Gato agressivo - Causas e soluções

Gato agressivo - Causas e soluções

Todos temos o nosso caráter e personalidade, tanto seres humanos como animais. No entanto, uma coisa é ter um caráter forte e outra muito diferente é ter tendência para a agressividade. Isto acontece muito com os gatos. De fato, segundo alguns estudos, a agressão é o segundo problema de comportamento felino mais comum.

A boa notícia é que este tipo de caráter pode ser melhorado ou inclusive eliminado, mas é um objetivo que requer paciência e conhecimento sobre o tema. Primeiro deve aprender a acalmá-lo, pois não queremos que a situação nos fuja do controle.

Se tem um felino que responde com atitudes agressivas, continue lendo este artigo do PeritoAnimal em que lhe vamos explicar as causas e dar soluções no caso de ter um gato agressivo.

Por que meu gato é agressivo?

O seu gato pode reagir de forma agressiva por muitos motivos. Ele pode até chegar a morder. Analise o seu dia a dia e determine se é um comportamento isolado ou se segue um padrão. Se a situação for persistente, o melhor será consultar o veterinário ou um especialista em comportamento felino para este lhe dar alguns conselhos que ajudem a melhorar o comportamento do seu gato a longo prazo.

Se o seu gato não costuma ser agressivo mas reagiu de forma violenta, pode ser devido a diferentes causas:

  • O gato está protegendo o seu território ou a si próprio porque se sente ameaçado ou com medo. Nestes casos é importante respeitar o seu espaço e tentar melhorar a sua confiança conosco com guloseimas e palavras amáveis.
  • Pode acontecer que, depois de uma longa aventura, o seu gato se tenha prejudicado. Perante uma doença, também é comum que os felinos se tornem mais agressivos. Essa é a sua forma de expressar a sua dor e incômodo.
  • Por último, e não menos importante, o tédio, a falta de atividade e o isolamento, podem ser as causas de um caráter agressivo e imprevisível.

Verifique o seu próprio comportamento

Às vezes quando o nosso gato reage com alguma atitude agressiva, inconscientemente, costumamos mexer as mãos de forma demasiado ativa, afastando-as, para evitarmos sair magoados. Sem saber, estamos incentivando o nosso pet a continuar com este tipo de comportamento. Eles podem vê-lo como uma estimulação para continuar dentro dessa mesma dinâmica.

O que devo fazer se isto acontecer?

Antes de mais, deve tentar manter a calma e separar as mãos da forma mais suave possível, sem sobressaltos. De seguida, responder com um não firme, tantas vezes quantas forem necessárias até que o felino faça a conexão entre os três comportamentos: agredir - separar - corrigir.

Também pode acontecer que, sem querer, tentemos mexer mais do que o gato está disposto a aceitar, incomodamos o gato enquanto dorme ou tentamos forçá-lo perante uma situação incômoda. Lembre-se que o gato é um ser vivo e tem uma personalidade própria e uma linguagem definida. Muitas vezes o ronronar ou os arranhões são uma forma simples de nos pedir que os deixemos em paz. Aprender a comunicar com ele e, o mais importante, a respeitá-lo, é uma boa forma de ajudar a acalmar um gato agressivo.

Desviar a sua energia agressiva

Outra técnica que poderá funcionar muito bem é não dar demasiada importância ao assunto e desviar a energia agressiva. Distrair o gato da sua própria agressividade é por vezes uma ferramenta positiva. Quando o gato iniciar qualquer atitude violenta o melhor será redirecionar a sua atenção para algum brinquedo que goste muito. Pode lançá-lo e verá como o olhar e a atenção do felino irá se dispersar um pouco.

Outra opção é molhar os seus dedos e molhar o seu gato com um pouco de água, mandando-a. No entanto, seja assertivo com esse tipo de ações pois também não queremos que o gato veja isso como um modo de provocação e que o incite a atacar. A maioria dos gatos não reagem a menos que se sintam encurralados ou provocados.

Os gatos gostam de folhas de papel e de brincar com elas, experimente mandar-lhe uma folha de maneira a cair sobre ele. O gato irá sentir-se um pouco afastado de toda a situação e, ao mesmo tempo verá isso como um jogo.

Use alimentos e guloseimas para desviar a sua atenção através do paladar. Abra uma lata com a sua comida favorita, o cheiro irá ficar acima da sua raiva. Coloque-a em um recipiente, deixe-o ali e afaste-se, dê-lhe o seu tempo e espaço.

Um ambiente calmo

Não coloque à prova a tolerância do seu pet. Ofereça-lhe um espaço onde possa se refugiar e sentir-se calmo e relaxado sempre que se sentir mal ou afetado por algo. Dê-lhe tempo para si mesmo. Não o pressione nem o procure demasiado, se com a sua linguagem corporal ele lhe estiver indicando que não é o momento ideal para interagir.

Mais uma vez, não tente dar-lhe mais carinho do que aquele que ele quer e precisa. Baixe as luzes do cômodo (isto acalmará as emoções) e afaste-se por uns 15 ou 20 minutos. Aproveite o momento para relaxar a sua própria voz e postura corporal.

Coloque-no seu lugar

Os gatos são animais muito sensíveis e reagem também de acordo com a sua linguagem corporal e atitude. Quando o seu gato adotar uma posição agressiva e se encontrar agitado, não fique de pé à frente dele à espera que algo mude.

Isto será ameaçador para o seu felino porque irá vê-lo como uma figura autoritária mais do que uma figura de justiça. Se não estiver em uma situação de perigo imediato, deite-se no solo ou sente-se num banco baixo e coloque ao seu nível. Fique pequeno como o seu pet.

Porque no final, você o ama

Aceite com paciência que o seu gato poderá ter atitudes violentas de vez em quando, pois não estará de acordo sempre com tudo (continua sendo um animal). O que é preciso é reduzir o nível de agressividade para não chegar a um grau extremo. Nunca castigue o seu gato porque se se está comportando de forma agressiva, isto apenas irá piorar a situação e aumentará o seu medo e ansiedade.

Os animais não agem com agressividade porque sim. Lembre-se que esta é a sua forma de expressar que se sentem ameaçados perante algo ou alguém. A melhor forma de acalmar um gato agressivo será eliminando ou afastando a fonte que o deixa nesse estado.

Se deseja ler mais artigos parecidos a Gato agressivo - Causas e soluções, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Problemas de comportamento.