Feridas em gatos - Primeiros socorros

Feridas em gatos - Primeiros socorros

Os gatos têm uma essência muito selvagem e adoram atividades que requerem um certo risco. E embora sejam muito inteligentes e precavidos, é muito comum que costumem acontecer acidentes que lhes provoquem certas feridas.

Um bom companheiro humano deve saber que este tipo de eventos pode acontecer, por isso deve estar informado e ter todos os conhecimentos necessários em primeiros socorros, para assim poder curar feridas ou evitar que estas piorem antes de ir ao veterinário.

A boa notícia é que a maioria destas feridas podem ser tratadas diretamente em casa. Em seguida neste artigo do PeritoAnimal, apresentamos-lhe uma lista de feridas em gatos, as mais comuns e os seus correspondentes primeiros socorros.

Unhas arrancadas e quebradas

As unhas dos gatos são muito importantes, é um dos traços que mais os identificam e que fazem com que possam brincar, caçar, pular, marcar território e até caminhar. Uma unhas arrancada ou quebrada é considerada uma lesão que deve ser tratada e curada.

É uma lesão que à primeira vista pode chamar à atenção, dependendo da sua profundidade, por provocar a saída de pouco ou muito sangue. Se observar que o seu gato está coxeando, deixa gotas de sangue ao passar, mastiga a sua pata ou se lambe demasiado, é porque tem uma unha arrancada ou quebrada. As unhas dos gatos são muito delicadas e têm muitos nervos, por isso ao mínimo desconforto ou ferida, o felino reage de forma elétrica ou bastante agressiva, no momento de o tratar.

Se pretende curar, deverá fazer o seguinte:

  • Parar o fluxo de sangue
  • Dilua solução de peróxido ou betadine, limpe a ferida e em seguida remova todo o resto de químico da pata do seu pet.
  • Aplique bicarbonato de sódio, pó adstringente ou farinha para secar a região
  • Caso seja necessário, coloque uma bandagem por 12 horas.

Picadas ou mordidas de insetos

Embora não o pareça, os insetos também podem picar outros animais, em especial, os gatos. E como os seres humanos, isto pode causar-lhes muito desconforto. Se o seu gato é picado por um inseto como uma abelha ou vespa, os primeiros socorros baseiam-se no seguinte:

  • Procurar, pacientemente, o ferrão e depois removê-lo.
  • Aplicar uma compressa fria na região que se encontre inflamada para reduzir o inchaço.
  • Observar o seu comportamento e progressão para ver se não se encontra demasiado em baixo, se a inflamação aumenta em vez de parar, ou se apresenta problemas respiratórios como indicativo de uma reação alérgica que mereça uma ida ao veterinário.

Se tudo se encontra sob controlo pode fazer uma pasta de aveia, farinha e água, e aplicá-la para aliviar a coceira. Também pode usar leite de magnésio ou aloe vera.

Mordidas de animais ou feridas e perfurações

As lutas entre cachorros e gatos são comuns, mas as lutas de gatos com gatos são ainda mais populares. Nestas lutas, alguns felinos saem com mordidas fortes e perigosas que acabam em perfurações na pele do animal. O mesmo acontece se se perfurarem com algum vidro no chão ou se cairem por acidente sobre algo afiado.

Perante estes casos o mais importante é revisar todo o corpo do gato para encontrar as feridas, uma vez que se não se identificarem a tempo, pode chegar a formar desconfortáveis abcessos, algo que é perfeito para alojar todo o tipo de bactérias. Ao encontrar a zona em questão, o protocolo de primeiros socorros é o seguinte:

  • Limpar a zona afetada a fundo
  • Aplicar pomada ou creme antibiótico e revisar continuamente para ver se apresenta sinais de infecção como vermelhidão, inflamação, aumento da dor, secreção na ferida e até dificuldade para mover a zona afetada.
  • Feridas profundas podem precisar de suturas e antibióticos orais, para estes casos, não tente fazê-lo em casa e recorra ao veterinário.

Primeiros socorros gerais

Para que se sinta ainda mais preparado no caso de algum acidente, damos-lhe uma lista de recomendações gerais, dependendo do caso. Escreva isto em uma folha e cole-a na sua geladeira como se fosse uma lista de compras de supermercado e tenha-a sempre à vista:

  • Em caso de um grande sangramento, corte a hemorragia comprimindo a ferida. Não faça um torniquete a menos que seja uma lesão grave, o qual deverá ser colocado entre a ferida e o coração, aliviando-o a cada 10 minutos no máximo.
  • Antes de desinfectar as feridas, corte os pelos em volta, para que não lhe toquem e se colem a ela.
  • Tenha sempre em casa um colar Elizabetano, caso o tenha que colocar para que o gato não lamba ou morda a ferida.
  • Se a lesão é perto dos olhos ou outros órgãos sensíveis, não faça muita coisa, tampe apenas a ferida e corra para o veterinário.

Este artigo é meramente informativo, no PeritoAnimal.com.br não temos capacidade para receitar tratamentos veterinários nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Sugerimos-lhe que leve o seu animal de estimação ao veterinário no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se deseja ler mais artigos parecidos a Feridas em gatos - Primeiros socorros, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Primeiros socorros.

Conselhos
  • Depois de aplicar os primeiros socorros vá imediatamente ao veterinário.