Estrabismo em gatos

Estrabismo em gatos

Alguns gatos podem sofrer de estrabismo, trata-se de uma condição pouco habitual mas que afeta muitas vezes os gatos siameses.

Esta anomalia não afeta a boa visão do felino, proporcionar-lhe até uma aparência divertida, mas é um exemplo palpável da linha parental medíocre. É um aviso para o criador, uma vez que futuras ninhadas podem sofrer de lesões mais graves se insistir na criação com exemplares defeituosos.

Continue lendo este artigo do PeritoAnimal e descubra as principais causas e o tratamento do estrabismo em gatos.

Tipos de estrabismo

Existem quatro tipos básicos de estrabismo, embora se possam combinar entre si:

  • Esotropia
  • Exotropia
  • Hipertropia
  • Hipotropia

O afetado com estrabismo deve ser visto por um veterinário, pois ele é quem vai avaliar se este estrabismo afeta a correta visão do gato, ou pode ter uma vida normal com ele.

Habitualmente os gatos afetados por estrabismo desde o seu nascimento não têm problemas de visão. No entanto, se um gato com visão normal sofre de um episódio de estrabismo, deve levá-lo ao veterinário para que este avalie o problema nos olhos do gato e indique um remédio.

Causas do estrabismo nos gatos

Estrabismo congênito

O estrabismo congênito é quando o estrabismo é de nascimento, produto de uma linha genealógica deficiente. É a causa de estrabismo nos gatos mais habitual. Não costuma provocar problemas maiores que o simplesmente estético.

Esta modalidade de estrabismo pode ocorrer em todas as raças de gatos, mas entre os gatos siameses costuma ocorrer em maior percentagem.

Nervo óptico anormal

Uma alteração ou má formação no nervo óptico do felino pode ser a causa do seu estrabismo. Se a mal formação for congênita não é muito preocupante.

Se a anomalia for adquirida (o gato tinha a vista normal), e de repente o gato adquire uma vista estrábica, deve levá-lo de imediato ao veterinário.

Uma inflamação, infecção ou traumatismo no nervo óptico pode ser a causa do repentino estrabismo do gato. O profissional veterinário diagnosticará a causa e recomendará a solução mais adequada.

Músculos extraoculares

Por vezes os músculos extraoculares são a causa do estrabismo nos gatos. A alteração ou mal formação congênita desses músculos não é grave, uma vez que os animais nascem assim e podem seguir uma vida totalmente normal.

Como acontecia com o nervo óptico, se existir uma lesão ou doença nos músculos extraoculares do felino, de repente produz-se algum tipo de estrabismo, deve ir de imediato ao veterinário para ser examinado e tratar o gato. Pode ser que seja necessário fazer uma cirurgia ao gato.

Como saber que tipo de estrabismo o meu gato tem?

A posição mais habitual dos olhos nos gatos afetados por estrabismo congênito é o estrabismo convergente (esotropia). Acontece quando ambos os olhos convergem em direção ao centro.

Quando os olhos convergem em direção ao exterior, chama-se estrabismo divergente (exotropia). Os cachorros Pugs costumam ter este tipo de estrabismo.

O estrabismo dorsal (hipertropia), é quando um olho ou ambos, têm tendência a ficarem localizados para cima, escondendo parcialmente a íris sob a pálpebra superior.

O estrabismo vertical (hipotropia), é quando um olho, ou os dois, fica permanentemente desviado para baixo.

Tratamento do estrabismo em gatos

No geral, se o gato que sofre de estrabismo conta com uma boa saúde, o veterinário não nos aconselhará nenhum tratamento. Apesar de esteticamente poder parecer preocupante, os gatos que sofrem de estrabismo podem seguir uma vida totalmente normal e feliz.

Os casos mais graves, ou seja, aquele que acontecem por causa adquirida ou que não podem seguir um ritmo de vida natural devem se submeter a um tratamento cirúrgico para uma melhor qualidade de vida. O especialista irá determinar se o caso do seu gato em concreto precisa de um tratamento e que medidas poderá adotar.

Este artigo é meramente informativo, no PeritoAnimal.com.br não temos capacidade para receitar tratamentos veterinários nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Sugerimos-lhe que leve o seu animal de estimação ao veterinário no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se deseja ler mais artigos parecidos a Estrabismo em gatos, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Outros problemas de saúde.