Partilhar

O meu gato não quer ir ao veterinário, o que fazer?

Por Vanessa Lopes, Redatora do PeritoAnimal. Atualizado: 5 dezembro 2017
O meu gato não quer ir ao veterinário, o que fazer?

Ver fichas de  Gatos

Ir a um veterinário com um gato nervoso, excitado e inclusive agressivo é um problema comum que muitos donos de gatos têm. Embora nem sempre aconteça pelo mesmo motivo a realidade é que os conselhos são úteis para diversos casos.

Tirar um gato da sua zona de conforto é algo que a maioria dos felinos não gosta, mas devemos fazer tudo o que for possível para conseguir uma melhor aceitação da situação.

Se quer conhecer os conselhos do PeritoAnimal continue lendo este artigo sobre o que deve fazer se o seu gato não quer ir ao veterinário e conseguir de uma vez por todas levar o seu pet ao veterinário sem incidentes.

Melhorar a percepção do gato

Parece que no momento em que pega na caixa de transporte do gato, ele já conhece as suas intenções, algo bem verdade. Os gatos percebem e lembram-se de situações já vividas, especialmente se não tiverem sido do seu agrado.

A realidade é que para levar o seu gato ao veterinário sem incidentes deve habituá-lo desde pequeno a viajar e a conhecer novas pessoas que lhe toquem. Se isso não foi possível até agora para tentar familiarizá-lo com a situação vamos dar-lhe alguns conselhos:

Deverá ser natural e manter uma atividade tranquila durante todo o processo, se ficar nervoso o gato vai notar logo. Por isso, é importante que leve o seu tempo para assegurar a serenidade a todo o momento.

É muito importante que não tente pegar no gato com força e estando nervoso, pois isso fará com que a sua percepção da situação piore muito mais.

O meu gato não quer ir ao veterinário, o que fazer? - Melhorar a percepção do gato

Passos a seguir para levar o seu gato ao veterinário

Se quer ir ao veterinário com o seu gato sem problemas, siga os conselhos que lhe vamos dar de seguida:

  1. Para começar deve conseguir que o gato entre na caixa de transporte, por isso é fundamental que esta seja confortável para ele e que o faça entrar sem problemas. Para isso, é importante deixá-la aberta no meio da casa antes de ir ao veterinário deixando guloseimas no interior (por exemplo), deste modo entrará e sairá todos os dias e relacionará a caixa de transporte a algo positivo, a guloseima. Além de utilizar comida pode incluir uma mantinha ou objetos do seu agrado para começar a gostar da sua caixa de transporte ou pelo menos de maneira a não parecer tão má.
  2. Uma vez que tenha conseguido melhorar a relação do gato e da caixa de transporte, deve preparar-se para a consulta do veterinário e quando o gato se encontrar no interior deve oferecer-lhe uma guloseima e fechar a caixa. Ignore os miados e premie-o quando se encontrar em silêncio e calmo.
  3. Durante a viagem tente ter uma condução calma para que o gato não entenda a situação como estressante, pode tapá-lo um pouco para gerar uma maior aceitação da parte dele.
  4. Já no veterinário deve oferecer-lhe mais guloseimas e tente ser carinhoso com o gato, pode consultar o especialista se existir algum produto homeopático para relaxar e melhorar a qualidade das visitas ao veterinário.

Se a viagem para o veterinário for um pouco longa, então recomendamos que consulte as nossas recomendações para viajar de carro com um gato de maneira a correr tudo bem.

O meu gato não quer ir ao veterinário, o que fazer? - Passos a seguir para levar o seu gato ao veterinário

Se deseja ler mais artigos parecidos a O meu gato não quer ir ao veterinário, o que fazer?, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Problemas de comportamento.

Escrever comentário sobre O meu gato não quer ir ao veterinário, o que fazer?

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
O que lhe pareceu o artigo?

O meu gato não quer ir ao veterinário, o que fazer?
1 de 3
O meu gato não quer ir ao veterinário, o que fazer?

Voltar ao topo da página