Hipotireoidismo em gatos - Sintomas e tratamento

Hipotireoidismo em gatos - Sintomas e tratamento

Tal como os humanos e os cachorro, os gatos também sofrem de hipotireoidismo, uma doença causada por uma baixa função da tireoide. Pode dever-se a diferentes causas mas, o principal problema é a diminuição na secreção de hormônios da tireoide. Estes hormônios quando escasseiam causam um desequilíbrio em diferentes funções do organismo do nosso gato.

Neste artigo do PeritoAnimal explicamos-lhe tudo o que precisa saber sobre o hipotireoidismo em gatos para que possa ajudar o seu gato a melhorar a sua qualidade de vida.

Hipotireoidismo felino

Como já foi dito na introdução, trata-se de um estado de hipofunção da tireoide que pode ser devido a diferentes causas e que dará como desenlace uma quantidade insuficiente de hormônios da tireoide.

As causas são variadas mas simples de compreender. Pode produzir.se devido a um alteração a qualquer nível do eixo Hipotálamo - Hipófise ou vulgarmente conhecido como eixo regulador. Também pode ser causado por uma falta de desenvolvimento da tireoide e em ambos os casos considera-se como Hipotireoidismo primário. Aqui também podemos incluir atrofia das glândulas e/ou tumores.

No caso do Hipotireoidismo secundário temos um problema na síntese dos hormônios da tireoide devido à existência de algum problema no funcionamento dos hormônios que controlar a glândula tireoide. Os hormônios da tireoide são aminoácidos com iodo segregado pela glândula que os produz, sendo os únicos compostos que o possuem. Assim sendo tÊm funções essenciais no organismo, tais como:

  • Regular a homeostase dando um bom equilíbrio do meio interno
  • Regulam o crescimento e desenvolvimento corporal
  • Atuam na síntese e degradação de proteínas e gorduras
  • Aumentam o consumo de oxigênio
  • Forma vitaminas desde os carotenos
  • Essenciais para o sistema nervoso

Sintomas do hipotireoidismo em gatos

Os sintomas que o nosso gato pode apresentar quando sofre esta doença são principalmente o aumento de peso e/ou obesidade sem alterações alimentares. São os chamados "sinais de alerta" para os proprietários, sendo muito fáceis de medir e observar. Vejamos outros sintomas que podem acompanhar ou não a doença:

  • Alterações neurológicas como depressão, confusão, estupor, intolerância a mover-se, etc.
  • Alterações dermatológicas (embora sejam mais comuns em cachorros), falta de pelo em alguma zonas do corpo, muita coceira na cabeça e extremidades, mau aspeto do pelo, hiperpigmentação em algumas regiões do corpo, aumento de edema (como inflamação), seborreia.
  • Alterações cardíacas como diminuição dos batimentos cardíacos ou alterações a nível do coração.
  • Sinais neuromusculares como debilidade, falta de vontade de caminhar ou brincar, atrofia das extremidades a nível muscular.
  • Alterações reprodutivas como cios mais longos, infertilidade, atrofia testicular em que quase desaparece o saco escrotal, diminuição do desejo sexual.

Diagnóstico

Se o seu gato apresenta algum dos sintomas descritos no ponto anterior recomendamos que visite o veterinário para avaliar o que está acontecendo com o seu pet. Será feito um rastreio geral com uma análise de sangue para avaliar os hormônios da tireoide e a bioquímica correspondente para ver se vem acompanhada de mais alguma coisa.

Tratamento do hipotireoidismo em gatos

Uma vez diagnosticado corretamente o hipotireoidismo no nosso felino devemos começar com os tratamentos, caso contrário, poderá derivar em lesões e, em algumas situações, na morte do animal.

Devemos saber muito bem que tipo de hipotireoidismo enfrentamos para adequar o tratamento. A suplementação de hormônios sintéticos por vezes é o caminho escolhido para regular os seus níveis. São tratamentos para toda a vida, mas existem formas naturais que poderão ajudar a não aumentar a dose em pouco tempo.

Podemos recorrer ao Reiki para lhe dar tranquilidade e poder regulá-lo como ser vivo. Muita gente esquece-se que estas doenças podem piorar e, estas técnicas, são forma de atrasar o seu avanço precoce. Com a homeopatia podemos trabalhar desde outro plano. Deve procurar o medicamento de base para que se sinta o mais confortável possível com a sua doença e, por vezes, conseguirá o bem-estar tal que em vez de subir a dose de hormônios sintéticos conseguirá diminuí-los.

Leia também o nosso artigo sobre o hipotireoidismo em cachorros para obter mais informações sobre esta matéria.

Este artigo é meramente informativo, no PeritoAnimal.com.br não temos capacidade para receitar tratamentos veterinários nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Sugerimos-lhe que leve o seu animal de estimação ao veterinário no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se deseja ler mais artigos parecidos a Hipotireoidismo em gatos - Sintomas e tratamento, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Outros problemas de saúde.