Quanto tempo vive um vira-lata?

Quanto tempo vive um vira-lata?

Um cachorro será sempre um cachorro, com pedigree ou sem ele, mas o que os torna diferentes? Os cães sem raça são adorados por alguns e rejeitados por outros por diferentes motivos: não se sabe como vão ser quando crescerem, não se sabe se terão muito ou pouco pelo, não se sabe se o caráter será bom ou não... São muitas as perguntas que fazemos quando temos um cão sem raça, mas vamos tentar esclarecer algumas neste artigo.

No PeritoAnimal queremos ajudá-lo com todas estas dúvidas que podem surgir na hora de adotar um vira-lata e, uma das mais frequentes é quanto tempo vive um vira-lata. Trata-se de uma das perguntas mais frequentes em veterinários e, a nosso entender uma das mais difíceis de responder, veja porquê de seguida.

Esperança de vida de um vira-lata

É muito habitual ouvir dizer que os vira-latas vivem mais que os cachorros de raça pura. Trata-se de um mito ou da realidade? Os vira-latas são extremamente fortes e ao longo dos anos foram se reproduzindo os exemplares mais resistentes das diferentes condições ambientais. Estas caraterísticas fazem-nos poder confirmar que são indivíduos com uma maior esperança de vida, tendo uma média de vida de 16 a 18 anos, com registros de até 20 anos.

Mas é importante lembrar que a esperança de vida está muito relacionada com o estilo de vida que seguem: uma má alimentação, baixa qualidade de vida ou carências na sua saúde são variáveis que podem influenciar na esperança de vida. Cada cachorro é diferente, apenas podemos estimar a esperança de vida e nunca confirmar quanto viverá um cachorro, com ou sem papéis.

O vira-lata tem algumas qualidades que o tornam único e irrepetível. Apesar de não podermos prever o seu comportamento ou esperança de vida como se tenta fazer em raças, são animais muito inteligentes com uma forte capacidade de adaptação ao meio e às diferentes situações. São estes mesmos exemplares os que deram lugar depois às raças puras. Estes últimos são vira-latas prolongados no tempo e geneticamente modificados.

Por último, vale ressaltar que a riqueza e a variedade do sangue dos vira-latas, ao contrário do sangue empobrecido e da alta consanguinidade nos cachorros de raça, favorece uma maior esperança de vida e um menor risco de sofrer de problemas de saúde.

História do vira-lata

O cão sem pedigree ou vira-lata apenas tem algo que o carateriza, que é o fato de pertencer à família canis familiares, por isso sabemos que se trata de um cachorro.

A sua origem reside na era terciária, produto de vários cruzamentos entre os lobos. Isto conhecia-se como um cruzamento aleatório, sem a intervenção do homem, pelo que o único objetivo era a continuidade da espécie. Assim foram surgindo exemplares cada vez mais resistentes, uma vez que os fracos ou com doenças morriam e, muitas vezes, não chegavam a se reproduzir dando lugar a uma "raça muito forte". Trata-se de um cruzamento natural do qual desconhecemos os seus ancestrais.

As diferentes misturas de sangue nos cruzamentos faz com que gozem do "vigor híbrido", que não é mais do que a resistência obtida a doenças herdada por consanguinidade. Isto é lógica pura, os indivíduos mais saudáveis possuem maior fertilidade e possibilidades de se procriar que os mais fracos ou doentes.

A história ajuda-nos a entender melhor a esperança de vida destes exemplares para poder responder à pergunta feita no título da melhor forma possível.

Caraterísticas do vira-lata

Além disso, os vira-latas não contam com nenhuma desvantagem em relação aos cachorros de raça, o que os torna bastante interessantes. Com os cachorros de raça, a única coisa com a qual podemos estar tranquilos é que possuem as caraterísticas que procuramos e, mesmo assim, muitas vezes deparamo-nos com exceções na raça, pois os animais, tal como os seres humanos, são seres únicos.

Tal como nós, o seu temperamento estará associado em parte à genética que traz e em grande parte, aos fatores ambientais em que se desenvolvei e/ou desenvolve atualmente. Estes animais diferenciam-se se forem criados na rua, em uma casa de família, com um ambiente equilibrado ou forem resgatados de situações impróprias. Proporcionando-lhe amor e um ambiente saudável são extremamente fiéis e carinhosos, basta vê-los com cara de felicidade para entender o amor que sentem pela sua "matilha humana".

Para além disso, podemos adestrá-los em diferentes atividades, tal como as raças mais habituais como os cães de resgate ou de terapia.

Se deseja ler mais artigos parecidos a Quanto tempo vive um vira-lata?, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Curiosidades do mundo animal.