Por que meu cachorro baba tanto?

Por que meu cachorro baba tanto?

Se tem um cachorro em casa, certamente que já reparou que algumas vezes se baba um pouco. A baba canina é um fenômeno normal, uma vez que as glândulas salivares do animal se encontram em constante funcionamento para o ajudar enquanto se alimenta, contribuindo para o processo de digestão.

No entanto, o seu cachorro pode chegar a salivar mais do que deveria, convertendo-se em uma constante que pode indicar algum problema que deve ser atendido por um veterinário.

Se alguma vez se perguntou, por que o meu cachorro baba tanto, neste artigo do Perito Animal explicamos-lhe o que pode estar acontecendo, para que tenha todas as informações necessárias que lhe permitam entender o que está acontecendo com o seu animal de estimação.

É normal que o cão babe?

Além da baba produto do processo de digestão, que costuma ser completamente natural, algumas raças de cães babam constantemente devido à forma caída dos seus lábios e da boca, como é o caso do Dogue alemão, do São bernardo, do Boxer, entre outros.

Além disso, alguns estímulos externos também podem provocar um excesso de salivação, que recebe o nome de ptialismo. É possível que apareça o ptialismo quando o cachorro cheira uma comida que gosta, uma vez que a expectativa por comer fá-lo babar.

Também temos situações que geram um estado de nervosismo ou medo no cão e que fazem com que babe mais, assim como emoções fortes, a ideia de sair para brincar, um clima muito quente ou um enjoo causado por uma viagem muito longa.

Algo está mal na boca

No entanto, quando a salivação persiste durante demasiado tempo sem que o cão tenha recebido nenhum estímulo deste tipo, é o momento de se preocupar ou começar a descartar possíveis fatores que possam estar ocasionando o problema.

É necessário detectar o que está causando o problema de salivação não só porque isto pode desidratar o animal, mas também porque costuma ser um sinal de que algo mais não está bem no organismo do cão.

A primeira coisa que deve fazer diante de uma salivação excessiva é avaliar cuidadosamente se existe alguma coisa dentro da boca do seu cão que esteja provocando o problema, como por exemplo:

  • Um objeto estranho: talvez o seu cachorro tenha engolido alguma coisa que o esteja incomodando desde o estômago ao esófago, ou que o objeto esteja preso nos seus dentes ou gengivas.
  • Doenças dos dentes: inflamações, infecções, dentes partidos e outras doenças relacionadas com a cavidade bucal podem fazer com que o cão salive mais que o normal.
  • Tumores: se detectar qualquer protuberância anormal em alguma região da boca, consulte o veterinário imediatamente.
  • Inflamação: a gengivite e a estomatite, que vivem acompanhadas de outros sintomas, podem provocar excesso de salivação.

Em qualquer dos casos, deve dar os cuidados básicos ao seu cão (como por exemplo tentar extrair o objeto estranho da sua boca, sempre e quando isto seja seguro), e depois levá-lo ao veterinário.

Outros problemas

Se o que origina a salivação do seu cão não se deve a nenhum problema na sua cavidade bucal, então chegamos ao momento de explorar outras possíveis causas:

  • Raiva: se a salivação vem acompanhada de espuma na boca e um comportamento violente anormal, o seu cão necessita de atenção médica imediata.
  • Envenenamento: entre os sintomas de envenenamento encontra-se a salivação, respiração agitada, dilatação das pupilas e das fossas nasais, entre outros. Pode acontecer não só com a ingestão de veneno, mas também através de outras substâncias como produtos de limpeza da casa, etc.
  • Picada: pode ter sido picado por algum inseto, sapo ou réptil.
  • Intoxicação por algum alimento: o cão pode ser alérgico a certas comidas.
  • Doença neurológica: pode impedir que o animal realize com normalidade o processo de engolir saliva.
  • Náuseas: cuja causa deverá ser diagnosticada.
  • Uso de tranquilizantes.
  • Problemas com o metabolismo.

Sintomas que acompanham a salivação

Quando o excesso de salivação não é resultado de uma estimulação pela comida ou causado por um estado de nervosismo, costuma vir acompanhado de outros sintomas que são preocupantes.

  • Mau hálito
  • Protuberância estranha na cavidade bucal
  • Fadiga
  • Sonolência
  • Vômito
  • Problemas para engolir e comer
  • Dificuldade respiratória

Diagnóstico

Quando se trata de algum dos problemas que mencionamos, o veterinário deverá realizar uma série de testes para descobrir a causa real, como por exemplo:

  • Um exame físico completo
  • Se existe alguma protuberância na boca, nos lábios ou gengivas, será necessária uma biopsia.
  • Exame da cavidade bucal e dos dentes.
  • Exames de sangue, para descartar a anemia e infecções.
  • Em caso de suspeita de problemas metabólicos, será necessário um exame de urina e um perfil químico.
  • Exames para comprovar o estado do fígado.

O veterinário determinará qual é o melhor tratamento de acordo com os sintomas do cão.

Tipos de tratamento

É evidente que o tipo de tratamento que se deva aplicar dependerá totalmente da causa que produza a salivação excessiva no cachorro.

Se se trata de doenças dentárias, é possível que seja necessária a extirpação da massa invasora ou que se receitem anti-inflamatórios e antibióticos no caso de infecções. É provável que o médico recomende uma rotina de higiene bucal para o seu cão.

Ao estar na presença de um tumor, apenas a biopsia poderá determinar o esta de avanço do mesmo, com o qual se analisarão as possibilidades para encontrar o tratamento adequado.

Diante da suspeita de um objeto estranho no trato digestivo, será necessário realizar uma endoscopia, e depois de a fazer o veterinário determinará a melhor forma de extrair o objeto.

Estes são alguns dos tratamentos que se podem aplicar. Lembre-se sempre de dar ao seu amigo os cuidados médicos que necessita, não espere que a situação piore para o levar ao veterinário.

Este artigo é meramente informativo, no PeritoAnimal.com.br não temos capacidade para receitar tratamentos veterinários nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Sugerimos-lhe que leve o seu animal de estimação ao veterinário no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se deseja ler mais artigos parecidos a Por que meu cachorro baba tanto?, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Outros problemas de saúde.