Partilhar

Controle de estímulos nos cachorros

Por Vanessa Lopes, Redatora do PeritoAnimal. 25 maio 2016
Controle de estímulos nos cachorros

Ver fichas de  Cachorros

O controle de estímulos nos cachorros é verdadeiramente útil no adestramento canino. Irá ajudar-nos a fazer com que o cachorro responsa positivamente às ordens que lhe ensinarmos, a um som concreto ou aos gestos físicos. Basicamente o controle de estímulos permite que o cachorro responda de determinada forma a uma indicação nossa.

Os humanos também utilizam este sistema: respondemos quando um telefone toca, levantamo-nos quando ouvimos o alarme ou fazemos exercício quando o nosso treinador nos disser.

Neste artigo do PeritoAnimal vamos ensinar-lhe como funciona, o que precisa e que vantagens tem o adestramento para fazer um bom controle por estímulos. Continue lendo e aprenda conosco!

O controle pelo estímulo no adestramento canino

O controle pelo estímulo é fundamental no adestramento de cachorros. Todas as ordens da obediência canina (verbais ou físicas) devem se converter em estímulos que controlam certos comportamentos do seu cachorro. Por exemplo, se pedir ao seu cachorro para se sentar, deve sentar-se e não deitar-se.

Por outro lado, muitas situações da vida cotidiana também agem como estímulos inconscientes que controlam o comportamento do seu cachorro. Por exemplo, se o seu cachorro está sobre o tapete não deve fazer xixi. Pelo contrário, se estiver na rua pode fazê-lo.

Karen Pryor propõe no seu livro "Não o mate" que pode saber se um comportamento do seu cachorro se encontra sob o controle de um estímulo se cumprir com quatro propriedades:

  1. O comportamento ocorre imediatamente depois do estímulo. Na teoria, o comportamento ocorre sempre depois do estímulo, mas na prática podem acontecer situações em que o cachorro "falha". Até os cachorros de alta competição podem falhar alguma vez.
  2. O comportamento não ocorre se não ocorrer o estímulo. Isto é verdade, mas também podem existir outros estímulos que controlem o comportamento em determinadas situações. Por exemplo, o seu cachorro nunca irá a sessões de adestramento ou a uma pista de competição a menos que você o ordene, mas pode fazer alguma coisa quando está na sua casa sem qualquer ordem.
  3. O comportamento não ocorre como resposta a outro estímulo. Por exemplo, o seu cachorro não se senta quando ouve a ordem "Deita". Tal como no caso anterior, a ordem pode ser o estímulo de controle em circunstâncias relacionadas com o adestramento, mas o seu cachorro pode se sentar em resposta a outros estímulos em outras situações (quando está no seu tempo livre).
  4. Nenhum outro comportamento ocorre como resposta a esse estímulo particular. Se pedir ao seu cachorro para se sentar, ele não salta, não se deita, não sai correndo, não lhe morde, não faz xixi, não se coça, etc.

De seguida, pode ver alguns exemplos sobre a aplicação do controle pelo estímulo no adestramento canino.

Que estímulos podemos utilizar para o adestramento?

Alimento

Quando se utiliza comida para treinar um cachorro, é frequente guiar o cachorro com a comida. Por exemplo, para conseguir que o cachorro se sente, leva-se a comida por cima da cabeça do cachorro e um pouco para trás-

Esses procedimentos são muito úteis porque permitem treinar comportamentos simples em pouco tempo. No entanto, muitos adestradores guiam com a comida muitas vezes, até que esta se converte em parte do estímulo que controla o comportamento. Então, os adestradores pensam que os cachorros treinados com comida apenas respondem quando a comida está presente.

O erro está em utilizar a comida como parte do estímulo em todas as vezes. Para evitar este problema, basta que a comida deixe de fazer parte do estímulo depois de algumas repetições. Tenha em conta que a comida deve ser usada como reforço e não como antecedente. Descubra mais sobre o reforço positivo no nosso artigo.

Palavras e gestos

Este deve ser o nosso principal objetivo: que o cachorro relacione uma instrução com palavras ou gestos concretos. No geral, os cachorros têm mais facilidade para se lembrarem quando observam gestos físicos mas você pode utilizar aquilo que funcionar melhor.

Nas primeiras vezes que estiver ensinando a ordem deve utilizar o alimento para que o cachorro "receba a sua recompensa" por ter cumprido aquilo que lhe pedimos, mas tal como no caso anterior, em algum momento terá de parar de utilizar este reforço para o premiar com palavras amáveis ou carícias.

Controle de estímulos nos cachorros - Que estímulos podemos utilizar para o adestramento?

Porque é importante?

Ter um bom controle dos estímulos que influenciam no comportamento do nosso cachorro é muito importante para a sua segurança. Ter a certeza que o nosso cachorro nos irá obedecer perante uma situação excepcional, oferece-nos segurança e confiança. O adestramento também é importante para estimular mentalmente o nosso cachorro e fazê-lo sentir-se útil. É basicamente mais uma forma de enriquecer o seu dia a dia.

Ideal para cachorros...

Se deseja ler mais artigos parecidos a Controle de estímulos nos cachorros, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Educação avançada.

Escrever comentário sobre Controle de estímulos nos cachorros

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
O que lhe pareceu o artigo?

Controle de estímulos nos cachorros
1 de 2
Controle de estímulos nos cachorros

Voltar ao topo da página