborto espontâneo durante a gestação. Existem muitos motivos pelos quais uma cachorra pode perder seus filhotes e é importante analisar o período e o contexto nos quais esse fenômeno ocorre.

Se a perda do embrião acontece antes da quinta semana de gestação, pode ser um sinal de problemas de fertilidade. Nesses casos, o aborto espontâneo costuma ser assintomático e não causa danos à saúde da futura mamãe, podendo até passar completamente despercebido pelos tutores. Também é importante mencionar que a perda de um embrião não necessariamente significa o fim da gravidez, pois sua peluda pode continuar gerindo normalmente os outros embriões.

Porém, se a cadela perdeu os filhotes depois da quinta semana de gestação, o veterinário provavelmente analisará causas mais complexas e diversificadas, como desequilíbrios hormonais, infecções virais e bacterianas, ou presença de parasitas no organismo da fêmea. Nesses casos, as cadelas costumam experimentar sangramentos e outros sintomas que provocam um claro decaimento no seu estado de saúde, como febre, perda de apetite e apatia.

Lembre-se: ao perceber qualquer irregularidade ou alteração durante a gestação da sua cadela, não duvide de levá-la imediatamente ao veterinário.

O que fazer com a cadela quando os filhotes morrem?

Naturalmente, a tendência é que sua cachorra se sinta triste, apática e se mostre mais reservada após sofrer um aborto espontâneo ou perder um filhote após o parto. Independente de como ou quantos filhotes morrem, será indispensável que tanto a cachorra como os filhotes sobreviventes (caso haja) sejam examinados por um veterinário. Por isso mesmo, voltamos a recomendar que o parto da sua cadela seja acompanhado por um veterinário, que poderá tentar reanimar os filhotes que nasçam sem vida e prestar os auxílios imediatos que a cadela necessita para evitar qualquer problema pós-parto.

Caso outros filhotes sobrevivam ao parto, também será importante que você observe o comportamento da fêmea para evitar qualquer problema. Às vezes, a cadela pode rejeitar e até chegar a machucar algum filhote, principalmente depois de viver uma experiência traumática ou caso se sinta vulnerável. Esse comportamento é natural e pode ocorrer por várias razoes, estando relacionado ao instinto de sobrevivência que todas as espécies possuem (inclusive a humana).

Se a cachorra perceber que não será capaz de alimentar e cuidar de todos os filhotes, ou identificar que alguma cria é frágil demais para sobreviver por conta própria no futuro, pode se recusar a amamentá-lo, distanciá-lo da ninhada e até provocar sua morte. Para evitar que isso aconteça, é fundamental proporcionar os cuidados necessários à cadela, uma nutrição completa e um ambiente positivo.

Mas atenção: não toque os filhotes se isso não for realmente necessário. Durante as primeiras semanas de vida dos filhotes, a cadela pode entender que o contato com indivíduos e estímulos externos à própria ninhada torna o filhote mais frágil e menos capaz de sobreviver no meio natural. Aqui no PeritoAnimal, nós te explicamos como cuidar dos filhotes recém-nascidos sem colocar em risco a ninhada e a sua cadela.

Minha cadela cruzou mas não quero filhotes, o que fazer?

Esta questão é muito delicada e, quando se trata de evitar o nascimento de uma nova ninhada, sempre é melhor prevenir que remediar. Ou seja, a forma mais segura de evitar que o seu peludo tenha filhotes é realizar uma esterilização ou uma castração, contando com a prévia orientação de um veterinário para saber qual é o procedimento mais indicado para o seu melhor amigo e identificar a idade mais conveniente para realizá-lo.

Esse conselho não vale só para os tutores de fêmeas, para as quais uma gestação implica mudanças e desgastes ao organismo. Lembre-se que experimentam uma espécie de “cio constante” e podem se reproduzir o ano inteiro, gerando várias ninhadas não planejadas. Por isso, como tutores, precisamos a ter a consciência de manter um controle reprodutivo eficaz tanto para as fêmeas como para os machos.

Porém, algumas vezes, precisamos ser extremamente realistas. O fato é que muitos tutores não realizam a castração no tempo correto e, “de um dia para o outro”, descobrem que sua cadela está grávida. Embora a interrupção da gravidez ainda seja um grande tabu na nossa sociedade, precisamos ser conscientes de que já existem muitos mais cachorros (de todas as idades) vivendo nas ruas ou em abrigos/refúgios, do que pessoas que têm vontade ou condições de adotá-los.

Fatores de risco

Além disso, existem alguns fatores de risco que tornam a gravidez uma ameaça para o bem-estar das cadelas. A idade e o estado de saúde, por exemplo, podem gerar complicações tanto durante a gestação, como no momento do parto, colocando em perigo a vida da cachorra e dos filhotes. Por isso, é muito importante consultar um veterinário para saber se é seguro e viável que a gravidez da sua cadela continue avançando.

Atualmente, existem métodos farmacêuticos e operatórios que permitem interromper a gestação de uma cadela. Porém, nunca devemos tentar fazer esses procedimentos ou automedicar nossos animais. Somente um veterinário capacitado conta com os conhecimentos necessários para determinar se é seguro realizar a interrupção e qual é a forma mais segura de realizá-la. Portanto, antes de tomar qualquer decisão sobre a gravidez da sua cadela, consulte um veterinário.

Se deseja ler mais artigos parecidos a Quantos filhotes uma cadela pode ter?, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Cio.

Vídeos relacionados com Quantos filhotes uma cadela pode ter?

1 de 3
Vídeos relacionados com Quantos filhotes uma cadela pode ter?

Escrever comentário sobre Quantos filhotes uma cadela pode ter?

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
O que lhe pareceu o artigo?

Quantos filhotes uma cadela pode ter?
Quantos filhotes uma cadela pode ter?

Voltar ao topo da página