menu
Partilhar

Problemas de comportamento canino

 
Por Mercè Garcia, Adestradora canina especializada em mudança de comportamento. Atualizado: 27 abril 2021
Problemas de comportamento canino

Ver fichas de  Cachorros

Existem muitos problemas de comportamento que podem afetar os nossos cachorros, no entanto, antes de começar a aplicar métodos indiscriminadamente é necessário refletir: devemos conhecer as causas, os tipos de problemas que existem ou as diferentes soluções. É essencial para tomar a decisão correta ao tratá-los.

Neste artigo do PeritoAnimal mostraremos os principais problemas de comportamento canino e daremos várias dicas para que você possa encontrar uma solução. Boa leitura.

Quais as causas dos problemas de comportamento canino?

O aparecimento de problemas de comportamento nos animais é frequente e existem muitas causas que podem provocá-los. Alguns tutores até se consideram culpados, quando existem muitos fatores que eles desconhecem e que podem ter influenciado.

A genética desempenha um papel muito importante no comportamento de um cachorro. Às vezes, pode ser imposto diante do aprendizado. Não é incomum que uma cadela arisca tenha filhotes com um comportamento semelhante ou que raças que sofreram muitos castigos, como o pastor alemão, tenham certa tendência ao medo. O estresse durante a gravidez da cadela também pode influenciar os filhotes.

Outro fator decisivo em relação aos problemas de comportamento canino é a socialização do filhote. É um processo que começa por volta das 3 semanas de vida e que termina quando o cachorro tem 3 meses. Durante este período, o pequeno deve aprender tudo o que é necessário para sua etapa adulta: os hábitos próprios dos cães, a linguagem canina, a tolerância, o desapego...

Por esta razão, separar prontamente seu filhote de sua mãe e irmãos pode provocar diversos problemas de comportamento canino, pois quando o período termina, começam a aparecer os medos. Por isso, no PeritoAnimal sempre enfatizamos a importância de socializar um filhote.

Com o encerramento da socialização, o cão é suscetível a sofrer medos e até fobias. Uma experiência ruim, talvez despercebida para nós, pode provocar um autêntico trauma no animal, o que mais tarde explica por que ele reage a um estímulo ou outro.

Problemas de comportamento canino - Quais as causas dos problemas de comportamento canino?

Os 10 principais problemas de comportamento canino

A seguir explicaremos os problemas de comportamento cacnino mais comuns. Desta forma, você será capaz de identificar o que está acontecendo com seu melhor amigo e começar a trabalhar para resolver esta questão:

1. Medos de cachorros, pessoas, objetos e ambientes

O medo não é exclusivo dos cachorros que sofreram maus-tratos. Como explicamos anteriormente, existem muitas causas que podem provocar medo e fobias. A falta de habituação é geralmente a causa mais comum deste que é um dos problemas de comportamento canino mais típicos. Existem muitos tipos diferentes de medos, desde medo das pessoas até medo de fogos de artifício.

2. Ansiedade por separação

A ansiedade por separação ocorre quando o cachorro fica sozinho. Latidos prolongados, evacuações e micção, destrutividade, choros e arranhões nas portas são comuns. É um problema de comportamento canino que aparece quando o tutor não está em casa.


3. Excitabilidade

Estamos falando de comportamentos efusivos que não são bem recebidos por nós, por exemplo, o cachorro pulando em cima das pessoas, correndo por aí jogando tudo em seu caminho ou empurrando constantemente um bebê. Este é outro dentre os problemas de comportamento canino que não agrada aos tutores.

4. Destrutividade e mordida excessiva em filhotes:

Muitas pessoas afirmam que têm um filhote com problemas de comportamento, no entanto, a destrutividade em filhotes ou cachorros com mordidas muito fortes são situações totalmente normais e aceitáveis. Um filhote nunca deve ser repreendido por isso. É de vital importância entender que estão em uma etapa muito importante, em que a descoberta e as experiências terão um impacto na sua vida adulta.

5. Destrutividade em cachorros adultos

A destrutividade em cães adultos pode indicar um problema relacionado com o estresse ou com as cinco liberdades do bem-estar animal. Um cachorro que desfruta de um estilo de vida positivo e saudável, um bom estado de saúde, exercício e estimulação mental e falta de medos não deveria desenvolver este problema de comportamento canino destrutivo.

Problemas de comportamento canino - Os 10 principais problemas de comportamento canino

6. Agressividade com outros cachorros, gatos ou pessoas

Existem muitos tipos diferentes de agressividade: a proteção de recursos (o cachorro "protege" um objeto, como uma cama ou uma tigela de comida, também pode proteger um ser vivo), a agressividade por medo (diante de algo que provoca medo ou se não sabe o que vai acontecer), a agressividade territorial (o cachorro age reativamente para afastar estranhos do seu território), a agressividade predatória (o cachorro persegue carros ou crianças, por exemplo), a agressividade intrasexual (entre membros do mesmo sexo)...

7. Coprofagia

A coprofagia em cachorros (comer fezes) é comum em filhotes. É uma forma de experimentar. Assim como os bebês humanos, os pequenos colocam tudo na boca. No entanto, não é um comportamento normal em cães adultos e, portanto, é considerado um problema de comportamento canino.

8. Micção e defecação em casa

É provavelmente um dos motivos principais pelas quais os educadores caninos e adestradores são consultados. Em uma educação adequada, seria a mãe quem ensinaria seus filhotes a urinar fora do "ninho" ou do lar. Na sua ausência, cabe aos tutores ensiná-los. Se isso falhar, pode ocorrer que até em sua fase adulta o cachorro continue defecando e urinando em casa. No entanto, é possível ensinar um cachorro a fazer suas necessidade na rua para acabar com este que é ums dos principais problemas de comportamento canino.

9.Intolerância à manipulação ou ao uso de certos objetos

Este é um dos problemas de comportamento canino frequente em cães que, repentinamente, foram expostos a certos elementos aos quais não estavam acostumados. A falta de habituação faz com que o animal use diferentes formas de comunicação para afastar o estímulo desagradável. Pode ocorrer em cães que não se permitem escovar os dentes, cães que não se deixam tocar de forma alguma ou aqueles que se negam a subir em um veículo. Mais uma vez, este problema está diretamente relacionado com a socialização e habituação precoce.

10. Comportamentos anormais

Existem outros comportamentos que colocam os tutores em alerta, como as estereotipias, movimentos repetitivos e constantes sem fim aparente, o "comportamento de cachorros mimados" que rejeitam a comida ou os diferentes problemas que podem surgir entre cães.

Por último, mas não menos importante, cabe destacar que se você está sofrendo com alguns problemas de comportamento canino em casa, provavelmente existe um conflito sério entre vocês. A má interpretação da linguagem canina, o uso de aversivos (sprays repelentes, por exemplo), o castigo ou outros fatores podem estar causando esses problemas entre vocês.

Qual a solução para os problemas de comportamento canino?

O acesso às informações adequadas permite que muitos tutores corrijam eles mesmos os problemas de comportamento canino. Falamos geralmente dos comportamentos próprios dos filhotes, os problemas de micção ou os medos mais leves.

É por isso que muitos decidem aprender mais sobre linguagem canina, etologia ou consultar blogs e revistas profissionais. A aprendizagem sobre a natureza do cachorro, suas elevadas capacidades sociais e cognitivas podem nos fazer entender qual é o erro que está sendo cometido para que comportamentos anormais sejam realizados.

Também é importante destacar que algumas patologias, como é o caso do hipotireoidismo, podem alterar o comportamento dos cachorros. Precisamente por este motivo, diante de um problema grave de comportamento, é aconselhável consultar um veterinário ou um etólogo. Ambos são profissionais de saúde que podem diagnosticar uma doença, o que explica um mau comportamento. Além disso, o etólogo poderá orientá-lo sobre comportamento.

Se você descartou que seu cachorro está com dor ou alguma doença que não pode identificar a olho nu, a próxima opção será consultar um profissional para ajudá-lo a modificar o comportamento do cachorro com técnicas como a terapia comportamental. Educadores caninos, adestradores e etólogos podem ajudá-lo nesse aspecto. Recomendamos que você procure profissionais com boas referências, abertos sobre seu trabalho e que não apliquem métodos punitivos.

Para saber ainda mais sobre os problemas de comportamento canino, assista ao vídeo a seguir:

Se deseja ler mais artigos parecidos a Problemas de comportamento canino, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Problemas de comportamento.

Bibliografia
  • Grandin Temple, Deesing Mark J. (2014) Genetics and the Behavior of Domestic Animals (Second Edition) 2014, Pages 1–40 Chapter 1 – Behavioral Genetics and Animal Science Department of Animal Science, Colorado State University, Fort Collins, Colorado, USA, Grandin Livestock Handling Systems, Inc., Fort Collins, Colorado, USA

Escrever comentário

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
O que lhe pareceu o artigo?

Problemas de comportamento canino
1 de 3
Problemas de comportamento canino

Voltar ao topo da página