Carvão ativado para cachorro: usos, dosagem e recomendações

Carvão ativado para cachorro: usos, dosagem e recomendações

As intoxicações caninas podem ocorrer por acidentes domésticos, ingestão de substâncias tóxicas para os animais ou crimes. Os sintomas de um cachorro envenenado variam de acordo com o agente causador e as quantidades ingeridas. Podem incluir diarreia, vômito, dores intensas, fraqueza, tontura, rigidez muscular, salivação, febre, sangramentos, dentre muitos outros. Tão importante quanto identificá-los é tentar descobrir o que causou essa intoxicação para facilitar o seu tratamento de emergência. O carvão ativado para cachorros é uma opção para alguns desses e pode adsorvser até 75% da substância tóxica no organismo do animal. Neste post do PeritoAnimal explicamos como usar o carvão ativado para cachorros, dosagem e recomendações.

Carvão ativado para cachorro

O carvão ativado é um derivado do carbono com alta porosidade, conhecido pela sua capacidade de filtrar impurezas, além de clarear e desodorizar. Seus usos são conhecidos tanto a nível doméstico, quanto cosmético ou medicinal em humanos. Suas aplicações médicas são conhecidas, principalmente, em casos de intoxicações e envenenamentos, em que atua adsorvendo a substância tóxica e diminuindo a absorção dos elementos tóxicos pelo sistema digestivo.

O carvão ativado para animais é ministrado como adsorvente de toxinas e venenos presentes no trato gastrointestinal, no tratamento de intoxicações. Dessa forma, o carvão ativado para cachorro pode ser administrado em alguns casos de envenenamento, como veremos a seguir, e pode salvar vidas, já que reduz a absorção de toxicantes em até 75%.

É preciso estar consciente, no entanto, que nem todos os tipos de intoxicações e venenamentos são resolvidas com o carvão ativado. Por isso, sob qualquer suspeita de envenenamento a assistência veterinária é sempre o caminho mais seguro, já que com o diagnóstico exato, fica mais fácil ter certeza do tratamento mais eficaz. Isso é, em caso de urgência você pode ministrar o carvão ativado para cachorros, mas o ideal é ter acompanhamento veterinário para ter certeza de que esse realmente é o tratamento de urgência mais adequado.

Carvão ativado para cachorro envenenado

O carvão ativado tem a sua eficácia comprovada em casos de intoxicações caninas, mas isso sempre dependerá do agente intoxicante, dosagem e quadro clínico. Por isso, sob qualquer suspeita de venenamento ou intoxicação é muito importante investigar os agentes causadores e acudir a um atendimento de urgência já que os socorros são diferentes para cada casos. No caso de algumas substâncias a indução do vômito é contraindicada e pode, inclusive, agravar o quadro. Por isso a importância de considerar o causador, observar os sintomas e ligar para um atendimento de emergência.

No post sobre como tratar um cachorro envenenado explicamos que o carvão vegetal costuma ser usado em casos de intoxicação por:

Arsênico

Essa substância presente em inseticidas costuma causas diarreia e pode levar ao colapso cardiovascular. Quando o veneno foi ingerido há menos duas horas o tratamento de urgência consiste na provocação de vômitos, administração de carvão ativado e, após uma ou duas horas, protetores gástricos.

Etilenoglicol

Em caso de venenamento por Etilenoglicol o cachorro parece ficar tonto e perde o controle dos seus movimentos. O tratamento de emergência consiste na indução do vômito, carvão ativado e sulfato de sódio uma ou duas horas após ter ingerido o veneno.

Inseticidas

A intoxicação por diferentes tipos de inseticidas que contém hidrocarbonetos clorados, piretrinas ou piretroides, carbamatos e organofosforado pode ser contida com a indução do vômito e carvão ativado. Mesmo assim, é fundamental chamar um veterinário o quanto antes.

Insetos venenosos

Alguns insetos quando ingeridos contém substâncias químicas tóxicas, como a Cantárida (Lytta vesicatoria), por exemplo, que causam bolhas na pele, dores abdominais, irritação do trato digestivo e urinário, dentre outros. O carvão ativado pode ser utilizado para diminuir a intoxicação.

Cogumelos venenosos

A ingestão de cogumelos tóxicos pode causar problemas que vão dos digestivos aos neurológicos. Essas urgências podem ser tratadas com a indução do vômito e uso do carvão ativado.

Carvão ativado para cachorro que comeu chocolate

Quanto mais cacau há no chocolate ingerido, maior a toxicidade dele para o cachorro. Os sintomas costumam aparecer horas após a ingestão mas o ideal é tratá-lo o quanto antes com a indução do vômito e uso do carvão ativado. Caso já tenha passado mais que duas horas, o vômito já não funcionará, apenas o carvão ativado e acompanhamento veterinário.

No vídeo abaixo, explicamos porque os cachorros não podem comer chocolate:

Como usar o carvão ativado para cachorros

É muito importante estar consciente de que o carvão ativado para cachorros intoxicados é uma solução em alguns casos, como os comentado anteriormente, mas não para todos. Intoxicações por cloro, água sanitária, álcool, naftalina, plantas e alguns alimentos, por exemplo, não são contidas pelo uso do carvão vegetal.

A recomendação geral do carvão ativado para cachorros é a de utilizar 1 g para cada meio quilo do animal. Para utilizá-lo, dissolva em um pouco de água e misture até obter a consistência de uma pasta. Essa mistura deve ser ministrada com a seringa na boca do cachorro em 4 doses totais espaçadas a cada 2 ou 3 horas.

Em casos de envenenamentos mais graves, utilize 2 a 8 g por peso total e ministre-o uma vez a cada 6 ou 8 horas por 3 a 5 dias, até a melhora dos sintomas. Mesmo após a utilização do carvão ativado para cachorros em caso de intoxicação e o aparente bem estar do cão, é imprescindível realizar um monitoramento do efeito da toxina pois o carvão não adsorve toda a substância.

Contraindicações do carvão ativado para cachorros

Em casos de urgência médica não existem contraindicações do carvão ativado para cachorros, mas o seu princípio ativo pode diminuir e impedir a ação de outras substâncias ingeridas por via oral. É preciso levar isso em consideração se o cachorro toma algum medicamento de uso contínuo e pedir recomendações veterinárias em relação às interações medicamentosas.

Efeitos colaterais do carvão ativado para cachorros

Constipação intestinal e diarreia (em formulações contêm sorbitol) são efeitos colaterais que podem aparecer. Veja mais informações no post em que explicamos o que fazer quando um cachorro está intoxicado.

Este artigo é meramente informativo, no PeritoAnimal.com.br não temos capacidade para receitar tratamentos veterinários nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Sugerimos-lhe que leve o seu animal de estimação ao veterinário no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se deseja ler mais artigos parecidos a Carvão ativado para cachorro: usos, dosagem e recomendações, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Primeiros socorros.

Bibliografia
  • PAPICH, M. G. Manual Saunders de terapia veterinária. 3ª ed. Elsevier, Rio de Janeiro, 2012
  • RIBOLDI, E.; LIMA, D. A.; DALLEGRAVE, E. Sensibilidade espécie-específica aos anti-inflamatórios não esteroidais: humanos X animais de companhia. Arquivo Brasileiro de Medicina Veterinária e Zootecnia, v. 64, n. 1, p. 39-44, 2012. Disponível em: <https://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0102-09352012000100006&script=sci_arttext/>. Acesso em 09 de junho 2020.