Partilhar

Como evitar que o meu gato fuja

 
Por Nelson Ferreira, Redator do Perito Animal. Atualizado: 7 novembro 2018
Como evitar que o meu gato fuja

Ver fichas de  Gatos

Os motivos pelos quais um gato tem tendência a escapar de casa não são sempre os mesmos, mas a rua é muito perigosa para os gatos domésticos. Gatos e gatas adultas podem fugir como consequência do cio, ou seja, querem dar uma escapadinha romântica.

Os gatos são caçadores noturnos, está-lhes no sangue. Que gato pode resistir a um rato que observa nas folhas do quintal pela janela? Estes são alguns exemplos das razões pelas quais os gatos gostam de fugir, mas não são as únicas.

Se decidir continuar a ler estes artigo do Perito Animal, poderá descobrir como evitar que o meu gato fuja e também o seu. Tome nota dos nossos conselhos!

Também lhe pode interessar: Por que o meu cachorro cheira mal?

O cio

A única forma eficaz de acalmar os desejos sexuais dos gatos e gatas é a castração. Pode parecer cruel, mas se queremos que o nosso gato ou gata tenha uma existência longa e serena é a única solução.

Além disso, a capacidade de proliferação dos gatos é tal que, se os deixássemos criar sem controlo, o nosso planeta iria se transformar no planeta dos gatos.

Assim sendo, nada poderá evitar as escapadas amorosas dos nossos gatos, excepto a cirurgia. Para as fêmeas existem medicamentos inibidores do cio, mas uma medicação permanente ocasiona problemas de saúde à gata. Por esse motivo, é muito mais recomendável a esterilização que além disso envolve muitas outras vantagens.

Como evitar que o meu gato fuja - O cio

Caçadores aventureiros

Tanto os gatos como as gatas gostam de caçar. Estão física, mental e geneticamente desenhados pela natureza para este fim.

Faça uma experiência: se estiver sentado no sofá olhando a televisão com o volume alto e o vosso gato permanecer tranquilo no mesmo lugar, basta arranhar um pouco o sofá com as suas unhas provocando um barulho suave. Poderá observar imediatamente que o gato fica alerta. Ouviu um ruído semelhante ao que os roedores fazem durante a sua alimentação. Apesar do volume do ruído ambiente, o gato consegue captar o barulho dos seus dedos a arranhar o sofá- Se continuar a fazer esse barulho, o gato irá localizar a origem do mesmo, e irá aproximar-se atento com todos os seus músculos preparados para saltar sobre a presa.

Os gatos urbanos não têm quase este tipo de estímulos, mas os felinos que vivem em um ambiente rural estão perfeitamente preparados para fazer caçadas noturnas em busca de presas. Por isso estão tão brilhantes e sedosos, porque complementam a sua dieta de ração com o que caçam.

Pode dar uns ratinhos de pano aos gatos urbanos para que possam assim estimular o seu instinto predador dentro de casa. Dedicar tempo a brincar com o nosso gato é muito importante para o manter entretido e evitar assim que procure diversão em outros lugares.

Como evitar que o meu gato fuja - Caçadores aventureiros

Gatos entediados

Os gatos que são o único pet em casa, tendem a fugir mais que os que vivem juntos aos pares ou mais. A razão é que um gato solitário se entedia muito mais que dois felinos que convivam juntos e se aconcheguem, brinquem e lutem de vez em quando.

O desejo de conhecer coisas diferentes e fugir à monotonia diária de umas paredes, horários, refeições e cuidados recebidos, faz com que alguns gatos queiram fugir de casa.

Um companheiro de brincadeiras é o ideal para animais o seu gato. Mudanças na dieta, brinquedos novos e um pouco mais de tempo de qualidade com ele também serão positivos.

Como evitar que o meu gato fuja - Gatos entediados

Acidentes

Os gatos não são infalíveis, também sofrem acidentes. Saltar do chão até a borda de uma varanda pode ser feito com facilidade centenas de vezes, mas qualquer dia pode correr mal. Se caírem de muito alto, quatro andares por exemplo, costumam morrer, embora também possam sobreviver.

Se caírem de um primeiro andar o habitual é que sobrevivam e fiquem aninhados esperando que você desça para o recolher. Durante algum tempo terão mais cuidado. Leia o nosso artigo sobre o que fazer caso isso aconteça.

Faz algum tempo que convivo com gatos, e vivi diversas experiências, umas alegres e outras mais tristes por causa de erros felinos e erros esses que foram fatais.

Este tipo de comportamento, conhecido como o síndrome do gato paraquedista, é muito perigoso e deve ser evitado com todo o tipo de medidas: redes, grades, cercas.

Como evitar que o meu gato fuja - Acidentes

Miss Spock

Miss Spock foi o primeiro gato que adotei para minha casa e o meu segundo pet depois de um porquinho-da-índia. Spock era bonita apesar de ter um rabo de porquinho, mas gostava de brincar até mais não.

Foi um pet extraordinário que viveu uma boa vida em minha casa, brincando constantemente. Mas tudo tem um fim.

Spock tinha o costume de se empoleirar em uma janela situada em um pequeno banheiro secundário. Subia a descarga e ali com um salto gracioso subia para a parte inferior da janela. Aquela janela dava para um patio interior com cordas que as vizinhas usavam para estender a roupa. A Spock adorava contemplar as senhoras a estender a roupa.

Cada vez que a via ali ralhava com ela e fechava a dita janela. Ela lá parava por uns tempos, mas como é óbvio uma janela de um banheiro tem de ser aberta de tempos a tempos.

Um dia operamos a Spock a um quisto na barriga, e o veterinário comentou que não devíamos mover muito a gata para os pontos não abrirem. Assim sendo, aquele final de semana não a levamos para a nossa segunda residência como sempre o fazíamos e ficou sozinha em casa. Deixámos ração, água e areia limpa suficiente para as 48 horas que estaríamos fora, tal como já tinha acontecido uma ou outra vez.

Ao regressarmos não nos veio cumprimentar com a frequência tão típica dos siameses. Estranhei uma vez que a Spock era muito carinhosa. Toda a família começou a chamar por ela e a procurá-la, mas sem ninguém perder a cabeça. Isto porque uma vez, estávamos de férias e ela desapareceu mais de meio dia e ficámos loucos à sua procura, percorrendo com o carro todas as ruas da cidade e arredores. Dessa vez a Spock estava dormindo enroscada no interior de uma mala vazia no interior de um armário do meu quarto.

Voltando ao dia fatídico, passei em frente ao banheiro pequeno e vi a janela aberta. Nesse momento minha pele gelou. Olhei para baixo e o pequeno corpo sem vida da Spock estava naquele chão escuro do pátio interior.

Aquele final de semana choveu. Portanto, a beirada da janela escorregava. A Spock saltou como o fazia centenas de vezes, mas a umidade, a ferida e a falta de sorte jogaram contra ela. Jogaram contra toda a família, porque desta forma cruel perdemos a Miss Spock, uma gata muito amada.

Como evitar que o meu gato fuja - Miss Spock

Se deseja ler mais artigos parecidos a Como evitar que o meu gato fuja, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Cuidados básicos.

Escrever comentário sobre Como evitar que o meu gato fuja

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
O que lhe pareceu o artigo?

Como evitar que o meu gato fuja
1 de 6
Como evitar que o meu gato fuja

Voltar ao topo da página