Partilhar

Luxação de patela em cães - Sintomas e tratamento

Por Vanessa Lopes, Redatora do PeritoAnimal. Atualizado: 19 dezembro 2017
Luxação de patela em cães - Sintomas e tratamento

Ver fichas de  Cachorros

A luxação de patela em cães pode ocorrer por diversos motivos, pode ser congênita ou provocada por um traumatismo.

As raças pequenas na etapa adulta são mais propensas a sofrer desta lesão. Entre as raças grandes e gigantes costuma ocorrer na sua etapa de filhote. Lembre-se que, os cachorros com luxação congênita não se devem reproduzir uma vez que podem transmitir este problema de saúde aos seus filhotes.

Neste artigo do PeritoAnimal vamos lhe explicar tudo sobre a luxação de patela em cães, os seus sintomas, tratamento e diagnóstico.

Tipos de luxação e sintomas

A rótula é um pequeno osso que existe na parte anterior do joelho. Quando este osso se desloca do seu sítio por causas genéticas ou traumáticas, o cachorro sofre de dor e problemas em se movimentar, que inclusive nos casos graves pode inutilizar a extremidade afetada. Nos casos de luxação de rótula traumática está normalmente associada à rotura do ligamento cruzado anterior do joelho.

Existem dois tipos de luxação de patela, a luxação patelar medial e a luxação patelar lateral. A luxação medial é a mais frequente, ocorrendo em 80% dos casos. A lateral converte-se em bilateral com frequência. As fêmeas, os cães pequenos e os toy são os mais propensos a sofrer dela. Uma vez detetada a luxação, esta pode se classificar em 4 graus.

Graus de luxação da patela:

  • Grau I - As caraterísticas da luxação do primeiro grau são as seguintes: interrupção na luxação, deixando o cão a mancar quando a rótula sai do seu lugar. Os cães que sofrem disso a cada três ou quatro passos flexionam a para ou dão um pequeno pulo.
  • Grau II - A luxação de segundo grau carateriza-se por ser uma luxação bastante mais frequente que a anterior. A rótula desloca-se com frequência. Muitos cães sofrem durante anos desta doença, antes de derivar em uma artrite progressiva. Os sintomas são uma ligeira rotação externa da pata ao caminhar, em que o cão manca e pode originar uma grande incapacitação no cão.
  • Grau III - A luxação de terceiro grau carateriza-se por: a rótula está deslocada permanentemente sem períodos de melhoria. Causa uma considerável rotação exterior da pata afetada. O cão manca de forma moderada.
  • Grau IV - A luxação de quarto grau carateriza-se pelos seguintes sintomas: a rótula permanece deslocada de forma crônica. O cão ao mancar causa uma considerável rotação da pata muito dolorosa e impede o cachorro de realizar determinadas esforços, como subir escadas, entrar no carro ou subir para o sofá. Quando a luxação é bilateral, o cachorro apoia-se nas suas patas traseiras ao andar. Nos casos mais graves pode se confundir com problemas de quadril.
Luxação de patela em cães - Sintomas e tratamento - Tipos de luxação e sintomas

Diagnóstico da luxação de patela

Para um diagnóstico adequado deverá consultar o veterinário que realizará uma manipulação física e depois uma radiografia. Não se esqueça que, para indicar um tratamento o profissional deve seguir estes passos. Caso contrário, o tratamento não vai contar com as garantias suficientes para se levar a cabo e para o cachorro ter as chances de recuperação que deveria.

Ao mesmo tempo, e como consequência do diagnóstico de luxação de patela em cães, deve-se ter em conta se existem danos que tivessem causado este problema congênito ou traumático, por exemplo nos ligamentos.

Luxação de patela em cães - Sintomas e tratamento - Diagnóstico da luxação de patela

Tratamento da luxação de patela

Os tratamentos para a luxação de patela em cães podem ser do tipo cirúrgicos ou ortopédicos. Existem múltiplas formas de tratamento cirúrgico e, os veterinários traumatólogos escolhem a cirurgia ideal para cada caso.

Nos casos em que a cirurgia não tem sucesso, ou não está indicada, a ortopedia oferece próteses adequadas para manter a rótula fixa no seu lugar. Estas próteses são feitas à medida do cachorro.

Luxação de patela em cães - Sintomas e tratamento - Tratamento da luxação de patela

Este artigo é meramente informativo, no PeritoAnimal.com.br não temos capacidade para receitar tratamentos veterinários nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Sugerimos-lhe que leve o seu animal de estimação ao veterinário no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se deseja ler mais artigos parecidos a Luxação de patela em cães - Sintomas e tratamento, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Doenças degenerativas.

Escrever comentário sobre Luxação de patela em cães - Sintomas e tratamento

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
O que lhe pareceu o artigo?
24 comentários
Juliana
Olá meu cão brincando comigo do nada ele começo a manca ele anda brinca mas evita bota a pata de trás no chão. Eu tô achando que luxação patela de primeiro grau será que posso fazer alguma coisa pra resolve em casa
Luísa Savala (Editor/a de PeritoAnimal)
Oi Juliana! Tal como referido no artigo os tratamentos para a luxação de patela em cães podem ser do tipo cirúrgicos ou ortopédicos. Existem múltiplas formas de tratamento cirúrgico e, os veterinários traumatólogos escolhem a cirurgia ideal para cada caso.
Nos casos em que a cirurgia não tem sucesso, ou não está indicada, a ortopedia oferece próteses adequadas para manter a rótula fixa no seu lugar. Estas próteses são feitas à medida do cachorro. Por isso, recomendamos que você busque ajuda de um médico veterinário o quanto antes para saber qual o tratamento mais indicado para o seu pet.
A equipe do PeritoAnimal deseja rápidas melhoras!
A sua avaliação:
Lilian Pazini
Oi ! Tenho uma pinscher com 8 meses e foi diagnosticada com luxação patelar , mas a veterinária venho em casa e não me pediu nenhum exame, fiquei super preocupada pois ela só disse que é caso cirúrgico. No momento não tenho condições de mandar fazer a cirurgia, mas estou juntando o dinheiro já, minha bebê ela sobe a rampa para minha cama brinca só não pula mais e toda hora saí do lugar a rótula, ela estica a perna e volta , gostaria de saber quando tempo posso esperar para fazer essa cirurgia? Obrigada
Luísa Savala (Editor/a de PeritoAnimal)
Oi Lilian! Sem ver a sua cachorro não conseguimos estabelecer um diagnóstico. No entanto, é importante que ela seja acompanhada por um médico veterinário de confiança.
A equipe do PeritoAnimal deseja rápidas melhoras!
A sua avaliação:
Henrique
Olá, meu pinscher anda normal e corre, mas de uns dias p cá ele grita de dor do nada, até parado ele grita. Quando a gente pega ele ăs vezes grita tb como se algo interno doesse pois por fora não apresenta nada. No mais parece tudo normal. Ele tem 2 anos e pesa 2,6 kg. O que pode ser???
Luísa Savala (Editor/a de PeritoAnimal)
Oi Henrique! Sem ver o seu cachorro não conseguimos dar um diagnóstico. O mais indicado é buscar um médico veterinário o quanto antes.
A equipe do PeritoAnimal deseja rápidas melhoras!
Roseli Oliveira
Tenho uma Pincher está com 10 anos, ela de uma hora pra outra ficou com a patinha traseira esquerda erguida, não apoia no chão, só que não tem dor, será que é luxação de patela? A solução só com cirurgia?
Luísa Savala (Editor/a de PeritoAnimal)
Oi Roseli! Sem ver o seu cachorro não conseguimos dar nenhum diagnóstico. No entanto, recomendamos que você busque ajuda de um médico veterinário de confiança.
A equipe do PeritoAnimal deseja rápidas melhoras!
wilson leonardo caffi
Meu cachorro raça pincher tem quatro anos manca as vezes da perna traseira esquerda fiz um exame de sangue está com leucócitos elevados 38000 o que pode ser
A sua avaliação:
Tobias
Meu cachorro estava brincando com outro cachorro em casa à alguns meses atrás, quando ele pulou de mau jeito e machucou sua para dianteira.
Já levei no veterinário ele já me passou dois anti inflamatório e um condroplex e até hoje nada, ele continua mancando
A sua avaliação:
irene aparecida parreira
maravilhosa informções,pois eu estava desesperadasem ter nenhuma noção sobre Patela no meu cachorrinho! vou tirar o rx à pedido do veterinário e depois voltarei a pesquisarcom voces! muito obrigada
Fafi
Gostaria de saber se acupuntura resolver as dores da luxação
Simone Pereira Garcez dos
Boa noite tenho uma cadela poodle de 6 meses. Mas só percebemos este problema na patela dela com 4 meses. Estou super preocupada com ela. Anda sem firmeza em uma das patas traseiras e o osso aparenta ser menor.
roseli
Minha cadelinha deu um pulo para cima em direção a grade quando veio carteiro e caiu de mau jeito gritou muito e não andou mais .ficou internada e disseram que era ernia compressão medular depois o neuro falou que era fratura .Mas ela mexe as perninhas fica em pe porém não tem firmeza mas perninhas de trás
.será o que realmente é fratura ou ernia será que ela vai voltar a andar ?
Mariana Castanheira (Editor/a de PeritoAnimal)
Oi Roseli! O prognóstico apenas pode ser dado pelos médicos que estão acompanhando o caso! Mantenha a esperança e faça direitinho o indicado pelos médicos e com certeza que vão obter os melhores resultados. Desejamos tudo de bom para você e para a sua cadelinha.

Luxação de patela em cães - Sintomas e tratamento
1 de 4
Luxação de patela em cães - Sintomas e tratamento

Voltar ao topo da página