Plantas tóxicas para gatos

Plantas tóxicas para gatos

Tal como os cachorros, os gatos são animais que também costumam comer plantas para depurar o seu organismo ou adquirir determinadas vitaminas que a sua alimentação normal não lhes proporciona. Embora nos possa parecer algo normal e inofensivo, a verdade é que devemos ter muito cuidado com as plantas que adquirimos para decorar a nossa casa ou jardim, pois existem muitas bastante tóxicas para eles.

Essas plantas podem causar no felino danos dermatológicos, digestivos, neurológicos, cardíacos, renais ou, inclusive, a morte. Para evitar que isto aconteça, no PeritoAnimal explicamos-lhe quais são as plantas tóxicas para gatos mais comuns e o que provoca a sua ingestão no seu pet.

O que a intoxicação por plantas causa nos gatos

Em função do tipo de planta tóxica que o nosso gato tiver ingerido ou tocado, irá desenvolver sintomas diferentes. Os transtornos e problemas de saúde mais comuns que causam no felino são os seguintes:

  • Transtornos digestivos

Costumam causar problemas gastrointestinais que causam diarreia aguda, vômitos e gastroenterite hemorrágica, insuficiência hepática que causa perda de apetite e falta de ânimo (além de diarreia e vômitos), e gastrite aguda, principalmente.

  • Transtornos neurológicos

As plantas que afetam o sistema nervoso podem causar convulsões, espasmos, salivação excessiva, falta de coordenação, alucinações e, inclusive, apresentar danos oculares ou dilatação das pupilas.

  • Transtornos cardíacos

Podem aumentar o ritmo cardíaco do animal, produzir arritmias, dificuldades respiratórias e, nos casos mais graves, paragem cardíaco.

  • Insuficiência renal

Costuma apresentar os primeiros sintomas passadas algumas horas depois da intoxicação, sendo o principal os vômitos, pelo que se pode confundir com um transtorno gastrointestinal. À medida que os dias avançam e a insuficiência renal se torna mais extensa, os vômitos param e aparecem outros indícios, como perda de peso (anorexia), desidratação e depressão.

  • Dermatite alérgica

Este tipo de condição aparece por contato direto com a planta tóxica e desenvolve irritação na zona afetada, inflamação, coceira e dor intensa, vermelhidão e, inclusive, perda de pelo.

Dependendo do tipo de intoxicação e da planta, o gato pode desenvolver um tipo de transtorno ou vários. De seguida, mostramos-lhe as plantas tóxicas mais comuns em função do tipo de dano que o seu consumo ou toque causam no gato.

Plantas que causam transtornos digestivos, neurológicos ou cardíacos

As plantas tóxicas mais comuns que causam transtornos cardíacos, danos no sistema digestivo ou nervoso do gato são as seguintes:

  • Oleandro. Desenvolve principalmente problemas gastrointestinais, mas em função da quantidade ingerida, também pode causar dificuldade respiratória, arritmias e paragem cardíaco nos casos mais extremos. Pode causar também febre e sonolência.
  • Azaleia. Embora afete principalmente o sistema digestivo, causando diarreia, vômitos e salivação excessiva. Em pequenas quantidades, pode desenvolver também uma falta de coordenação acompanhada de alucinações. Ingerir quantidades mais elevadas pode provocar danos digestivos agudos, dificuldade respiratória, alteração do ritmo cardíaco, convulsões hipertensão, coma e, inclusive, a morte nos casos mais graves.
  • Dieffenbachia. Todas as partes desta planta são tóxicas para os gatos, pelo que pode sofrer danos após ingeri-la ou, simplesmente, por contato direto. Por contato, a planta causa transtornos dermatológicos, tais como irritação, inflamação da zona, vermelhidão ou bolhas. Por ingestão, causa ardor bucal no momento, pelo que o mas comum é que o gato a deixe de comer de imediato. Além disso, provoca inflamação da garganta, dor, inchaço do pescoço, estômago e esófago, dificuldade para engolir, salivação excessiva, vômitos, dificuldade respiratória e, nos casos mais graves, asfixia.
  • Eucalipto. Esta é uma das plantas mais fáceis de encontrar em florestas e zonas públicas com jardins, pelo que se o seu gato costuma fugir de casa ou se lhe dá liberdade total para sair, deve ter muito cuidado. Ingerir esta planta causa transtornos gastrointestinais, diarreia e vômitos.
  • Hera. Todas as partes desta planta são venenosas, em especial os seus frutos que são altamente perigosos. A sua ingestão causa tanto transtornos gastrointestinais, como diarreia e vômitos, como espasmos e aceleramento do ritmo cardíaco. Além disso, o simples contato com a pele desenvolve no nosso gato dermatite e erupções. Nos casos mais graves no quais se consume uma maior quantidade desta planta, pode causar a morte.
  • Hortênsia. São tóxicas tanto as folhas como as flores, e os sintomas mais comuns que apresenta uma intoxicação por esta planta são próprios dos transtornos gastrointestinais (diarreia, vômitos e dor abdominal). Em função da quantidade ingerida, pode afetar o sistema nervoso provocando problemas de habilidades motoras, como a falta de coordenação.
  • Jacinto. Embora as flores sejam tóxicas, a parte mais perigosa para os gatos é o bulbo. Provoca transtornos digestivos como a irritação gastrointestinal, diarreia e vômitos.
  • Lírio. Ingerir esta planta tóxica para gatos causa principalmente transtornos digestivos, como diarreia, vômitos, dor abdominal e mal-estar geral. Nos casos mais graves pode provocar hipertensão e aumento da pressão arterial do felino.
  • Maconha. Apesar de ser ilegal ter esta planta em casa, deve saber que a sua ingestão é altamente tóxica para o gato. Causa sintomas como falta de coordenação, vômitos, diarreia, babar de forma excessiva, convulsões, aumento do ritmo cardíaco e, em casos piores, coma.
  • Visco. A parte mais tóxica desta planta é o fruto e, são precisas quantidades bem grandes para causar uma intoxicação grave. Causam danos gastrointestinais que desenvolvem vômitos, diarreia e mal-estar geral no felino. Também pode provocar uma dilatação das pupilas e salivação excessiva. Nos casos em que se ingerir uma grande quantidade de frutos, os danos causados serão neurológicos e cardiovasculares, provocando dificuldade respiratória, asfixia, aumento da frequência cardíaca, taquicardia, falta de coordenação, convulsões, coma e, inclusive, paragem cardíaca.
  • Poinséttia. Uma das plantas mais comuns em casa durante o inverno e, por sua vez, uma das mais tóxicas para os gatos. Se a ingerir, pode causar transtornos digestivos que irão provocar diarreia, vômitos e dor abdominal. No caso de ter contato direto com a seiva da planta, esta causará irritação na pele e nos olhos do felino, coceira e erupções.
  • Narciso. Todas as variedades do narciso são tóxicas para gatos na sua totalidade. Pelo contato a planta desenvolve irritação na pele, enquanto que se for ingerida causa problemas gastrointestinais graves como vômitos e diarreia aguda, inflamação e dor abdominal, e transtornos cardíacos que podem levar à morte do animal.
  • Tulipa. Todas as partes da tulipa são tóxicas, a sua ingestão pode provocar no gato uma irritação gastrointestinal acompanhada de vômitos e diarreia.

Além destas plantas tóxicas, existem outras altamente perigosas para os felinos que também causam problemas digestivos, nervosos ou cardíacos: alho, damasqueiro e macieira (as sementes e caroços das frutas são tóxicos), aconitum, ligustro, tremoços, aloe, ranúnculo, castanheiro-da-índia, cebola, açafrão de outono, dedaleira, estramônio, jasmim amarelo, louro, rododendro, sambucus e teixo.

Se tem qualquer uma destas plantas em casa deverá certificar-se de que permanece longe do alcance do seu gato. Além disso, se suspeitar que o seu felino se intoxicou pela ingestão ou contato direto de alguma delas, não hesite e leve-o ao veterinário o quanto antes. Lembre-se que a gravidade dos sintomas está relacionada com a quantidade ingerida da planta e que, inclusive, algumas são mortais.

Plantas tóxicas para gatos que prejudicam a função renal

As plantas mais comuns que causam uma disfunção do sistema renal nos gatos são as liliáceas (como as tulipas e os lírios) e as hemerocallis. Todas as partes de ambas as plantas são altamente tóxicas, a sua toxicidade é tanta que basta ingerir uma simples folha para desenvolver os sintomas.

No caso de morder ou ingerir um das duas plantas, o gato terá vômitos, perda de apetite e fraqueza. À medida que os danos no sistema renal avançam, o felino irá reduzir os vômitos até ao seu total desaparecimento, começará a provocar anorexia devido à falta de alimento e, pode inclusive deixar de produzir urina.

Os sintomas não são imediatos, os primeiros sinais costumam aparecer passadas duas horas após a ingestão da planta. Se não se aperceber disso, a insuficiência renal torna-se aguda passados os três dias após a intoxicação. Por isso, é imprescindível consultar o veterinário, visto que apenas o tratamento médico pode salvar a vida do seu gato.

Plantas tóxicas para gatos que causam dermatite alérgica

Além das plantas anteriores que provocam transtornos dermatológicos e gastrointestinais, existem outras plantas que podem causar este tipo de problemas no nosso gato. As mais comuns são as seguintes:

  • Nenúfar
  • Margarida
  • Urtiga
  • Prímula
  • Jiboia

Uma vez que o seu gato tenha o contato direto com alguma destas plantas, desenvolverá irritação na pele, erupções, vermelhidão, inflamação, coceira, dor intensa, ardor, bolhas e, inclusive alopecia localizada. No caso de as ingerir, podem provocar ardores bucais e problemas gastrointestinais.

Nos casos leves por contato, podemos tratar o dano com pomadas anti-inflamatórias que contenham cortisona, receitadas sempre por especialistas veterinários, e cobrir a zona afetada com compressas frias para acalmar os ardores. No entanto, nos casos mais graves é indispensável consultar o veterinário para que este administre ao felino por via intravenosa o tratamento anti-alérgica mais adequado.

Leia também o nosso artigo sobre: como afastar os gatos das plantas.

Este artigo é meramente informativo, no PeritoAnimal.com.br não temos capacidade para receitar tratamentos veterinários nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Sugerimos-lhe que leve o seu animal de estimação ao veterinário no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se deseja ler mais artigos parecidos a Plantas tóxicas para gatos, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Outros problemas de saúde.