Partilhar

Envelhecimento cerebral canino - Sintomas e causas

 
Por Nelson Ferreira, Redator do Perito Animal. 3 fevereiro 2017
Envelhecimento cerebral canino - Sintomas e causas

Ver fichas de  Cachorros

Como em todos os seres vivos, o tecido cerebral dos cachorros sofre uma deterioração com o passar dos anos. Os cachorros em idade avançada serão as principais vítimas da doenças. Os radicais livres provocam a oxidação do cérebro tendo como consequência a redução das funções cerebrais.

No PeritoAnimal queremos falar do envelhecimento cerebral canino para que possamos reconhecer os seus sintomas e causas de modo a podermos ajudar o nosso cachorro nos seus últimos anos ao nosso lado. Podemos dar-lhe um boa qualidade de vida se estivermos atentos.

Também lhe pode interessar: Osteoartrite em cães - Sintomas e tratamento

ECC ou Envelhecimento Cerebral Canino

Consiste em uma desordem neurodegenerativa que afeta os cachorros com mais de 8 anos de idade, na sua maioria, provocando alterações nas suas funções cerebrais. À margem da própria velhice podemos observar a perda das capacidades neuronais devido a uma deterioração progressiva onde veremos os seguintes sinais:

  • Alterações de comportamento
  • Desorientação
  • Alterações no sono
  • Aumento da irritabilidade
  • Agressividade diante de um "susto"

Atualmente cerca de 12% dos donos conseguem detectar esta desordem e mais de 50% dos cachorros com mais de 8 anos sofrem desta desordem, segundo estudos recentes realizados nos Estados Unidos.

Envelhecimento cerebral canino - Sintomas e causas - ECC ou Envelhecimento Cerebral Canino

Sintomas visíveis do envelhecimento cerebral canino

Esta doença também se conhece como o Alzheimer dos cães. Embora seja importante realçar que os cachorros que sofrem de ECC não se esquecem das coisas, o que acontece é que modificam comportamentos que antes eram normais para eles assim como costumes que durante anos foram demonstrando.

Muitas vezes os sintomas são difíceis de reconhecer para o veterinário durante a consulta, são os donos os que detectam o problema e, por vezes, não reconhecem que é uma doença.

Podemos deparar-nos com um cachorro desorientado ou perdido em zonas que conhece desde sempre, até na sua própria casa. Há uma menor interação com o meio envolvente, a família humana ou outros animais, pode começar a urinar em qualquer lado, algo que antes não fazia ou, alterações do sono, tornando-se mais ativo durante a noite.

As mudanças são na sua maioria progressivas, aparecem de forma sútil mas vão aumentando com o tempo. Por exemplo, primeiro deixa de pedir para sair, urina em casa, em seguida, num estado mais avançado ocorrem os "acidentes" cada vez mais recorrentes e, por fim, vemos que dorme e urina sobre si mesmo (perda de controlo dos esfíncteres).

É importante recorrer a um profissional quando observamos alguma destas mudanças, uma vez que podemos gerir a situação para atrasar a evolução do quadro o melhor que conseguirmos.

Envelhecimento cerebral canino - Sintomas e causas - Sintomas visíveis do envelhecimento cerebral canino

Ajudar para atrasar o envelhecimento cerebral canino

Apesar de termos consciência que o passar dos anos nos afeta a todos e isso não pode ser mudado, existem opções que podemos utilizar.

Os antioxidantes como a coenzima Q10, vitaminas C e E, Selênio e o extrato de semente de uva são os encarregados por combater os radicais livres que lhe provocam lesões cerebrais. A L- Carnitina transporta os ácidos graxos de cadeia longa às mitocôndrias para a sua posterior oxidação e, desta forma, diminui também os radicais livres no cérebro.

A alimentação neste caso também tem um papel muito importante. Podemos juntar ácidos graxos Omega 3 que ao fazerem parte da membrana celular, conseguem manter a fluidez e integridade das mesmas através de suplementação. Podemos obtê-lo em óleos de peixe por exemplo.

Uso de flores de Bach

  • Cherry Plum para acalmar a mente e dar tranquilidade
  • Holly evita a irritabilidade
  • Centaury + Olive conferem energia e vitalidade
  • Hornbeam atua tal com a anterior mas ao nível dos vasos sanguíneos cerebrais
  • Wild Oat para a desorientação
  • Scleranthus para desequilíbrios de comportamento
Envelhecimento cerebral canino - Sintomas e causas - Ajudar para atrasar o envelhecimento cerebral canino

Este artigo é meramente informativo, no PeritoAnimal.com.br não temos capacidade para receitar tratamentos veterinários nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Sugerimos-lhe que leve o seu animal de estimação ao veterinário no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se deseja ler mais artigos parecidos a Envelhecimento cerebral canino - Sintomas e causas, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Doenças degenerativas.

Escrever comentário sobre Envelhecimento cerebral canino - Sintomas e causas

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
O que lhe pareceu o artigo?

Envelhecimento cerebral canino - Sintomas e causas
1 de 4
Envelhecimento cerebral canino - Sintomas e causas

Voltar ao topo da página