Como se aproximar de um cão desconhecido

Como se aproximar de um cão desconhecido

Normalmente quando vemos um cachorro queremos aproximar-nos para tocar-lhe, abraça-lo ou brincar com ele. No entanto, cada cachorro tem uma personalidade diferente, assim sendo, enquanto uns são muito confiáveis e sociáveis outros são mais reservados e não gostam tanto do contato com pessoas que não conhecem.

Se nos aproximarmos a qualquer cão sem conhecer qual será a sua reação pode fazer com que este fique nervoso, fuja o fique agressivo. Por este motivo no PeritoAnimal queremos ensinar você as pautas básicas para que saiba como se aproximar de um cão desconhecido sem oprimir nem correr riscos.

A linguagem corporal

Antes de nos aproximarmos de um cão desconhecido é muito importante saber interpretar a linguagem corporal canina. Os cães são animais muito expressivos e dependendo da sua atitude podemos saber se é conveniente ou não uma aproximação.

Deve aproximar-se:

  • Tem uma postura relaxada e tranquila
  • O rabo permanece relaxado, nunca entre as pernas ou para cima
  • Cheira o seu entorno de forma tranquila
  • Evita o nosso olhar e comporta-se de forma correta
  • Se nos aproximarmos pouco a pouco e falarmos com ele, ele mexe o rabo
  • Fica interessado pelas pessoas e procura o contato social de forma positiva

Não deve aproximar-se:

  • Tenta fugir de você ou esconder-se por trás do seu dono
  • Gira a cabeça e evita você de forma constante
  • Lambe-se e boceja
  • Tem os olhos semi-fechados
  • Eriça o lombo
  • Mostra os dentes e rosna
  • Tem as orelhas e rabo tensos

Aproximar-se de um cão desconhecido

Sempre que vemos um cachorro apetece-nos fazer festinhas e ficarmos amigos dele. Mas embora os cachorros sejam animais sociáveis, nem sempre se sabe como se aproximar de um cão desconhecido e muitas vezes cometemos erros. Em seguida damos-lhe as pautas para que possa se aproximar de um cão que não conhece:

  1. Pergunte ao dono do cão se se pode aproximar. Ele saberá melhor que ninguém se o seu cachorro é sociável ou, se pelo contrário, é mais tímido e não gosta que se aproximem.
  2. Aproxime-se devagar, sem correr, dando tempo a cachorro para ver que nos estamos aproximando, não o pegando de surpresa. É preferível que não se aproxime frontalmente nem por trás, deve fazê-lo pela lateral.
  3. Não o olhe diretamente nos olhos de forma prolongada, uma vez que o cão pode interpretar isso como uma ameaça para a sua própria segurança ou do seu proprietário.
  4. Antes de se aproximar, fale com ele em um tom agudo, de forma relaxada e agradável, para que não sinta que está dizendo algo mau. Você deve ser positivo(a)
  5. É importante não invadir o espaço pessoal do cão, assim sendo, quando estiver a uma distância prudencial aproxime a mão e mostre a palma da mesma, para que a cheire e se familiarize com você. Também é útil para lhes dar a entender que não temos comida nem nada escondido. Tenha em conta que muitos cachorros, tal como acontece às pessoas, não gostam que invadam o seu espaço, por isso deve evitar totalmente inclinar-se sobre ele, ficar por cima dele ou tocar-lhe em alguma parte do seu corpo sem aviso prévio.
  6. Se o cão aceita a sua companhia e se aproxima por ele e começa a cheirar você, neste momento poderá começar a acariciá-lo devagar e com calma para que nãos e exaltar. Pode começar acariciando o seu pescoço. Lembre-se que caso não se aproxime não deve forçá-lo e nunca deve colocar-se por cima dele.
  7. Se cheira você tranquilamente, pode agachar-se para ficar á sua altura e para conseguir que se sinta mais confortável. Além disso, não deve colocar os joelhos ou as mãos no chão, para que caso o cão tenha um atitude imprevista, possa reagir a tempo.
  8. Nunca o abrace nem lhe dê beijos. Ao contrário do que as pessoas pensam, os cães não gostam de ser abraçados, uma vez que osso os bloqueia e não os deixa escalar, por isso sentem-se estressados.
  9. Dedique-lhe palavras amáveis e faça carinhos com suavidade, lembre-se que embora alguns cães sejam muito brutos, outros são delicados e não são amantes dos tapas fortes sobre o lombo.
  10. Reforce as interações positivas, como estar tranquilo ou permitir que seja manipulado e, por outro lado, nunca o repreenda ou tenha uma atitude ríspida com ele. Não se esqueça que não é o seu cão.

Se deseja ler mais artigos parecidos a Como se aproximar de um cão desconhecido, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Educação básica.