É mau tratar um cachorro como um bebê?

É mau tratar um cachorro como um bebê?

É sempre necessário aceitar a responsabilidade e cobrir as necessidades físicas, psíquicas e sociais de qualquer animal de estimação antes de o acolher em nossa casa, de fato, o nosso pet deve passar a ser considerado como "mais um da família".

No entanto, quando isso de ser mais um membro do lar se toma ao pé da letra, tratamos o cachorro de uma forma acaba por ser contrária à sua natureza e pode afetar de forma negativa o seu comportamento.

Neste artigo do Perito Animal abordamos esta questão. Descubra então se é mau tratar um cachorro como um bebê.

Semelhanças entre o cachorro e o homem

Primeiramente é importante conhecer as semelhanças entre os nossos amigos peludos e os seres humanos. Estas semelhanças devem aceitar-se do mesmo modo que as várias diferenças que nos separam, só assim, estaremos a salvo de cometer um erro grave, humanizar o cachorro ou tratá-lo como se fosse um bebê.

Os cães são mamíferos sociais tal como nós, ou seja, precisam de viver em grupo para poder sobreviver e também alcançar um pleno estado de bem-estar, a sua sociabilidade faz com que tal como nós, os cães não tolerem bem a solidão.

Outro aspeto que nos espanta sobre a sua sensibilidade, é que devido sua fina sensibilidade os cães também respondem muito positivamente à música, algo que já se dizia antigamente, daí a celebre frase "a música acalma as feras".

Diferenças que devem ser respeitadas

Não podemos utilizar as semelhanças que temos com os cães para os tratar como humanos, desse modo não estaríamos respeitando a sua natureza animal e instintiva.

O cachorro tem uma grande capacidade de detectar estímulos, isto porque os seus sentidos possuem uma agilidade muito maior que os nossos, além disso, são completamente instintivos, e isto parece que nos custa a entender.

É um erro grave projetar no cão emoções que não são próprias da espécie canina, como por exmeplo, a vingança. Nenhum cão desobedece ou causa um pequeno caos em casa por albergar um sentimento de vingança. Só respeitando as semelhanças e as diferenças entre cães e pessoas se pode criar uma relação benéfica e produtiva para ambas as partes.

Tratar o cachorro como um bebê é um erro gravíssimo

Embora estejamos diante de um filhote, devemos ser muito cuidadosos para não o tratar como um bebê. Por exemplo, quando convidamos várias vezes um cachorro a que suba para cima de nós, por estranho que pareça, devemos avaliar se queremos que faça o mesmo quando for adulto. Devemos entender que o cão precisa de uma ordem e um meio envolvente coerente.

A ausência de limites e a falta de disciplina leva diretamente o cachorro a sofrer de transtornos de comportamento e inclusivamente a mostrar-se agressivo. As complicações derivadas da falta de disciplina podem ser muito graves.

O cão precisa de uma rotina ativa, muito diferente da de um bebê, em que devemos incluir o exercício, os passeios, a prática de obediência e a socialização. Devemos entender que o cão tem uma natureza própria que inclui cheirar urinas, babar e realizar atos pouco convencionais para nós, os humanos. Entender que o cão não é um ser humano é totalmente compatível com uma atitude carinhosa e afetuosa com ele, simplesmente não é a mesma que deve receber um bebê.

Conselhos para ter um cachorro feliz e equilibrado

Evite os principais erros da humanização e dê ao seu cão a atitude que este precisa de si para se sentir feliz no seio da sua família humana:

  • Não pegue o seu cachorro nos braços (isto pode criar uma grande sensação de insegurança)
  • O amor que dá ao seu cão deve vir sempre acompanhado de limites e disciplina
  • As necessidades do seu cão não são as mesmas que as suas, como proprietário deve atender às suas necessidades, isto inclui exercício físico diário
  • O cão precisa e contato com outros animais, portanto, deve socializá-lo desde filhote.

Se deseja ler mais artigos parecidos a É mau tratar um cachorro como um bebê?, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Curiosidades do mundo animal.