Porque os gatos fazem tanto barulho quando cruzam

Porque os gatos fazem tanto barulho quando cruzam

Todo o mundo que já viu dois gatos cruzando sabe a gritaria que eles fazem. A verdade é que os miados começam logo quando a gatas entram no cio, pois elas emitem miados característicos para chamar a atenção dos machos. Os machos respondem também com miados e assim se inicia a corte.

Mas é durante a cópula que os gritos são mais evidentes e escandalosos. Muitas pessoas se questionam porque é que os gatos fazem tanto barulho quando cruzam? O PeritoAnimal criou este artigo para responder precisamente a essa pergunta.

Como os gatos se reproduzem

As fêmeas atingem a maturidade sexual entre os 5 e os 9 meses de idade. Os machos atingem um pouco mais tarde, entre os 9 e os 12 meses.

É bastante evidente quando as gatas estão no cio pois, para além dos miados característicos, elas têm muitos outros sinais de que estão em cio como rebolar, elevar a cauda, etc.

As gatas têm um ciclo reprodutivo poliéstrico sazonal, em condições normais. Ou seja, elas se reproduzem mais em algumas épocas do ano, uma vez que o número de horas de luz é um fator determinante do ciclo reprodutivo. Porém, numa região equatorial, onde o número de horas com e sem luz é aproximado, as gatas apresentam um ciclo reprodutivo continuo, ou seja, se reproduzem todo o ano. Para além disso, gatas sempre confinadas a casa podem apresentar um ciclo mais contínuo do que as gatas de rua, sendo a luz artificial a explicação deste fenômeno.

O ciclo dura cerca de 21 dias. Sendo que o estro dura em média 5 a 7 dias (fase em que mais notamos os sinais de cio nas gatas) e se repete conforme o que referimos anteriormente. Este intervalo depende se a gata foi ou não cruzada com um macho durante o cio. Outros fatores podem influenciar este intervalo, como a estação do ano e a raça da gata. Por exemplo, raças de pelo longo são mais sazonais do que as raças de pelo curto. Se você tem uma gata com sinais de cio e não quer que ela engravide, confira este artigo para saber como ajudar.

Basta uma pequena distração para o seu gato ou a sua gata saírem correndo pela janela em busca de relacionamentos mais calorosos. Daí a importância da castração, principalmente para prevenir gravidezes indesejadas. Mesmo que você tenha um gato macho, é igualmente importante castrar. Você, para além de ser um tutor responsável, é um cidadão que não quer contribuir para o aumento do número de gatinhos abandonados pelas ruas sem cuidados e atenção devida. O crescimento do número de colônias continua a existir e temos de ser todos nós a lutar pelo fim deste problema no Brasil. Não queremos aumentar o número de gatos na rua, sujeitos a todo o tipo de condições adversas, acidentes, maus tratos e fome!

Como os gatos cruzam

Quando a fêmea entra no estro (fase em que a gata é mais receptiva aos machos) ela muda drasticamente o comportamento dela e já não recusa as tentativas de monta dos machos.

Ela se coloca em posição de lordose, ou seja com a porção ventral do tórax e o abdômen tocando no chão e o períneo levantado. Essa posição é necessária para o macho conseguir penetrar. O macho realiza movimentos copulatórios e a fêmea se ajusta lentamente ao macho através dos movimentos pélvicos de modo a facilitar a cópula.

A expressão facial dos gatos durante o acasalamento é muito semelhante à de gatos agressivos. O comportamento típico de acasalamento dura em média 19 minutos, mas pode ir desde 11 até 95 minutos. Gatos mais experientes podem acasalar 10 vezes numa hora. Durante o cio, as gatas podem acasalar mais de 50 vezes!

As fêmeas também podem copular com diferentes machos. A fertilização do óvulo é feita apenas por um espermatozoide mas se a fêmea acasalou com mais do que um macho, diferentes óvulos podem ser fecundados por espermatozoides de diferentes machos. Por essa razão, na mesma ninhada a fêmea pode ter filhotes de mais do que um pai.

Porque os gatos gritam quando estão cruzando

O pênis dos gatos é espinhoso. Sim você leu bem! O órgão genital destes felinos está repleto de pequenos espinhos queratinizados (como você pode ver na imagem) que servem para estimular a ovulação das fêmeas. São essas espículas penianas que induzem a ovulação. Para além disso, os espinhos permitem que o pênis não deslize durante o coito.

Ao contrário do que algumas pessoas pensam, as espículas não machucam a fêmea nem a fazem sangrar. Elas simplesmente desencadeiam um estímulo neuroendócrino que provoca a descarga de uma hormona (LH). Essa hormona vai agir dentro de 24 a 36 horas após a cópula completa.

Depois da cópula, o comportamento da fêmea é muito dramático. Assim que o macho começa a retirar o pênis, depois de ejacular, as pupilas da fêmea dilatam e 50% das fêmeas emitem um choro, como um guincho, o típico som agudo de gato cruzando. A maioria das gatas ataca o macho após o acasalamento de uma forma muito agressiva e de seguida rolam pelo chão e lambem a vulva entre 1 a 7 minutos.

Agora você já sabe porque é que os gatos fazem barulho quando acasalam. Esperamos que tenha gostado deste artigo e que continue a seguir o PeritoAnimal!

Se deseja ler mais artigos parecidos a Porque os gatos fazem tanto barulho quando cruzam, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Curiosidades do mundo animal.