Partilhar

Os cachorros têm memória?

Por Vanessa Lopes, Redatora do PeritoAnimal. Atualizado: 14 novembro 2017
Os cachorros têm memória?

Ver fichas de  Cachorros

Quantos vezes não olhamos para o nosso cachorro e questionamos sobre o que estará pensando? Se se lembra da atitude que você corrigiu no outro dia? Ou, o que é que pode estar acontecendo dentro daquela pequena cabeça, que não consegue vocalizar os seus sentimentos e emoções? A verdade é que não temos a certeza se os cachorros contam com a capacidade que os seres humanos têm de viajar mentalmente no tempo e no espaço, através da poderosa e mágica "memória".

Tem um cachorro e quer saber mais sobre a sua natureza psicológica? Se consegue se lembrar dos momentos, experiências e vivências que compartilha consigo para depois as guardar na sua caixa forte mental? Continue lendo este artigo do PeritoAnimal e descubra se os cachorros têm ou não memória.

Também lhe pode interessar: Os gatos têm boa memória?

A memória do cachorro

Sabemos que o nosso cachorro se lembra de nós, pois sempre que chegamos a casa depois de um longo dia de trabalho, ou ao ir buscá-lo depois de uma viagem, nos recebe com afeto e emoção, como se estivesse expressando alegria de nos voltar a ver. Mas, o que acontece com as outras coisas, pessoas ou momentos da sua própria vida? Pois o que acontece é que o seu cachorro tende a se esquecer. Sim, é possível que o seu cachorro não se lembre daquele passeio pela praia que você lhe proporcionou como um dos melhores momentos de relaxamento e, de certeza que também não se lembra de ter comido a deliciosa comida que lhe preparou ontem.

É claro que os nossos companheiros peludos se lembram e, por isso, podemos dizer que os cachorros têm memória, mas o seu mecanismo é diferente ao dos humanos. Os cachorros podem se lembrar de algumas coisas, enquanto que outras vêm e desaparecem rapidamente dentro da sua cabeça. Segundo estudos realizados, os cachorros, ao contrário dos seres humanos, não contam com um tipo de memória conhecida como a "memória episódica", que é a responsável por absorver, reter e selar os episódios no nosso disco duro e dar-nos essa sensação de vivência tão importante.

Os nossos amigos caninos têm o tipo de memória associativa que, como o seu nome indica, permite-lhes associar certas coisas e convertê-las em uma espécie de lembranças. Basicamente, os cachorros são animais 100% codificados com base nos hábitos e na repetição. Por exemplo, o seu cachorro poderia sobreviver a uma queda da varanda de casa, mas logo depois não quererá se aproximar desse lugar ou terá medo de o fazer. Não o fará porque se lembra do episódio fatal, mas sim porque associou o lugar a dor e medo. O mesmo acontece com a coleira e guia que usa para o levar a passear. O seu cachorro fica emocionado cada vez que o leva a passear, isto acontece porque associa este objeto com o momento de sair de casa. O bom é que com amor e adestramento todas as associações podem ser mudadas, em especial, as negativas.

Os cachorros têm memória? - A memória do cachorro

Os cachorros vivem o momento

Isto dizem os especialistas, que os cachorros funcionam melhor com uma espécie de memória de curto prazo que com a memória de longo prazo. A memória do presente, serve para desenvolver uma ação, reação ou comportamento imediato, que não representa necessariamente uma informação que deva ser armazenada por um longo período de tempo. No entanto, como qualquer outro animal todo o conhecimento que depois possa ser preciso para sobreviver, pode ficar gravado.

Por isso, é importante que se for repreender ou ensinar algo ao seu cachorro, o faça no máximo 10 ou 20 segundos depois de ter feito mal. De outra forma, se tiverem passado sejam 10 minutos ou 3 horas, é possível que o cachorro não se lembre e não entenda porque o está repreendendo e, por isso, será uma batalha perdida. Neste sentido, mais que repreender os maus comportamentos, no PeritoAnimal aconselhamos a premiar os bons, porque são mais fáceis de identificar no momento de os fazer. Desta forma, e visto que os cachorros têm memória associativa, o seu cachorro relacionará esse bom ato com algo positivo (uma guloseima, carícias, etc) e é muito provável que acabe por aprender o que é bom ou não fazer. Para saber como levar a cabo este tipo de adestramento, não perca o nosso artigo no qual falamos sobre o reforço positivo nos cachorros.

Os cachorros têm memória? - Os cachorros vivem o momento

Então mas os cachorros têm ou não memória?

Sim, como referimos nos pontos anteriores, os cachorros têm memória de curto prazo mas, funcionam sobretudo com a memória associativa. Aprendem as regras de convivência e ordens básicas de adestramento associando-as a palavras e gestos, e são capazes de se lembrarem do nosso cheiro corporal e som da voz. Desta forma, embora possam se lembrar de pessoas, outros animais, objetos ou ações através da associações, os cachorros não têm memória de longo prazo. Como dissemos, não retêm momentos ou vivências passadas, mas sim o que sentiram para associar um determinado lugar a algo que consideram positivo ou negativo.

Os cachorros têm memória? - Então mas os cachorros têm ou não memória?

Se deseja ler mais artigos parecidos a Os cachorros têm memória?, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Curiosidades do mundo animal.

Escrever comentário sobre Os cachorros têm memória?

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
O que lhe pareceu o artigo?

Os cachorros têm memória?
1 de 4
Os cachorros têm memória?

Voltar ao topo da página