Partilhar

Conselhos para cuidar de gatos filhotes

Por Nelson Ferreira, Redator do Perito Animal. Atualizado: 5 dezembro 2017
Conselhos para cuidar de gatos filhotes

Ver fichas de  Gatos

Existe alguma coisa mais adorável que um gatinho filhote? Provavelmente para os amantes dos felinos não existe uma imagem mais meiga que a de um gato chegando a casa nas suas primeiras etapas de vida. Para o gato, esta é uma etapa de descobrimento e aprendizado, por outro lado, para o proprietário, esta pode ser a etapa mais doce que viva graças ao novo membro da família.

É muito fácil apaixonar-se diante da imagem de uma gatinho filhote, no entanto, as nossas ações devem ir mais além e devemos fazer todo o possível para favorecer o melhor desenvolvimento, e isto compreende uma série de cuidados que são de grande importância.

Tem dúvidas sobre como cuidar de um gatinho? Neste artigo do Perito Animal mostramos-lhe os melhores conselhos para cuidar de gatos filhotes.

Também lhe pode interessar: Porque minha gata rejeita seus filhotes?

A alimentação do gatinho

A alimentação do gato é sempre um fator determinante sobre o estado de saúde do mesmo, mais ainda nas primeiras etapas de vida, nas quais o alimento fornecido deve ser o mais semelhante ao leite materno. Felizmente já existem preparados de leite materno capazes de substituir o leite felino, os quais podemos administrar com muita paciência e amor através de uma seringa de plástico.

As refeições devem ser feitas a cada 2 horas e nunca devem espaçar-se mais de 4 horas, cada toma deve conter 10 centilitros de leite. Para o administrar corretamente devemos pegar o gatinho com a mão e mantê-lo em posição semi-inclinada, procurando sempre que não se engasgue com o leite.

Aproximadamente a partir do mês e meio de vida o gato já pode começar progressivamente a alimentação sólida, sempre utilizando preparados específicos para gatos filhotes. Leia o nosso artigo completo sobre a idade com que os gatos começam a comer ração.

Conselhos para cuidar de gatos filhotes - A alimentação do gatinho

Estimular as funções de excreção

Quando um gatinho é muito pequeno não pode urinar nem defecar por conta própria. Tem de ser a mamãe gata a estimulá-lo. Na ausência da mãe, é muito importante cumprir esta função, uma vez que a capacidade do reto e a bexiga urinária é muito reduzida e qualquer tipo de retenção pode ser nefasta.

Deve pegar um algodão e umedecê-lo em água morna, posteriormente massageie de forma muito suave a região anal e perianal. Esta prática deve ser feita a cada três tomas de leite.

Um ambiente adequado

Para um gato pequeno se desenvolver adequadamente é imprescindível que o mantenhamos em um espaço adequado. Deve tratar-se de um espaço ventilado mas ao mesmo tempo protegido de correntes de ar, uma caixa de papelão é uma boa opção, mas obviamente deverá cobrir-se com uma manta para que os gatinhos possam manter uma boa temperatura corporal.

Um garo pequeno tem muito pouca gordura subcutânea e por isso a manutenção da temperatura corporal é imprescindível. Assim sendo, debaixo da manta de algodão devemos colocar uma bolsa de água quente que reverá ser renovada periodicamente.

Conselhos para cuidar de gatos filhotes - Um ambiente adequado

Desparasitar o gato

Um gato muito pequeno e que além disso foi separado da sua mãe de forma prematura pode ter muitas complicações derivadas da debilidade do seu sistema imunológico. Por este motivo, muito veterinário recomendam utilizar um antiparasitário imunoregulador desde os primeiros dias de vida.

Obviamente não deve aplicar um produto deste tipo por conta própria, menos ainda se falamos de uma gatinho filhote. Deverá contar com o assessoramento prévio de um veterinário.

Reconheça de forma precoce qualquer anomalia

Qualquer gato é susceptível diante de numerosos problemas de saúde, no entanto, este risco aumenta quando um gato é bebê. Por isso mesmo é importante conhecer os sintomas que podem ser indicativos de doença:

  • Alterações do pelo
  • Orelhas com mau cheiro ou com secreções escuras
  • Tosse e espirros frequentes
  • Falta de movimento no rabo

Se observar algum destes sintomas é fundamental que vá ao veterinário o mais rápido possível.

Leia também o nosso artigo sobre os erros mais comuns dos tutores de gatos, de modo a evitar cometer essas falhas com o seu novo companheiro.

Conselhos para cuidar de gatos filhotes - Reconheça de forma precoce qualquer anomalia

Se deseja ler mais artigos parecidos a Conselhos para cuidar de gatos filhotes, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Cuidados extra.

Escrever comentário sobre Conselhos para cuidar de gatos filhotes

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
O que lhe pareceu o artigo?
1 comentário
A sua avaliação:
Ariana Martinho
Meu gato está com 45 dias, meu cachorro achou no quintal de casa como não achamos a mãe, adotamos, acredito que ele devia ter mais o menos um dia de vida, a gata pode ter rejeitado ele? Hoje ele esta com 45 dias e estou bem preocupada, pois pelos artigos li, ele não esta se desenvolvendo, ele ja era para ele ser mais independente, como fazer as necessidades , ter agilidade para caminhar, acontece que ele não faz nada as necessidades sozinho sou eu quem estimulo, não tem um olhar fixo ele so observa as sombras, não anda muito bem, não se lambe e nem bebe o leite no pires somente na mamadeira e sem contar que ele não cresceu muito comparado as gatos da mesma idade, queria saber se eu estou fazendo errado ou se por ele não ser criado com a ninhada ele não tem o mesmo desenvolvimento e isso pode ser normal, pensamos também na hipótese de ele ter nascido prematuro. Preciso de um luz pois já me apeguei a ele e gostaria de saber se essas caracterizarias são normais para um gato solo.
Mariana Castanheira (Editor/a de PeritoAnimal)
Oi Ariana! Que tipo de leite ele tomou? Próprio para gatinhos?
Ariana Martinho
Ele esta tomando leite próprio para filhotes, PetMilk. Foi o que me o veterinário nos recomendou quando achamos ele.
Mariana Castanheira (Editor/a de PeritoAnimal)
Oi Ariana! Nesse caso, você está fazendo tudo o indicado. Sem avaliar fisicamente o filhote não consigo lhe dizer se ele está pouco desenvolvido nem o que se pode fazer. O que aconselho é que consulte o seu veterinário de confiança para que o possa avaliar.

Conselhos para cuidar de gatos filhotes
1 de 4
Conselhos para cuidar de gatos filhotes

Voltar ao topo da página