Partilhar
Partilhar em:

Como acalmar um cachorro muito agitado

Como acalmar um cachorro muito agitado

Ver fichas de  Cachorros

Cada cachorro tem uma personalidade diferente e muito marcada o que o torna único. Alguns são tranquilos, outros são tímidos, outros são brincalhões, uns mais nervosos e outros muito agitados. O problema é que os nervos podem ser um problema de estresse e de comportamento que pode afetar a sua saúde e não for tratado.

É importante que descubra o que causa esse nervosismo, pode ser por algum problema de saúde, por umas condições ambientais inadequadas, por uma má educação, pelo reforço dessa atitude ou por qualquer outro motivo que você, como dono, detectará melhor que ninguém. Neste artigo do Perito Animal mostramos-lhe alguns truques para acalmar um cachorro muito agitado, para que assim possa evitar problemas de saúde.

Também lhe pode interessar: Acalmar um gato nervoso

Sintomas de nervosismo

Quando um cachorro está muito agitado e nervoso mostra-o através de gestos e atitudes facilmente reconhecíveis. O problema aparece quando o nervosismo começa a afetar a saúde do seu patudo.

Assim de cara, um cachorro agitado não consegue ficar quiete nem um segundo. Corre, salta e mexe o rabo de forma violenta. Além disso, se os nervos são causados por algo que não lhes agrada, podem tentar escapar, desenvolver dependência pelos donos, ter tremores e inclusivamente ficarem agressivos.

A sua saúde pode inclusivamente ver-se deteriorada uma vez que, caso o estado de nervos não melhorar, podem perder o apetite ou sofrer uma queda de pelo, por exemplo. Por isso é tão importante conhecer alguns truques para acalmar um cachorro muito agitado e conseguir equilibrá-lo de forma a melhorar a sua felicidade e o seu bem-estar.

Passeios longos e de qualidade

Muitas vezes os nervos do cachorro devem-se ao fato de ele ter muita energia que não queima. Uma forma de conseguir que fique tranquilo é proporcionar-lhe passeios longos e de qualidade, sempre adaptados ao seu ritmo e condição. Deixe que ele cheire as árvores e urinas de todo o tipo (não se preocupe, se está vacinado não tem nada a temer) uma vez que desta forma relaxam e conhecem o seu meio envolvente.

Durante todo o passeio deve transmitir-lhe uma atitude ativa mas relaxada ao mesmo tempo, evite excitá-lo demasiado ou criar-lhe qualquer tipo de ansiedade. Embora seja recomendável praticar exercício em cada passeio, lembre-se que alguns jogos (por exemplo, a bolinha) podem criar ansiedade no cachorro. Opte por exercício de obediência, inicie o seu cachorro em agility ou simplesmente caminhe com ele. Além disso, é muito recomendável que possa socializar com outros cachorros sempre que possível.

Controle a sua própria atitude

O seu estado emocional reflete-se no seu cachorro, por isso deve estar calmo. Respire tranquilamente e dirija-se a ele com uma voz suave sempre que seja possível e evite os castigos, especialmente quando se encontre extremamente agitado.

Por outro lado, premeie as atitudes tranquilas, quer seja em casa ou fora dela. Pode utilizar comida, mas um carinho ou uma palavras amável também podem ser muito eficazes.

Evite jogos muito ativos em casa

Quando estiver em casa é melhor praticar jogos tranquilos, para que o cachorro perceba que a casa é um espaço relaxado. Pode comprar brinquedos de inteligência para ele. Atividades que impliquem saltos e corridas deixe-as para quando estiver no parque.

Não se esqueça que o kong é uma ferramenta excelente para tratar a ansiedade dentro de casa. Trata-se de um brinquedo dispensador de comida que, devido à sua estrutura, dificulta que o cachorro possa comer tudo de uma só vez. Desta forma, mantém-se entretido por um bom bocado. Além disso, é excelente para combater a ansiedade por separação.

Dê carinho

No momento em que se estiver portando bem aproveite para lhe fazer um carinho durante um bom tempo. Comece lentamente pela cabeça e baixe pelo resto do corpo. No PeritoAnimal mostramos-lhe como relaxar um cachorro com carinho, isto porque o contato físico é essencial para o cachorro, uma criatura sociável e afetuosa.

Os carinhos, além de relaxarem, potenciam o vosso vínculo afetivo, assim sendo não duvide e dedique mais tempo ao seu melhor amigo.

Fale com um profissional

Se já tentou todos estes truques e ainda assim não consegue controlar a agitação e os nervos do seu cão, chegou o momento de contactar um profissional. É importante salientar que existem várias pessoas às quais podemos recorrer nestes casos:

  • Veterinário holístico: Este profissional, além de nos oferecer conselhos do ponto de vista médico, pode aconselhar fármacos e produtos de homeopatia que ajudem o cachorro a acalmar.
  • Adestrador ou educador canino: A função principal de um adestrador canino é obter a harmonia entre o cachorro e a pessoa, principalmente enfocado na obediência. Se o seu cachorro além de agitado e nervoso não seguir as suas indicações, será uma boa ideia recorrer a este profissional.
  • Etólogo: O Etólogo é um veterinário titulado que além disso se formou em etologia, um ramo da zoologia que estuda o comportamento animal. Provavelmente é a pessoa mais indicada para casos graves onde seja preciso uma intervenção imediata.

Se deseja ler mais artigos parecidos a Como acalmar um cachorro muito agitado, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Problemas de comportamento.

Comentários (0)

Escrever comentário sobre Como acalmar um cachorro muito agitado

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
O que lhe pareceu o artigo?

Como acalmar um cachorro muito agitado
1 de 7
Como acalmar um cachorro muito agitado