Partilhar
Partilhar em:

É possível ter um dingo como pet?

É possível ter um dingo como pet?

Se vive na Austrália deve saber que é possível ter um dingo como pet. Se vive em outro lugar será muito difícil, pois este canídeo da Austrália tem atualmente a sua exportação proibida. Precisamente no continente, adotar dingos e educá-los como se se tratassem de cachorros tornou-se muito popular.

Por outro lado, também deve saber que existem outras variedades de dingo no sudeste asiático mais fáceis de conseguir, mas as suas caraterísticas diferem dos poderosos dingos australianos. E a tudo isso somamos as incríveis variedades que descenderam do dingo como é o caso do Boiadeiro Australiano (Blue Heeler ou Red Heeler).

Continue lendo este artigo do PeritoAnimal e saiba tudo sobre se é possível ter um dingo como pet.

Também lhe pode interessar: O esquilo como pet

Dingo australiano

O cão selvagem dingo australiano - Canis lupus dingo - é um canídeo que os especialistas definem como o estado intermédio entre o lobo e o cão doméstico. Tem caraterísticas de ambas as espécies.

O dingo não é originário da Austrália, embora tenha sido aqui que se aposentou e os maiores sejam provenientes da zona norte desse continente. Calcula-se que existem dingos na Austrália há 4000 anos.

Muitos dingos acasalaram com cachorros domésticos e, por este motivo existem híbridos que não possuem todas as caraterísticas puras da raça original. A imagem do dingo puro é preciosa e formidável, repleta de um poder que vai para além do seu tamanho e peso. O dingo costuma medir entre 50 e 58 cm, e o seu peso oscila de 23 a 32 kg, embora se tenham visto exemplares que passavam dos 50 kg.

Morfologia do dingo

O dingo tem o tamanho de um cão médio, mas é mais maciço e o seu pescoço mais grosso. O seu focinho é mais longo (idêntico ao dos lobos) e os incisivos são maiores. A cor do seu pelo limita-se à gama dos alaranjados, amarelos areia, tawny e vermelhos. A sua cauda é muito peluda e assemelha-se bastante à cauda de uma raposa. O comprimento do seu pelo é curto (similar ao do Pastor Alemão), e os exemplares mais puros têm zonas brancas no peito e entre as unhas. Os seus olhos podem ser amarelos ou âmbar.

Dingo asiático

No sudeste asiático e em algumas ilhas índicas vivem colônias de dingos. São de tamanho menor que os dingos australianos, embora ambos sejam provenientes do ancestral lobo asiático. A maioria dos dingos destas zonas superpovoadas por humanos alimentam-se de lixo.

Nestes países é viável adotar dingos, mas as chances de encontrar um exemplar puro são praticamente nulas, uma vez que a maioria dos dingos destes territórios foram cruzados com cachorros.

Hábitos e peculiaridades dos dingos

Os dingos apenas latem. A sua forma habitual de comunicar é através de uivos idênticos aos emitidos pelos lobos. Os dingos australianos vivem em matilhas de uns 10 a 12 exemplares, os quais estão sob o comando de um macho e uma fêmea alfa. Este casal é o único que se reproduz no grupo, sendo o cuidado dos filhotes feito pela restante matilha.

Uma peculiaridade do dingo é que que não têm o olfato caraterístico do cachorro. Por outro lado, os dingos da zona norte australiana são maiores que os do sul.

Adoção de dingos na Austrália

Atualmente existem na Austrália fazendas que criam dingos para serem pets. São animais muito inteligentes, mas devem ser adotados antes das 6 semanas de vida. Caso contrário, será praticamente impossível conseguir domesticá-los.

No caso de residir fora deste continente e querer adotar um dingo como pet, devemos lembrá-lo que atualmente a exportação de dingos está proibida, embora exista a chance de algum dia esta restrição desaparecer e este maravilhoso animal poder ser exportado.

Como fato histórico, há milhares de anos os aborígenes australianos possuíam matilhas de dingos que eram considerados recursos de gado, uma vez que eram utilizados como fontes de alimento.

Hábitos alimentares dos dingos

Estudos científicos desenvolvidos na Austrália concluem que na dieta do dingo podem ser vistas até 170 espécies animais diferentes. Desde insetos até ao búfalo d'água são potenciais presas das matilhas de dingos. Em função da zona na qual se encontrem, a sua dieta será baseada em umas ou outras espécies:

  • No norte da Austrália as presas mais habituais do dingo são: o wallaby e anseranas.
  • Na zona central, as presas mais habituais são: ratos, coelhos, canguru vermelho e jerboa de orelhas longas.
  • No sul australiano os dingos alimentam-se normalmente de: wallaby, gambás e vombates.
  • No noroeste australiano as presas mais habituais dos dingos são: cangurus vermelhos.

Se deseja ler mais artigos parecidos a É possível ter um dingo como pet?, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de O que precisa saber.

Comentários (1)

Escrever comentário sobre É possível ter um dingo como pet?

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
O que lhe pareceu o artigo?
1 comentário
A sua avaliação:
Geferson
E um protelo? Posso ter um de estimação?

É possível ter um dingo como pet?
1 de 4
É possível ter um dingo como pet?