Partilhar
Partilhar em:

O meu cachorro tem respiração ofegante, é normal?

O meu cachorro tem respiração ofegante, é normal?

Ver fichas de  Cachorros

Se decidiu adotar um cachorro, deve se certificar antes que poderá dar resposta a todas as suas necessidades, sendo algumas delas o tempo, o afeto e a socialização com a família humana. Além disso, passar tempo com o seu cachorro permite-lhe observá-lo e compreender o seu comportamento habitual, sendo muito mais fácil identificar qualquer sinal que possa indicar uma doença.

Um destes sinais pode ser a respiração ofegante, embora como vai ver de seguida, nem sempre esconde uma doença, uma vez que também é um mecanismo fisiológico que ocorre várias vezes.

Se convive com um cachorro, de certeza que já se questionou se é normal o meu cachorro ter respiração ofegante. No seguinte artigo do PeritoAnimal vamos abordar esta questão e esclarecer suas dúvidas.

Também lhe pode interessar: Meu cachorro tem o nariz frio, é normal?

Ofegar, um mecanismo fisiológico

A respiração ofegante dos cachorros é principalmente um mecanismo regulador para manter a temperatura corporal em um nível adequado, uma vez que ao tirar a língua e inalar ar rapidamente são capazes de diminuir a temperatura e livrar-se do excesso de calor que podem estar acumulando, através da evaporação.

O mecanismo de ofegar costuma ocorrer quando a temperatura corporal do cachorro aumenta para os 38-39 graus, pois apesar dos cães contarem com glândulas sudoríparas nas suas almofadas, estas não são suficientes para um processo de refrigeração eficaz.

Causas normais da respiração ofegante no cachorro

Se o seu cachorro ofega muito e não é devido ao calor ou ao exercício, então pode se dever a outros fatores que não são patológicos e que obedecem a outro tipo de causas, como as seguintes:

  • Estresse e medo: Tal como uma pessoa sofre de ansiedade, quando um cachorro tem medo (de ir ao veterinário ou perante situações de pirotecnia) ou está estressado, todo o seu organismo sofre mudanças fisiológicas e aumenta a frequência cardíaca, assim como a respiratória, provocando a respiração ofegante.
  • Alegria excessiva: Quando o cachorro se encontra muito alegre (porque chegou a casa ou porque ele regressa de uma creche canina), também é normal que se alterem as suas funções vitais e aumente o seu ritmo respiratório dando lugar à respiração ofegante.

No entanto, deve ter em conta que embora a respiração ofegando seja normal em uma situação de estresse, quando esta situação se prolonga no tempo é imprescindível consultar o veterinário, pois o estresse no cachorro pode ter consequências prejudiciais para a saúde do mesmo.

Causas patológicas da respiração ofegante no cachorro

Infelizmente por vezes a respiração ofegante pode ser sinal de doença e, por isso é tão importante saber reconhecer estas situações de forma antecipada para poder agir rapidamente:

  • Golpe de calor: A respiração ofegante é um dos principais sintomas que aparece quando um cachorro sofre de um golpe de calor, o que é habitual durante o verão. Neste caso observa-se uma respiração muito acelerada e a presença de salivação excessiva.
  • Sobrepeso e obesidade: Tal como acontece com os seres humanos, o sobrepeso e a obesidade são situações que predispõem o organismo a várias doenças. Um cachorro que carregue muitos quilos, terá mais dificuldades em manter a um nível normal a sua temperatura corporal, por isso ofegará com mais frequência.
  • Envenenamento: O aumento da frequência respiratória e uma respiração ofegante excessiva podem ser sintomas de envenenamento no cachorro. Dependendo da substância tóxica poderão ser observados também vômitos, letargia ou alterações neurológicas.

Nos casos em que o cachorro sofre de alguma condição respiratória ou coronária, a respiração ofegante também ocorrerá como sintoma da mesma. Por isso, nestes casos é imprescindível que o veterinário realize um seguimento periódico para avaliar a saúde do cachorro e a eficácia do tratamento farmacológico nos casos em que for necessário.

Consulte o veterinário perante sinais de alerta

Se a respiração ofegante excessiva não corresponde de forma clara com uma situação de tensão emocional, mas aparecer acompanhada de outros sinais que podem indicar que algo não está bem, não hesite em levar o seu cachorro ao veterinário o quanto antes.

Além de ser um mecanismo regulador, a respiração ofegante pode esconder alterações orgânicas muito graves e, por isso estas também precisam de uma atenção veterinária o quanto antes.

Se deseja ler mais artigos parecidos a O meu cachorro tem respiração ofegante, é normal?, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Curiosidades do mundo animal.

Comentários (0)

Escrever comentário sobre O meu cachorro tem respiração ofegante, é normal?

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
O que lhe pareceu o artigo?

O meu cachorro tem respiração ofegante, é normal?
1 de 5
O meu cachorro tem respiração ofegante, é normal?