Partilhar

Obesidade nos coelhos - Sintomas e Dieta

Por Vanessa Lopes, Redatora do PeritoAnimal. 17 maio 2016
Obesidade nos coelhos - Sintomas e Dieta

Ver fichas de  Coelhos

Os coelhos ou Oryctolagus cuniculus são, dentro dos pequenos mamíferos, dos que mais tendência têm para engordar. Por isso, não é de estranhar que um coelho doméstico acabe tendo obesidade.

De fato, muitas pessoas com animais de estimação costumam demonstrar o seu carinho por eles com excessos que muitas vezes se manifestam em forma de alimento. Mas devemos ter em conta que o excesso de comida nunca é saudável e muito menos se se tratar de um tipo de comida diferente à básica.

Se tem um coelho ou está pensando em adotar um, informe-se sobre a obesidade nos coelhos, os seus sintomas e dieta que devemos oferecer-lhe para melhorar a sua saúde.

Também lhe pode interessar: Dieta para gatos obesos

O que é a obesidade?

A obesidade é o excesso de peso em forma de gordura no corpo. Ocorre em animais que são propensos a ela geneticamente e/ou pelo seu estilo de vida.

Além de ser um problema em si, este agrava ou acelera outras possíveis doenças ao longo do tempo. Outros efeitos da obesidade mais diretos são a perda de agilidade, o desgaste das articulações, o cansaço e o aumento do sono, entre muitos outros.

Sintomas da obesidade em coelhos

Como referimos antes, os coelhos são animais de estimação que têm tendência à obesidade, sobretudo se passarem a maior parte do dia na gaiola a dormir, comer e com pouco espaço para correr. Uma dieta pouco saudável e a falta de exercício bastante muito o aumento de peso.

Alguns problemas derivados da obesidade nos coelhos são uma má higiene, uma vez que o animal não poderá chegar a todas as zonas do corpo para se limpar adequadamente e a redução ou impossibilidade de levar a cabo a coprofagia que precisam de realizar para obter todas as vitaminas do alimento. Além disso, ocorre o aparecimento de micoses, que é uma infecção que se produz na zona anal, entre outras infeções que podem aparecer como a dermatite, que ocorre na pele devido às dobras desta produzidas pelo excesso de peso. A artrite precoce e a pododermatite com feridas nas patas são mais doenças que ocorrem como resultado de um peso excessivo. Por isso, é aconselhável saber como se pode prevenir e detetar este problema o quanto antes nos nossos pequenos peludos.

Quando virmos que o nosso companheiro está muito cansado com pouco esforço, come e dorme mais que o normal, o seu volume é maior e tocando no seu lombo custa-nos apalpar as costelas, podemos começar a suspeitar de obesidade ou, no mínimo, de sobrepeso. É aconselhável que em cada visita ao veterinário especialista em pequenos mamíferos o nosso coelho seja pesado e siga a sua evolução. O especialista irá nos indicar se se trata de sobrepeso, problema que é mais fácil de resolver, ou se já nos encontramos perante uma obesidade que devemos começar a combater pela saúde do nosso animal de estimação.

Como para qualquer outro ser vivo, o melhor para prevenir e combater a obesidade em coelhos é uma alimentação saudável e exercício.

Obesidade nos coelhos - Sintomas e Dieta - Sintomas da obesidade em coelhos

Dieta

A alimentação do coelho deve se basear no feno abundante à livre disposição o tempo todo, pois precisam de grandes quantidades de fibra. Para complementar a alimentação adequada devemos oferecer-lhe alimento especial para eles da melhor qualidade que pudermos e nas quantidades diárias adequadas para o seu peso. De seguida, deixamos-lhe uma tabela de orientação geral das quantidades de alimento recomendadas segundo o peso do coelho:

  • Coelhos de menos 500 gr - 30 gr de alimento por dia
  • Coelhos de 500 gr a 1000 gr - 60 gr de alimento por dia
  • Coelhos de 1000 gr a 1500 gr - 100 gr de alimento por dia
  • Coelhos de 1500 gr a 2000 gr - 120 gr de alimento por dia
  • Coelhos de mais de 2000 gr - 150 gr de alimento por dia

Além da alimentação mais básica, podemos dar-lhes outros alimentos ricos em fibra, mas devemos tê-los como uma guloseima que lhe oferecemos de vez em quando, nunca como base da sua alimentação. Por exemplo, algumas destas guloseimas naturais com alto conteúdo em fibra são as folhas das verduras e a alfafa. Devemos pensar que as raízes como as cenouras contêm altos níveis de açúcar, pelo que podemos dar ao nosso coelho alguma sempre e quando permitirmos o exercício suficiente para gastar a contribuição enérgica e não acumulá-la. Com as frutas acontece o mesmo que com as raízes, devido ao seu alto conteúdo em açúcar deverá tratar-se de um prêmio ocasional.

Por último, temos as guloseimas que se vendem já preparadas nas lojas, mas estas têm muito mais açúcar que as naturais anteriormente mencionadas, por isso, se optarmos por comprar alguma destas guloseimas devemos dar-lhe com um grande espaço de tempo e em pequenas porções. Por último, não nos devemos esquecer que devem ter sempre água fresca em abundância à sua disposição.

No caso de ter o seu pequeno peludo com sobrepeso ou obesidade detetado devemos começar a reduzir a quantidade de comida de forma gradual e eliminar as guloseimas. Além disso, devemos aumentar o máximo possível as suas horas de exercício.

Obesidade nos coelhos - Sintomas e Dieta - Dieta

Exercício

Como complemento à dieta adequada e saudável, devemos adicionar o exercício diário para prevenir ou tratar a obesidade nos coelhos. Devemos ter presente que são seres vivos e precisam de se mexer e relacionar com outros da sua espécie pelo que devemos deixá-los sair, correr, saltar e brincar propiciando assim a sua boa saúde, pois assim o coelho irá fortalecer os seus músculos, o seu esqueleto e além disso queimará calorias. Desta forma, conseguimos ajudá-lo a perder peso excessivo e mais para a frente a manter o peso ótimo em cada exemplar.

Se o nosso companheiro viver em semi liberdade e contar com um grande espaço livre para correr e saltas, mas ainda assim tiver obesidade, está claro que o problema é a alimentação.

Devemos brincar com ele para nos certificarmos de que faz o exercício diário necessário. A maioria dos coelhos domésticos costumam estar nas gaiolas onde têm a comida e a água, mas devemos ser conscientes que, tirá-los uns minutos por dia da gaiola para correrem por um cômodo da casa não é suficiente.

Por isto mesmo, recomendamos que tire o coelho da gaiola o máximo de tempo possível e brinque com ele para que se mexa e não fique quieto em algum canto. Além disso, existem formas de fazer estas corridas pela casa mais divertidas, pode por exemplo construir um circuito e esconder coisas nele para que as procurem.

Seguindo estes conselhos, conseguirá ver que o seu coelho se mantém saudável e no caso de ter obesidade, baixará em pouco tempo de peso de forma muito saudável. Desta forma, recuperará a vitalidade, a agilidade, a vontade de brincar e sobretudo a saúde do seu amigo de orelhas e patas comprida, algo que nos permitirá desfrutar de mais anos da sua companhia.

Obesidade nos coelhos - Sintomas e Dieta - Exercício

Este artigo é meramente informativo, no PeritoAnimal.com.br não temos capacidade para receitar tratamentos veterinários nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Sugerimos-lhe que leve o seu animal de estimação ao veterinário no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se deseja ler mais artigos parecidos a Obesidade nos coelhos - Sintomas e Dieta, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Outros problemas de saúde.

Escrever comentário sobre Obesidade nos coelhos - Sintomas e Dieta

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
O que lhe pareceu o artigo?
1 comentário
A sua avaliação:
Stephany
O nome da minha coelha é Zoe ! Eu escolhi aqui ! Pois estava sem ideias , eu acho que ela gostou ! Ela é mt agitada e ligeira! Bjs adorei as dicas!💗💗💗
Mariana Castanheira (Editor/a de PeritoAnimal)
Oi Stephany! A Zoe é linda demais! Entregue um carinho nele e continue acompanhando o PeritoAnimal.

Obesidade nos coelhos - Sintomas e Dieta
1 de 4
Obesidade nos coelhos - Sintomas e Dieta

Voltar ao topo da página