Luxação de patela em cães - Sintomas e tratamento

Luxação de patela em cães - Sintomas e tratamento

A luxação de patela em cães pode ocorrer por diversos motivos, pode ser congênita ou provocada por um traumatismo.

As raças pequenas na etapa adulta são mais propensas a sofrer desta lesão. Entre as raças grandes e gigantes costuma ocorrer na sua etapa de filhote. Lembre-se que, os cachorros com luxação congênita não se devem reproduzir uma vez que podem transmitir este problema de saúde aos seus filhotes.

Neste artigo do PeritoAnimal vamos lhe explicar tudo sobre a luxação de patela em cães, os seus sintomas, tratamento e diagnóstico.

Tipos de luxação e sintomas

A rótula é um pequeno osso que existe na parte anterior do joelho. Quando este osso se desloca do seu sítio por causas genéticas ou traumáticas, o cachorro sofre de dor e problemas em se movimentar, que inclusive nos casos graves pode inutilizar a extremidade afetada. Nos casos de luxação de rótula traumática está normalmente associada à rotura do ligamento cruzado anterior do joelho.

Existem dois tipos de luxação de patela, a luxação patelar medial e a luxação patelar lateral. A luxação medial é a mais frequente, ocorrendo em 80% dos casos. A lateral converte-se em bilateral com frequência. As fêmeas, os cães pequenos e os toy são os mais propensos a sofrer dela. Uma vez detetada a luxação, esta pode se classificar em 4 graus.

Graus de luxação da patela:

  • Grau I - As caraterísticas da luxação do primeiro grau são as seguintes: interrupção na luxação, deixando o cão a mancar quando a rótula sai do seu lugar. Os cães que sofrem disso a cada três ou quatro passos flexionam a para ou dão um pequeno pulo.
  • Grau II - A luxação de segundo grau carateriza-se por ser uma luxação bastante mais frequente que a anterior. A rótula desloca-se com frequência. Muitos cães sofrem durante anos desta doença, antes de derivar em uma artrite progressiva. Os sintomas são uma ligeira rotação externa da pata ao caminhar, em que o cão manca e pode originar uma grande incapacitação no cão.
  • Grau III - A luxação de terceiro grau carateriza-se por: a rótula está deslocada permanentemente sem períodos de melhoria. Causa uma considerável rotação exterior da pata afetada. O cão manca de forma moderada.
  • Grau IV - A luxação de quarto grau carateriza-se pelos seguintes sintomas: a rótula permanece deslocada de forma crônica. O cão ao mancar causa uma considerável rotação da pata muito dolorosa e impede o cachorro de realizar determinadas esforços, como subir escadas, entrar no carro ou subir para o sofá. Quando a luxação é bilateral, o cachorro apoia-se nas suas patas traseiras ao andar. Nos casos mais graves pode se confundir com problemas de quadril.

Diagnóstico da luxação de patela

Para um diagnóstico adequado deverá consultar o veterinário que realizará uma manipulação física e depois uma radiografia. Não se esqueça que, para indicar um tratamento o profissional deve seguir estes passos. Caso contrário, o tratamento não vai contar com as garantias suficientes para se levar a cabo e para o cachorro ter as chances de recuperação que deveria.

Ao mesmo tempo, e como consequência do diagnóstico de luxação de patela em cães, deve-se ter em conta se existem danos que tivessem causado este problema congênito ou traumático, por exemplo nos ligamentos.

Tratamento da luxação de patela

Os tratamentos para a luxação de patela em cães podem ser do tipo cirúrgicos ou ortopédicos. Existem múltiplas formas de tratamento cirúrgico e, os veterinários traumatólogos escolhem a cirurgia ideal para cada caso.

Nos casos em que a cirurgia não tem sucesso, ou não está indicada, a ortopedia oferece próteses adequadas para manter a rótula fixa no seu lugar. Estas próteses são feitas à medida do cachorro.

Este artigo é meramente informativo, no PeritoAnimal.com.br não temos capacidade para receitar tratamentos veterinários nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Sugerimos-lhe que leve o seu animal de estimação ao veterinário no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se deseja ler mais artigos parecidos a Luxação de patela em cães - Sintomas e tratamento, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Doenças degenerativas.