Partilhar

Evitar ciúmes entre crianças e cachorros

Por Nídia do Carmo, Editora e redatora do PeritoAnimal. Atualizado: 28 novembro 2018
Evitar ciúmes entre crianças e cachorros

Ver fichas de  Cachorros

Na altura da gravidez, surgem perguntas de todo o tipo que incluem, nesse caso, o seu cachorro, uma vez que não sabe como o pet vai reagir à chegada do bebê ou o que fará se não puder passar tanto tempo com ele. Os ciúmes são um sentimento natural que surge quando alguém se sente rejeitado dentro de um núcleo porque, neste caso, outro membro está tomando toda a atenção.

Neste artigo do PeritoAnimal, pode ler alguns conselhos para que o seu cachorro nunca chegue a ter ciúmes do recém chegado chegando até a estabelecer uma bora relação com ele dentro do lar. Continue lendo para saber como evitar ciúmes entre crianças e cachorros.

Também lhe pode interessar: Os cães sentem ciúmes?

Preparar a chegada do bebê

Nesse artigo sobre como evitar ciúmes entre crianças e cachorros, vamos providenciar um pequeno guia para que compreenda todos os passos a seguir e evitar que essa situação indesejável aconteça. Para isso é necessário mudar a sua rotina habitual antes da chegada do bebê. Dessa forma, o cachorro começa a entender que as coisas não vão ser como até agora mas que não vão ser piores por isso.

Envolver o seu cachorro nessa experiência maravilhosa que é a gravidez não é uma piada: o cachorro deve participar no processo dentro do possível, entendendo de alguma forma o que vai acontecer. Não esqueça que os cachorros possuem um sexto sentido, por isso deixe que ele se aproxime da sua barriga.

Antes da chegada do bebê, toda a família começa a preparar coisas: o seu quarto, o seu berço, as suas roupas, os seus brinquedos... Deve permitir que o cachorro possa farejar e se mover de forma ordenada e tranquila perto do que vai rodear a criança. rejeitar o cachorro nesse momento é o primeiro passo para criar ciúme em relação ao futuro membro da família. Você não deve ter medo que o cachorro lhe faça alguma coisa.

É importante destacar que, se os horários do passeio e das refeições podem ser alterados depois da chegada do recém-nascido, deve começar a preparar essas alterações o mais cedo possível: habituar o cachorro a passear com outra pessoa, ter a sua comida preparada, fixar um alarme para não esquecer certos hábitos, etc. Não deixe que o seu pet sofra uma mudança brusca na sua rotina.

Assim que o bebê chegar a esse mundo, deixe que o cachorro cheire a roupa usada do novo membro da família. Isso vai fazer com que se habitue ao seu odor, um fator que o fará apreciar ainda mais a sua chegada.

Evitar ciúmes entre crianças e cachorros - Preparar a chegada do bebê

Apresentar o bebê ao cachorro

Assim que o bebê chega a casa, o seu cachorro vai fazer os possíveis para descobrir o que se passa, e o mais certo é ele nunca ter visto um bebê antes. Quando se habituar ao seu cheiro, vai ficar mais relaxado e confiante com a presença de um ser estranho para ele.

No início é normal que custe aproximá-los demasiado, pois vai ficar se perguntando "e se o o meu cachorro fica confuso? e se pensa que é um brinquedo?". Existem muito poucas probabilidades de isso acontecer, uma vez que o cheiro do pequenino está misturado com o seu.

Leve o seu tempo para fazer as apresentações com aproximação, mas é importante que o cachorro tenha contato visual e gestual com o cachorro desde o primeiro dia. Observe a sua atitude com atenção.

Pouco a pouco, permita que o cachorro se aproxime do bebê. Se o seu cachorro é bom e dócil com você, porque não seria com o seu bebê?

Outro assunto completamente diferente é o caso de um cachorro cujo caráter ou reação são desconhecidas, sendo um cachorro adotado por exemplo. Nestes casos, e se realmente tem dúvidas sobre a sua reação, recomendamos que contacte o abrigo para pedir informação ou que contrate um etólogo para supervisionar o processo de apresentação.

Evitar ciúmes entre crianças e cachorros - Apresentar o bebê ao cachorro

Crescimento da criança junto ao cachorro

Até aos 3 ou 4 anos, as crianças pequenas costumam ser doces e afetuosas com os seus cachorros. Quando crescem, começam a experimentar e a ver tudo o que os rodeia de forma mais brusca. Deve ensinar aos seus filhos o que realmente significa ter um cachorro na família, e o que implica: carinho, afeto, respeito, companhia, responsabilidade, etc.

É muito importante ensinar ao seu filho que, mesmo que o cachorro não responda ao que é pedido de forma adequada, nunca deve ser machucado ou obrigado a fazer absolutamente nada: o cachorro não é um robot ou um brinquedo, é um ser vivo. Um cachorro que se sinta agredido pode reagir de forma defensiva, não se esqueça disso.

Para que a convivência e o desenvolvimento emocional da criança seja o ideal, deve partilhar com o seu filho todas as responsabilidades que um cão aporta, como por exemplo permitir que acompanhe os passeios, explicar-lhe como e quando devemos dar comida e água, etc. Incluir a criança nessas tarefas diárias é benéfico para ele.

Evitar ciúmes entre crianças e cachorros - Crescimento da criança junto ao cachorro

Se deseja ler mais artigos parecidos a Evitar ciúmes entre crianças e cachorros, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Curiosidades do mundo animal.

Escrever comentário sobre Evitar ciúmes entre crianças e cachorros

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
O que lhe pareceu o artigo?

Evitar ciúmes entre crianças e cachorros
1 de 4
Evitar ciúmes entre crianças e cachorros

Voltar ao topo da página